Posts marcados na categoria uma conversa sobre

06 fev, 2019

Encontrando o momento certo para ler clássicos

Confesso à vocês que eu mesma não sou uma grande leitora de clássicos, ou livros que estão com um hype muito grande. Parte por simplesmente ainda não ter tido o interesse despertado por essas leituras, e parte por não querer fazer parte de um diálogo cansativo ou de um momento onde eu não saberia ter uma experiencia genuína com aquela leitura.

Eu também sei que eu não sou a única. Muitos de vocês também passam pela dificuldade de conseguir se conectar com alguns clássicos da literatura, afinal, nem todos tem o estômago para encarar a leitura de Senhora ou disposição para mais uma discussão de Capitu traiu ou não traiu o Bentinho.

E como eu adoro trazer um conteúdo novo para vocês, a Blaga Atanassova compartilhou no Book Riot um pouco das primeira experiencias dela com clássicos, e como ela acredita que existe o momento certo para cada livro e que talvez agora só não seja o nosso ainda. Continue lendo

03 fev, 2019

Explicando porque eu não pretendo doar meus livros

Todo dia é o catálogo da Netflix me surpreendendo com as coisas mais fora da realidade possíveis. Por exemplo, outro dia eu recebi a notificação de que o programa da Marie Kondo havia sido incluído no catálogo e que eu já poderia assistir. Se você é completamente desconhecido deste nome, Marie Kondo é basicamente uma guru da organização, onde ela te dá algumas regras para manter as suas coisas sempre muito bem organizadas, inclusive, a editora Sextante lançou um livro dela chamado “A Mágica da Arrumação”, em 2015.

Parece lindo, não é mesmo? E eu realmente achei que me arriscar em uma das regras de Kondo poderia ser uma boa ideia considerando que eu sou péssima em manter minhas coisas organizadas e eu ainda não descobri uma maneira de fazer todas as minhas roupas caberem no meu quarto. Mas o que me chocou e fez com que eu desistisse dos métodos de Kondo para sempre, foi a seguinte frase: Continue lendo

31 jan, 2019

Precisamos falar sobre o sexismo nos livros de Fantasia

Eu já venho refletindo sobre este assunto desde que encontrei A Corte de Rosas e Espinhos na prateleira de literatura “jovem-adulto”, ao lado de Uma Chama Entre as Cinzas, em uma livraria no interior de Minas Gerais. Eis que eu acabo entrando em um fórum que propõe discutir exatamente este assunto e, depois de ler diversas opiniões, debater, chegou a hora de falarmos sobre: porque algumas pessoas assumem que fantasias escritas por mulheres são adequadas para adolescentes?

Quem acompanha o blog sabe que eu sou completamente apaixonada por A Corte de Espinhos e Rosas, mas quem leu o livro sabe que a Sarah J. Maas não economiza no teor sexual do livro, principalmente nas suas continuações. E  Uma Chama Entre as Cinzas não fica muito atrás, embora neste caso a minha preocupação não seja exatamente com o teor sexual do livro, mas sim com o nível de violência ao longo do enredo. Eu ainda tenho a teoria de que se eu apertar um pouco mais esse livro, escorre sangue dele – sério! Continue lendo

24 jan, 2019

Vampiros e as suas representações ao redor do mundo

Leitores, eu preciso confessar que não esperava uma resposta tão positiva ao mais novo lançamento de Renée Ahdieh. Apesar de muitos de vocês ainda não conhecerem A Fúria e a Aurora, eu realmente me surpreendi com o retorno positivo que o lançamento de The Beautiful está tendo.  Quem diria que muitos de vocês estariam abertos a encarar o mundo sobrenatural novamente, não é mesmo?

Mas já que começamos a conversa sobre vampiros, que tal a gente aprofundar um pouco mais no assunto? Eu vi nos comentários que muitos de vocês adoram o universo e que até sentem falta de um livro com vampiros no centro do enredo. Mas até onde vocês conhecem os mitos e lendas que giram em torno dessa figura aterrorizante?

Este post é um convite para uma viagem ao redor do mundo para conhecer e explorar as diferentes formas que os vampiros são retratados e como cada uma das suas representações é um reflexo dos tabus e pensamentos das sociedades de cada país/época. Continue lendo