Posts marcados na categoria outras narrativas

22 jan, 2019

O Último Magnata explora a indústria do cinema nos anos 30

Eu sei que eu sempre enrolo para trazer novas séries e filmes para vocês, mas eu acho muito mais fácil falar sobre adaptações que realmente me encantaram ou que, pelo menos, me impactaram de alguma forma. Depois de dias assistindo The Marvelous Mrs. Maisel, eu não estava pronta para sair da minha conta da Amazon Prime e cair direto nas séries contemporâneas da Netflix e, foi assim que eu resolvi dar uma chance para O Último Magnata (The Last Tycoon).

O Último Magnata se passa nos anos 30, sendo a adaptação do livro de mesmo nome de F. Scott Fitzgerald que, conta a história de Monroe Stahr (Matt Bomer), personagem inspirado em Irving Thalberg, lenda de Hollywood, e toda a sua trajetória na indústria do cinema, incluindo a sua relação turbulenta com Pat Brady, seu chefe e também mentor. Continue lendo

17 dez, 2018

Explorando o universo de O Mundo Sombrio de Sabrina

No ano passado, aqui no blog, eu fiz uma pequena retrospectiva da história dos quadrinhos Archie, desde a sua criação em 1939, até a estréia da série Riverdale. Desde então, Riverdale continua fazendo sucesso entre o público, já contando com três temporadas (a qualidade não é lá essas coisas, mas isso nós não vamos comentar. A série fez tanto sucesso que ganhou até uma spin off! Em setembro de 2017, foi anunciado que a Netflix iria lançar a série O Mundo Sombrio de Sabrina, que estreou em 26 de outubro de 2018.

A série conta a história de Sabrina Spellman, uma adolescente filha de um bruxo e uma mortal. Quando atingir 16 anos, Sabrina precisa decidir se irá abandonar sua vida mortal (incluindo seus amigos e seu namorado, Harvey) para continuar sua educação as artes das trevas. A primeira temporada fez muito sucesso, e um especial de Natal foi lançado pela Netflix mais cedo neste mês. Então, achamos que seria legal fazer uma continuação daquele primeiro post, focando na história de Sabrina Spellman através dos anos. Continue lendo

14 dez, 2018

Extraordinário não chega perto de definir o que é Colette

Faz um bom tempo que eu não venho aqui falar de filmes com vocês. A verdade é que eu não tenho assistido nada que tenha me dado vontade de sentar na frente do notebook e compartilhar a minha experiência. Vocês também estão sentindo falta daqueles filmes que te deixam olhando para o teto e questionando várias coisas sobre a sua própria vida, ansiando por uma mudança? Bem, eu finalmente encontrei um filme que me deixou exatamente assim. Então se preparem porque hoje nós vamos falar sobre: Colette.

Colette é uma adaptação biográfica da vida de Sidonie Gabrielle Colette, uma escritora francesa da década de 20 responsável pela série “Claudine”, que fez muito sucesso na época – a tornou referência na literatura francesa. Eu não conhecia a vida e obra dessa autora até o filme cair no meu colo e, agora que eu a conheço e tenho uma ideia da importância de sua obra para a época, eu não podia fazer outra coisa se não compartilhar com vocês a experiência exuberante que é conhecer a vida dessa escritora. Continue lendo

10 nov, 2018

Asiáticos Podres de Ricos: O livro ou o Filme?

Qualquer pessoa que leu a minha resenha de Asiáticos Podres de Ricos sabe que neste caso específico eu preciso dizer que o filme foi consideravelmente melhor que o livro. E assim, eu entendo que, durante a construção do enredo, Kwan precisou explicar a arvore genealógica de absolutamente todo mundo no livro, mas o fato do filme conseguir escapar de toda essa enrolação e focar no que realmente importa – o relacionamento de Rachel e Nick – já torna o filme melhor que o livro sem precisar fazer esforço.

Diferente do livro que conta várias histórias paralelas, a versão dos cinemas resolveu manter todo o foco no casal principal, mesmo que em alguns momentos a trama mudasse um pouco o foco para Astrid – assim como no livro. Eu gostei muito que o roteiro investiu mais em mostrar como era a verdadeira relação do Nick com a sua família e como a Rachel se sentia completamente deslocada naquele universo. Além disso, o filme deixou muito mais claro que a relação entre os dois era realmente muito forte e que existe uma conexão ali que o livro deixou escapar muitas vezes. Continue lendo