Posts arquivados em Autor: Débora Costa

22 mar, 2018

Nas montanhas do Marrocos promete ser um romance inesquecível

Vocês estão preparados para um romance que tem tudo para tirar o nosso fôlego? Se você é apaixonado por romances de época assim como eu, o livro Nas Montanhas do Marrocos é uma leitura quase que obrigatória na sua estante. Ambientado na Inglaterra vitoriana, Luisa Bérard nos entrega um romance que não poupa referências históricas sobre moda, literatura e obras de arte.

Nas Montanhas do Marrocos traz personagens que transitam em cenários deslumbrantes: no esplendor do período vitoriano na Inglaterra, em pleno século XIX, e em paisagens fascinantes do Marrocos, com suas cadeias montanhosas de natureza exuberante e a indomável vastidão do Saara. Continue lendo

20 mar, 2018

Atraída por um Highlander, por Maya Banks

Os Irmãos McCabe é uma série de época que vem me pedindo para ser lida desde que o primeiro livro foi lançado pela editora aqui no Brasil e, quando surgiu a oportunidade de parceria com a Universo dos Livros, eu não podia deixar a chance de fazer essa leitura passar. Mas eu tenho que ser bem sincera com vocês e dizer que o que eu acredito compor um bom romance de época, conflita bastante com que a Maya Banks propõe no seu enredo e, por isso, a minha experiência de leitura com Atraída por um Highlander foi, basicamente, a pior possível.

Eu não sei se não gostar desse livro vai vir como uma surpresa para vocês. No começo eu estava bastante animada com os personagens e realmente disposta a gostar da leitura. Eu amo romances de época, então eu já tenho uma pré-disposição a gostar do livro, mas Atraída por um Highlander se desenvolve por caminhos tortos e, o que era para ser um romance gostosinho, se torna um livro pesado e cheio de pequenos abusos que, na metade do enredo, eu simplesmente já não conseguia mais engolir. Eu não sei como Maya Banks vê o “romance”, mas considerando a temática de outros livros dela, o que acontece no enredo deste livro me chocou, porém não me surpreendeu.

Meu primeiro problema com o livro começou quando Mairin, nossa personagem principal, chega as mãos dos McCabe após escapar de um inimigo tão ruim quanto o nosso herói. Eu digo isso porque, honestamente? Um homem que tem a coragem de estuprar a própria esposa na noite de núpcias não é muito melhor do que um cara que espanca uma mulher até ela perder a consciência. Desculpa, não é. E depois dessa cena, por mais que eu tentasse ver Mairin e Ewan como um casal, a história dos dois tinha simplesmente morrido para mim. Continue lendo

19 mar, 2018

É ingresso para o cinema que você quer, @?

Vocês pediram mais sorteio de ingressos e eu obedeci, é claro. Dessa vez o La Oliphant quer levar vocês para assistir o filme Operação Red Sparrow, o mais novo trabalho da Katniss aka. JLaw. Mas a nossa surpresa não para por aí, não é mesmo? Além do par de ingressos para o filme, nós estamos sorteando em parceria com a linda da Editora Arqueiro, UM EXEMPLAR do livro que deu origem ao filme. GO BIG OR GO HOME.

Para participar do sorteio é preciso que vocês cumpram TODAS AS OBRIGATÓRIAS definidas no Rafflecopter, ok? Também não esqueçam de conferir o regulamento antes de participar, é sempre importante entender as regras primeiro. O resultado dessa promo vai ser anunciado nas redes sociais do blog, então não deixa de seguir a gente no Facebook, Twitter e Instagram para conferir se você foi o grande vencedor, tá?

O sorteio é válido até dia 26 de março de 2018. Ah, e não esquece de convidar os amigos para participar, vai que um deles é o grande ganhador e te leva de plus one no cinema?! *dedos cruzados*  E que a sorte esteja sempre à seu favor.

a Rafflecopter giveaway

Confira o regulamento do sorteio!

  1. A promoção é válida ATÉ 26/03, tendo seu ganhador anunciado nas redes sociais do blog;
  2. Este sorteio é realizado através da plataforma Rafflecopter;
  3. Para validar o prêmio o ganhador devera cumprir com todas as obrigatorias do Rafflecopter;
  4. Ao fim da promoção será sorteado apenas 01 ganhador para todos os prêmios cedidos neste sorteio;
  5. A promoção é válida somente para quem tem endereço de entrega no Brasil;
  6. O primeiro ganhador terá o prazo de 03 dias para responder ao e-mail que lhe será enviado. Caso não o faça, um novo ganhador será definido;
  7. O envio do livro será feito pela Editora Arqueiro, enquanto os ingressos serão enviados separadamente pelo La Oliphant em até 10 dias;
  8. O blog não se responsabiliza por extravio ou atraso na entrega dos Correios. Assim como não se responsabiliza por entrega não efetuada por motivos de endereço incorreto, fornecido pelo próprio ganhador;

Ficou com alguma dúvida em relação ao sorteio? Envie um e-mail para contato@laoliphant.com.br

16 mar, 2018

SOSELIT #3 – Eu quero reclamar sobre romantização do relacionamento abusivo

O tema do #SOSELIT este mês propõe um tema que já é muito discutido aqui no blog, e uma tecla na qual eu vou bater enquanto eu achar que isso é um problema: romantização de relacionamento abusivo na literatura. E isso não poderia ter vindo em um momento melhor porque, justamente esse mês, eu terminei de ler mais um “romance”, onde a personagem principal sofre diversos abusos durante os capítulos, mas a história é vendida como um romance e aplaudida pelos leitores. Vocês conseguem enxergar onde está o erro nessa situação toda?!

Eu sempre fui uma grande apaixonada por uma boa história de amor,, não importando o gênero. Mas a minha visão sobre o que se caracteriza um bom romance veio mudando muito de uns anos para cá, principalmente depois que eu comecei a ter um contato maior com o movimento feminista e a me conscientizar de que certos comportamentos não são muito normais. Com isso, meu gosto literário foi mudando bastante e, alguns livros que antes eram um dos meus favoritos, hoje me deixam enjoada apenas de lembrar que um dia eu achei aquilo a oitava maravilha do mundo.

Mas hoje eu não estou aqui para fazer outra crítica a Princesa de Papel e nem para lembrar a vocês que o relacionamento da Abby e do Travis, de Belo Desastre, é abusivo. Na verdade, eu queria conversar com vocês sobre consciência literária e porque eu simplesmente não consigo me calar quando eu me deparo com um enredo que é completamente fora daquilo que eu considero um romance saudável dentro da literatura. Até onde vai a nossa responsabilidade quando damos cinco estrelas para um livro que, claramente, romantiza um relacionamento abusivo? Continue lendo