Clube Nacional 10abr • 2018

Ladrão de Almas: as infinitas possibilidades da realidade

Um escritor sente que seu fim está próximo e decide revelar seus segredos mais sórdidos. Sua única condição é que o livro seja publicado após a sua morte. Assim começa a narrativa de um fiscal aposentado do governo, que através de suas escolhas transforma a sua vida, e a de outras pessoas.

O enredo, aparentemente ordinário, guarda grandes surpresas. Ladrão de Almas, é muito mais do que uma simples história. O presente e o passado caminham lado a lado, harmoniosamente, de uma forma hábil e, algumas vezes, divertida, criando uma expectativa envolvente, conduzindo a trama a um desfecho imprevisível.

O livro que conta com um estilo informal de narração em primeira pessoa, desperta não só reflexões como também a curiosidade. O thriller distribui vários elementos que só serão explicados de forma correspondente mais adiante.

Ladrão de Almas, fala sobre as infinitas possibilidades que a realidade proporciona, faz também considerações sobre o livre arbítrio, o amor e a ambição desmedida e inescrupulosa.

Através da narrativa de um velho escritor, o livro aborda a fragilidade de uma existência efémera. Expõe conflitos e faz indagações sobre morte e sofrimento. A história é permeada de implicações psicológicas e situações limítrofes. Aos poucos, a trama vai se revelando como um quebra-cabeças, onde as partes vão se encaixando num clima de suspense. A derradeira peça desse jogo instigante será revelada somente nos capítulos finais.

É possível compartilhar almas? Você se apropriaria de uma alma para cometer crimes?

Um escritor sente que seu fim está próximo e decide revelar seus segredos mais sórdidos. Sua única condição é que o livro seja publicado após a sua morte. Assim começa a narrativa de Ladrão de Almas.

Um pouco mais sobre quem escreveu o livro:

Odervan Santiago Abrahão, nasceu em Manaus, Amazonas, em 1961. É formado em artes cénicas. É escritor e fotógrafo publicitário. Desde cedo teve sua vida norteada pelas artes. Descobriu o prazer da literatura aos dezesseis anos.

Possui um estilo de narrativa simples e envolvente, como se fosse um velho amigo contando uma história. Como fotógrafo, já participou de várias exposições e é autor de inúmeras campanhas publicitárias e editoriais de moda.

Com o livro Ladrão de Almas, assume, definitivamente, sua verve literária, buscando seu espaço no concorrido mercado da literatura ficcional.

Ladrão de Almas está disponível em formato eBook na Amazon.com.

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

11 Comentários

  • Iêda Cavalcante
    30 abr 2018

    Oiee!
    No momento esse livro não me animou, estou seguindo por outro caminho em minhas leituras, porém quem sabe no futuro eu o pegue para ler. A premissa me deixou um pouco interessada, mas só o tempo dirá se lerei ou não.
    Bjs!

  • Ana I. J. Mercury
    30 abr 2018

    Uma premissa realmente muito interessante!
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei supercuriosa!
    bjss

  • suzana cariri
    19 abr 2018

    Oi!
    Esse livro tem uma premissa que logo nos chama atenção, todo esses questionamento e esse mistério da publicação para só depois da morte, ainda não conhecia essa historia, mas fiquei bem curiosa, se tiver oportunidade quero ler !!

  • Theresa Cavalcanti
    14 abr 2018

    Esse não seria um tipo de livro que eu iria ler, mas esse post me fez repensar isso. Talvez eu de

  • Theresa Cavalcanti
    14 abr 2018

    Esse não seria um tipo de livro que eu iria ler, mas esse post me fez repensar isso. Talvez eu de

  • sara maia
    12 abr 2018

    que interessante a premissa! dorei por ser nacional! <3333 vou anotar, fiquei muito curiosa 🙂

    (eu não sei pq, mas ler a esse texto me fez lembrar de um livro do ken follet: "o buraco da agulha" (muito bom, inclusive).)

  • Vitória Pantielly
    11 abr 2018

    Oi Débora.
    Interessante a história que rodeia o livro.
    Mesmo não sendo meu estilo não dá para negar que fiquei curiosa, espero resenha dele para conhecer melhor!
    Beijos

  • Lili Aragão
    10 abr 2018

    Premissa bem interessante a desse livro, ter segredos revelados após a morte e que podem balançar a vida de outras pessoas é bem instigante e não conhecia o autor ou a obra, mas curti demais a resenha e saber um pouquinho da trama 😉

  • Pamela Liu
    10 abr 2018

    Oi Débora.
    Esse livro parece bem interessante.
    Para o autor do livro pedir que o livro fosse publicado apenas após a sua morte já dá a entender que ele tem revelações bombásticas a fazer.
    Parece um bom thriller, é nacional e fiquei bem curiosa sobre a trama.
    Já vai para a lista de desejados.
    Beijos

  • Daiane Araújo
    10 abr 2018

    Oi, Débora.

    É notório o receio do tal escritor em não querer revelar nada ainda em vida, sabendo efetivamente de suas consequências, e no que isso implicaria.

  • Kleyse Oliveira
    10 abr 2018

    Bom dia Débora!
    Que livro interessante, ainda mais sabendo que o autor escreveu para ser publicado após sua morte, isso só deixa o leitor mais interessado ainda em adquirir o livro e ler. Essa sou, gostei bastante do que é retratado no livro, esse vai para minha wishlist. Bjs

  • Siga o @laoliphantblogInstagram