Clube Nacional 19ago • 2018

Artista abre financiamento coletivo para publicar livro ilustrado

Criada em 2010 e publicada desde 2015 a história de ‘O Menino que não sabia voar’ criou asas com os traços do artesão gráfico e artista Yuri Amaral a partir do financiamento contínuo pelo APOIA.se, em que cerca de noventa pessoas contribuem mensalmente com quantias que variam de R$ 3 a R$ 20, acompanhando a construção do projeto passo a passo.

Em março deste mesmo ano Yuri financiou seu primeiro livro impresso reunindo 5 capítulos da jornada do Menino. Agora, sua proposta é de expandir o multiverso de Kai e Nina, protagonistas de ‘O Menino que não sabia voar’, trazendo à vida Yala, a Filha do Movimento, em um livro romance ilustrado com mais de 80 páginas, além de um projeto audiovisual envolvendo sua persona Drag Queen, também chamada Yala.

Com o valor mínimo de R$ 25 já é possível levar o livro impresso, com 88 páginas em papel pólen bold 80g. O autor também se arriscou nas recompensas: além de camisetas, sketchbooks e canecas, ele oferece vídeo-performances, recompensa na qual a pessoa apoiadora escolhe uma música e a drag Yala performa em um vídeo dedicado à ela. Há também a opção de ter um sonho seu (ou pesadelo, por que não?) ilustrado por Yuri, visto que Yala é uma criatura do Reino dos Sonhos.

A história

Enquanto a hq independente ‘O menino que não sabia voar’ narra a trajetória de Kai Thuri, o livro ‘Yala e a Teia de Existência’ conta sobre uma entidade imortal responsável por guiar os espíritos das pessoas entre o Reino dos Sonhos e o Mundo Material. Nesse trajeto, Yala se encanta pela imaginação humana e tudo que ela pode criar, e decide vir para o Mundo Material e aprender a sentir, como nós mortais. Por mais de mil anos ela viveu e agora, cansada, decide retornar para a Teia da Existência.

O livro ‘Yala e a Teia da Existência’ se passa em uma cafeteria, local onde ela encontra um jovem misterioso e com ele, troca histórias de vida e sonhos. Já a parte Audiovisual do projeto, chamada ‘A Jornada’, contará com 5 videoclipes, cada qual acompanhado de um conto exclusivo narrando a vida de Yala antes da história do livro. Um dos vídeos já está em processo de finalização e pronto para ser lançado durante a Campanha de Financiamento, no entanto, os outros 4 vídeos dependerão diretamente do Financiamento Coletivo para se tornarem reais.

O autor e a drag

Yuri Amaral, 31 anos, nascido em Foz do Iguaçu, PR, vive com seu namorado e companheiro, Juliano Brusnicki e juntos fundaram e mantêm o Coelho Jujuba, uma marca de cadernos e camisetas artesanais. Também é mestre em Estudos Interdisciplinares Latino-Americanos, pela Unila, e formado em Publicidade e Propaganda. Aos 28, decidiu explorar o universo das dragqueens, trazendo Yala à vida, mas foi em uma de suas primeiras performances que a personagem efetivamente nasceu, unindo sua paixão e admiração pelas mitologias com seu diário particular de sonhos e se conectando de forma inesperada com o multiverso do Menino que não sabia voar.

Quem quiser colaborar para que o projeto livro + audiovisual torne-se real basta acessar o link catarse.me/yala entre os dias 15 de agosto e 08 de outubro, e escolher uma das formas de apoio.

Débora Costa ver todos os artigos
Uma intelectual contemporânea que entende a importância da convergência de mídias, telas e narrativas. Acompanhando mais séries do que deveria e não consigo fazer uma coisa de cada vez. Ainda quero escrever um romance de época um dia.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

5 Comentários

  • Lily Viana
    31 ago 2018

    Olá!
    Adorei o livro.
    A capa está muito desejável e com certeza terá uma trama bem incrível.

    Meu blog:
    Tempos Literários

  • Iêda Cavalcante
    30 ago 2018

    Oiee!
    Amei a iniciativa, espero que dê tudo certo pra o autor e que ele consiga publicar seu livro sem maiores complicações.
    Desejo toda sorte!!
    Bjs!

  • Elizete Silva
    29 ago 2018

    Olá! Muito bacana a alternativa que o autor encontrou para conseguir ter seu livro publicado, e fazer com que mais pessoas conheçam sua obra, gostei da originalidade das recompensas, boa sorte ao Yuri Amaral.

  • Daiane Araújo
    20 ago 2018

    Oi, Débora,

    É perceptível o quanto o projeto é bem idealizador e compensador!

  • Kleyse Oliveira
    20 ago 2018

    Nossa. Adorei essa iniciativa, se eu tivesse condições e ajudava com muito prazer. Torço que esse projeto conquiste várias pessoas. E quero muito ter esse livro em mãos.

  • Siga o @thelaoliphantInstagram