Posts marcados na categoria uma conversa sobre

31 jan, 2019

Precisamos falar sobre o sexismo nos livros de Fantasia

Eu já venho refletindo sobre este assunto desde que encontrei A Corte de Rosas e Espinhos na prateleira de literatura “jovem-adulto”, ao lado de Uma Chama Entre as Cinzas, em uma livraria no interior de Minas Gerais. Eis que eu acabo entrando em um fórum que propõe discutir exatamente este assunto e, depois de ler diversas opiniões, debater, chegou a hora de falarmos sobre: porque algumas pessoas assumem que fantasias escritas por mulheres são adequadas para adolescentes?

Quem acompanha o blog sabe que eu sou completamente apaixonada por A Corte de Espinhos e Rosas, mas quem leu o livro sabe que a Sarah J. Maas não economiza no teor sexual do livro, principalmente nas suas continuações. E  Uma Chama Entre as Cinzas não fica muito atrás, embora neste caso a minha preocupação não seja exatamente com o teor sexual do livro, mas sim com o nível de violência ao longo do enredo. Eu ainda tenho a teoria de que se eu apertar um pouco mais esse livro, escorre sangue dele – sério! Continue lendo

24 jan, 2019

Vampiros e as suas representações ao redor do mundo

Leitores, eu preciso confessar que não esperava uma resposta tão positiva ao mais novo lançamento de Renée Ahdieh. Apesar de muitos de vocês ainda não conhecerem A Fúria e a Aurora, eu realmente me surpreendi com o retorno positivo que o lançamento de The Beautiful está tendo.  Quem diria que muitos de vocês estariam abertos a encarar o mundo sobrenatural novamente, não é mesmo?

Mas já que começamos a conversa sobre vampiros, que tal a gente aprofundar um pouco mais no assunto? Eu vi nos comentários que muitos de vocês adoram o universo e que até sentem falta de um livro com vampiros no centro do enredo. Mas até onde vocês conhecem os mitos e lendas que giram em torno dessa figura aterrorizante?

Este post é um convite para uma viagem ao redor do mundo para conhecer e explorar as diferentes formas que os vampiros são retratados e como cada uma das suas representações é um reflexo dos tabus e pensamentos das sociedades de cada país/época. Continue lendo

07 jan, 2019

Existe alguma conexão entre ser introvertido e gostar de ler?

Se você me conhece ou teve a chance de me conhecer pessoalmente em algum momento, existe uma grande chance de você me achar esquisita. Isso acontece com muita frequência na minha vida porque eu sou uma pessoa introvertida. Eu aguento algumas horas de interação e depois eu me sinto completamente sugada e preciso dormir e relaxar. Infelizmente, poucas pessoas no mundo entendem que os introvertidos existem e que aquela interação forçada prejudica mais do que ajuda.

Durante os meus anos de blog, eu notei que eu não estava sozinha. A maior parte dos meus amigos leitores são introvertidos também e eu sempre me perguntei se isso era uma condição básica para uma pessoa gostar de ler. Para a minha sorte, a Laura Melgão escreveu um texto muito interessante explicando a associação dos introvertidos com a leitura e se você ficou tão curioso quanto eu, é só continuar lendo. Continue lendo

21 nov, 2018

O universo completo dos livros de Tessa Dare

Vocês provavelmente se lembram quando eu contei que os livros da Sarah MacLean tinham uma ordem correta para serem lidos – embora os lançamentos tenham acontecido de forma completamente aleatória, não é mesmo? Desde aquele post, muita coisa aconteceu e eu percebi que o multiverso dos romances de época se estendia a outras autoras e é sobre uma delas que eu vou falar com vocês hoje.

Tessa Dare conquistou meu coração na sua trilogia Castles Ever After, o meu primeiro contato com a autora. De lá para cá, muitos livros seus foram lançados pela editora Gutenberg e eu tive a chance de me aventurar no romance de tantos personagens que eu achei que a Tessa Dare também merecia um post especial para falar sobre os seus livros e sobre como é muito mais interessante se você conseguir lê-los na ordem. Continue lendo