Posts escritos por: Débora Costa

SOSELIT 24maio • 2018

SOSELIT #5 Chega desse preconceito literário

Quando eu estava no primeiro ano do ensino médio, eu tive um professor de literatura que costumava dizer que qualquer leitura contava como leitura, sendo jornais, quadrinhos ou até mesmo se a sua paixão literária fosse ler aquelas mensagens que vinham enroladas no Serenata de Amor. Eu nunca me esqueci dessa frase porque, naquela época, a minha maior paixão literária era ler fanfic do McFly na internet e meio que isso fazia com que eu me sentisse um pouco melhor por estar lendo, mesmo que não fosse exatamente o que as pessoas consideravam “leitura de verdade”.

Ultimamente nós temos passado por várias “tretas” literárias em torno do que as pessoas consideram “literatura de verdade”. Começou com alguns comentários idiotas no Facebook, mas a coisa explodiu mesmo quando a TAG disparou aquele e-mail falando que não enviariam Young Adults nas caixas deles – o que é uma pena porque eu realmente pensei em assinar, mas eles não vão mandar os livros que eu quero ler, então nem vale tanto a pena assim. A questão é que todas essas confusões mostraram que nós vivemos em um meio cheio de preconceitos e policiamento literário desnecessário e foi por isso que nós decidimos que este seria o tema do SoSeLit deste mês. Leia mais

Entrevistas 23maio • 2018

Kerri Maniscalco e a inspiração para escrever Rastro de Sangue

Rastro de Sangue é o mais novo lançamento da Darkside e se você estava sentindo falta de uma heroína badass, Audrey Rose é a personagem perfeita para você. Uma das coisas que eu mais gostei no livro foi que a autora não poupou esforços para explorar todo o lado sombrio da lenda do Jack Estripador, além de incorporar muito bem a história da nossa personagem principal, criando uma atmosfera aterrorizante e ao mesmo tempo muito envolvente.

De todos os lançamentos da Darkside até agora, Rastro de Sangue foi o que eu mais gostei. A proposta de enredo de Kerri Maniscalco encaixa perfeitamente na proposta de livros que a editora quer trazer para o Brasil e eu estava sentindo falta de um toque de horror no selo da Darklove. E como eu sei que todos vocês estão mais do que curiosos para saber sobre esse lançamento, eu trouxe uma entrevista com a autora do livro para que vocês possam conhecer mais do processo criativo por trás do primeiro livro dessa trilogia.

A entrevista foi feita pelo blog Blaks Laters Reads em setembro de 2016, quando Rastro de Sangue tinha acabado de ser lançado lá fora. Nesta entrevista, Maniscalco conta muito sobre o seu processo criativo e como ela se organizou para fazer toda a pesquisa que o livro pedia e desenvolver a história. Também temos a oportunidade de conhecer mais sobre os seus hábitos de leitura e os autores que influenciam a sua escrita. Leia mais

Cinema 21maio • 2018

Confira o trailer da adaptação de Asiáticos Podres de Ricos

O trailer de Asiáticos Podres de Ricos finalmente chegou! Um dos filmes mais esperados do ano, Asiáticos Podres de Ricos, dirigido por Jon M. Chu e estrelado por Constance Wu, Henry Golding e Michelle Yeoh, chega aos cinemas em agosto.

O livro, o romance de estréia de Kwan, é sobre o romance entre Rachel, uma professora de economia chinesa nascida nos Estados Unidos que foi criada por uma mãe solteira na Califórnia, e Nick, seu namorado criado em Londres e Cingapura. Mas, sem o conhecimento de Rachel, Nick é de uma das famílias mais ricas da Ásia. E quando ele leva Rachel para Cingapura para conhecer sua família e comparecer a um casamento com ele, ela não faz ideia do que a está esperando. Leia mais

Resenhas 20maio • 2018

Rastro de Sangue: Jack, o Estripador, por Kerri Maniscalco

Ninguém estava mais ansiosa pela leitura de Rastro de Sangue do que eu. E eu posso comprovar isso pelo escândalo que eu fiz quando a Darkside anunciou o lançamento desse livro. Eu estava ansiando pelo dia em que o selo Darklove iria trazer um serial killer para as minhas mãos e esse dia finalmente chegou, ladys and gents. Mas nem tudo são flores na vida de um leitor, não é mesmo? E apesar de eu ter gostado da leitura de Rastro de Sangue, alguns pontos do livro não foram tão positivos quanto eu esperava.

Eu quero começar essa resenha chamando a atenção para a atmosfera sangrenta do livro. Maniscalco tem uma escrita bastante sombria e não poupou detalhes para que o leitor pudesse se ambientar no clima de assassinatos e cadáveres que faz parte do enredo desde o primeiro capítulo. Você consegue visualizar cada detalhe do livro, inclusive os corpos violados pelo Jack, o Estripador e, se a sua imaginação for tão boa quanto a minha, eu acho que dá até para sentir o cheio de putrefação. O único problema é que a autora se estendeu demais nas descrições dos cenários e conforme a história ia caminhando, a narrativa se tornava um pouco maçante. Leia mais

Lista 19maio • 2018

5 Young Adults que são releituras de Jane Austen

Dizer que eu sou completamente apaixonada por Jane Austen já não é novidade para ninguém. Eu só devo ter umas 15 edições diferentes dos livros dela na estante e até mesmo o meu trabalho de conclusão de curso foi sobre Orgulho e Preconceito. Eu acho que só me falta um Colin Firth de papelão no quarto, de quando ele interpretou o Mr. Darcy na adaptação da BBC – que eu recomendo muito, caso você não tenha assistido, viu?!

Foi por gostar muito de Jane Austen que eu me deparei com essa lista de Young Adults que são releituras de seus clássicos que, o Book Riot preparou em comemoração ao aniversário de morte da autora. Agora me digam, tem combinação melhor do que Austen e o meu gênero literário favorito? É claro que não! Embora os livros dessa lista ainda não tenham sido publicados no Brasil, todos estão disponíveis para compra na Amazon e, se você estava procurando uma desculpa para começar a arriscar nos livros em inglês, acho que essa pode ser a sua chance, tá?! Leia mais

Cinema 17maio • 2018

Eu estava com saudades de filmes como Status Update

Eu sou completamente apaixonada por esses filmes adolescentes que passavam na sessão da tarde e, agora com todas os meios de ter acesso a filmes similares, eu não consigo negar a oportunidade de assistir uma comédia romântica adolescente, com personagens engraçados e aquela história de amor clichê que a gente sabe como vai terminar, mas só não consegue não assistir, sabe? E se você também compartilha dessa paixão, prepare a pipoca e o cobertor porque eu vou te convencer a assistir Status Update.

Primeiro vocês precisam saber que Status Update tem um enredo digno de sessão da tarde. Estrelado por Ross Lynch e Olivia Holt, o filme conta a história de Kyle (Lynch), um adolescente que está sofrendo com a separação dos pais ao mesmo tempo que precisa lidar com o fato de que a sua adaptação a sua nova escola não está sendo nada fácil. É no meio de toda essa confusão que ele acaba encontrando um aplicativo de celular que, ao atualizar o seu status, tudo o que ele escreveu se torna realidade. Leia mais

Lançamentos 16maio • 2018

Chegou o book trailer do novo livro da Mia Sheridan!

E vocês estão recebendo esta novidade em primeira mão, tá? A Universo dos Livros acabou de compartilhar comigo o booktrailer do mais novo lançamento do selo: O Melhor de Você! E os fãs da autora já podem preparar a mãozinha do dinheiro porque o lançamento desse livro maravilhoso está tão próximo que vocês já podem até mesmo sentir o cheirinho de livro novo na estante de vocês!

O Melhor de Você é uma história comovente e inspiradora que já está chegando aqui no Brasil com indicação do RT Book Review! Sério, o livro recebeu uma resenha de CINCO ESTRELAS do RT, então vocês já podem imaginar que Mia Sheridan está chegando com tudo, para deixar a gente mais destruídos que o muro de Berlim, né? Leia mais

Resenhas 13maio • 2018

Asiáticos Podres de Ricos, por Kevin Kwan

Minha vontade de ler o livro de Kevin Kwan começou quando eles liberaram o primeiro trailer da adaptação de Asiáticos Podres de Ricos. O filme tem uma vibe muito leve e divertida e, aparentemente, diálogos muito engraçados, então eu pensei “o livro deve ser tão divertido quanto” e em parte, ele até é. O problema é que Asiáticos Podres de Ricos não chegou nem perto de ser o que eu estava esperando. Com diálogos razoáveis e uma narrativa confusa e arrastada, eu posso dizer que só cheguei ao final do livro na esperança de que alguma coisa fosse capaz de me surpreender, o que eu posso afirmar que não aconteceu.

Meu primeiro problema com Asiáticos Podres de Ricos foi o fato do livro focar em vários personagens diferentes, acontecendo diversos plots paralelos a história principal. Sempre que um novo personagem aparecia, o autor tirava quase quatro ou cinco páginas para divagar sobre ele e a influência do mesmo dentro da família. Começou com Astrid, a prima de Nick que, apesar de não ser a história principal, é uma personagem interessante de se conhecer e se estendeu para todos os outros personagens do livro. Imagina você ter que conhecer o background de todos os personagens secundários do livro, é mais ou menos isso o que acontece. Leia mais

Lançamentos 12maio • 2018

O fim do mundo é aqui explora a transição entre a adolescência e a vida adulta

Nada na vida de Janie Vivian é comum. Pelo menos ela não quer que seja. Nem mesmo a amizade com Micah. Na escola, eles fingem nem se conhecerem. Mais uma ideia maluca de Janie, que Micah aceita sem questionar. A outra é matar a aula toda quinta-feira para se encontrar na pedreira, uma antiga área de extração de minério, onde eles colecionam pedras e segredos, interagem com a “metáfora” e dividem garrafas de vodca. Ali eles são apenas Janie e Micah, Micah e Janie, e um significa para o outro “mais do que qualquer coisa” e “mais do que tudo”.

A história começa com Micah acordando no hospital sem lembrar de coisa alguma. É como se o cérebro estivesse líquido. Quer dizer, a última lembrança é a de Janie atravessando a tábua que liga as janelas das casas vizinhas, no último dia de férias, antes de começar o terceiro ano. Eles fazem isso desde o ensino fundamental, mas agora tudo será diferente, pois Janie está se mudando para o outro lado da cidade, para uma casa grande que ela detesta com todas as forças. Leia mais

Resenhas 11maio • 2018

É Assim Que Acaba, por Colleen Hoover

Eu demorei muito para conseguir sentar na frente do computador para escrever essa resenha. Parte de mim ainda está de ressaca literária depois do soco no estômago que foi esse livro e, a outra parte de mim ainda está refletindo todo o impacto que esse enredo me causou. Quando eu peguei É Assim Que Acaba para ler, eu sabia que o livro falava sobre violência doméstica e abusos, mas eu não estava esperando que Colleen Hoover pudesse tratar desse assunto com tanto cuidado e eficiência, como ela fez nesse livro.

Falar de violência doméstica em um enredo exige do autor um cuidado dobrado ao construir a sua narrativa e, por causa do contato pessoal da autora com o assunto, Hoover foi capaz de guiar o leitor pelo enredo, fazendo com que fosse possível ver e sentir cada uma das cenas pelos olhos da personagem principal. Essa profundidade do enredo realmente fez com que eu sentisse a narrativa de uma forma diferente, principalmente porque eu demorei um pouco para perceber certas coisas assim como Lily, a nossa protagonista. Leia mais

Resenhas 09maio • 2018

Apaixonada por um Highlander, por Maya Banks

Vocês irão precisar ser bem pacientes comigo nesta resenha, principalmente porque eu atingi o ápice da minha frustração com essa série da Maya Banks. Insisti em ler o último livro de Os Irmãos McCabe porque finalmente a autoria iria contar a história da Rionna, a guerreira badass que aparece no primeiro livro e que foi a única razão de eu ter insistido em continuar lendo uma série que me deixou irritada desde o primeiro livro. Mas eu já deveria saber que o real talento de Banks é frustrar seus leitores porque Apaixonada por um Highlander só não foi uma decepção maior porque não tínhamos mais páginas.

Vamos começar com o que me motivou a ler esse livro, certo? Rionna. Logo no primeiro livro da série, Rionna é apresentada como uma guerreira, uma mulher que não estava disposta a ceder as vontades masculinas com facilidade. Mas logo no primeiro capítulo, Rionna cede as humilhações de seu novo marido, aceitando a sua forma rude de trata-la, permitindo que ele a coloque na posição de submissa não só entre quatro paredes, mas também diante de todo o seu clã. Eu não sei o que Banks utilizou para se inspirar para escrever essa série, mas é definitivamente alguma coisa muito perturbadora. Leia mais

Literaría 07maio • 2018

A Guerra Que Salvou Minha Vida: O Resto da História

Li uma resenha sobre meu romance, A Guerra Que Salvou Minha Vida, outro dia no Goodreads que me deixou com lágrimas nos olhos. Tentei encontrá-la hoje, mas não consegui achar… Tenho certeza de que conseguiria se procurasse de verdade, mas achei melhor não. Apenas acredite em mim, a resenha dizia algo do tipo… “Ada está com 86 hoje. Ela anda. Ela tem andado por muito tempo, desde que Susan conseguiu consertar seu pé no início da guerra…” e ela prossegue a resenha prevendo o que vai acontecer com Ada, Jamie e Susan.

Eu amei, porque, ao fazer a matemática eu mesma, percebi que a Ada está mesmo com 86 hoje. Ela tem a mesma idade que o senhorzinho gregário com quem falei no museu em Rye, cujo rosto ficou pálido e sério quando minha filha lhe disse que eu estava escrevendo um livro sobre os refugiados da Segunda Guerra Mundial. “Eu fui um dos refugiados”, ele disse. Leia mais

1 2 3 49
O Usuário laoliphantblog não existe ou é uma conta privada.