Inspirações 25nov • 2018

Bullet Journal para leitores – um guia rápido

Das duas opções, uma: ou você sabe o que é o bullet journal e já animou ao ver o título do post, ou você não faz ideia do que é e a gente vai resolver isso agora. Mas eu sei que, se você está lendo esse post, é porque a curiosidade em saber sobre algo voltado para leitores surgiu.

Bullet Journal – às vezes, carinhosamente, chamado de BuJo – é um sistema de organização pessoal criado por um designer, Ryder Carroll. É perfeito para as pessoas que precisam de algo mais personalizado do que a agenda comum. É muito mais flexível, fácil de usar e organizar, pois você decide como vai parecer visualmente, o que você vai anotar e qual a finalidade.

Normalmente, anotam-se metas, compromissos, atividades a serem feitas, e hábitos. Mas qualquer coisa pode ser anotada, e isso é algo que eu adoro sobre o Bullet Journal! Como leitora, gosto de saber quais livros já li, porque às vezes a memória falha, ou quais livros quero ler ainda. E tem a famosa lista de desejos literários, para quando surgir uma graninha, né? Então, o Bullet Journal te dá espaço para esses e tantos outros acompanhamentos literários que agenda padronizada comprada nenhuma no mundo  te permite! 

Dá só uma olhada no que você consegue fazer:

Lista de livros lidos no mês, ano ou em algum período de tempo;

Sempre bom para manter o controle, acompanhar progresso, ter uma noção de como anda a nossa prática de leitura. Muito bom se tivermos alguma meta, também.

Frases favoritas de livros (adoro essa!);

Às vezes a gente gosta tanto de uma frase ou trecho de livro, que quer guardar e ter fácil acesso, ou ficar usando por aí. Uma forma legal de guardar é tendo um espaço especial para essas frases e trechos no Bullet Journal, que ainda podem ser incrementados com ilustrações, colagens ou o que você preferir.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Louise (@_bujo_beginner_) em

Lista com seus livros favoritos;

Essa sugestão é para quem gosta de exaltar as obras favoritas sempre que pode. No meu caso, eu teria um problema sério com uma lista praticamente cheia de livros da mesma autora!

Wishlist, listinha de compras literárias;

Não preciso dizer nada aqui, afinal, a lista nunca para de crescer. É bom anotar para não perder de vista…ou controlar o dinheiro melhor.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por alli labaali’s bujo (@bujo.for.me) em

Acompanhamento do progresso de leitura;

Muito simples, você vai marcando cada capítulo livro, se gostar de manter esse tipo de hábito, que te permite visualizar direitinho quanto tempo você gasta em capítulos, ou em um livro, e até possibilita comparar tempo gasto em leituras diferentes.

Desafio de livros a serem lidos;

Existem diversos desafios literários por aí. Você pode adaptar algum, flexibilizar e seguir, anotando tudo no seu BuJo. Uma ideia é você se inspirar no próprio GoodReads, lá tem desafios literários que vocês vão curtir.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Kara (@oak.tree.journaling) em

Página por página;

Caso você seja uma pessoa que gosta de ver o progresso de leitura em detalhes bastante mínimos, gráficos e metas funcionam bem com esse “tracker”.

Um outro detalhe super interessante, é que você não precisa ter um diploma em artes para fazer qualquer coisa no seu Bullet Journal. Quer desenhar? Desenhe! Quer fazer um layout legal temático ou com cores combinando? Pode! Quer só fazer uma lista simples? Totalmente válido. O que importa é fazer algo que te seja confortável, que funcione para você, é essa a magia do BuJo. Mas, conte-me, qual a utilidade do BuJo pra você, quando falamos de leitura? E se você já usa, como faz?

Rafaela Rodrigues ver todos os artigos
Estudante de Letras Port/Inglês/Literaturas, viciada em livros, textos e séries. Português ou inglês? Ah, tá muito ocupada com um desses hobbies pra poder decidir. É prima (bem) distante da Beyoncé e um dia vai ser dona de uma editora e lançar todas as continuações dos livros que gosta, mas que nem os próprios autores quiseram escrever.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

10 Comentários

  • Pamela Liu
    30 nov 2018

    Oi Rafa.
    Acho lindo quem consegue manter um bujo. Eu queria muito fazer um para mim, mas sei que depois de uma semana eu iria acabar deixando para lá.
    Adorei as inspirações e as dicas! Com certeza irá ajudar quem tem vontade de começar a fazer um bullet journal.
    Beijos

  • Luana Martins
    29 nov 2018

    Oi, Rafaela
    Já conhecia o BuJo, vejo muitas pessoas fazendo e fico olhando e babando.
    Ainda não me aventurei nessa porque não tenho habilidade com desenhos ou lettering, mas se for fazer vou escrever normal e colorido.
    Obrigada pela dica, vou pesquisar mais.
    Beijos

  • Alice Pereira
    29 nov 2018

    Vejo Bujos tão adoráveis por aí, que me desanima rs
    Sou super desajeitada com coisas assim. Sempre quis montar um espacinho apenas meu, com tudo o que mora na minha cabeça.

  • Aline M. Oliveira
    29 nov 2018

    Olá! eu sempre tive o hábito de escrever em diários, desde muito nova, e apesar de não fazer isso mais, confesso que ver um BuJo assim, me aquece o coração! Tão lindo com as pessoas conseguem criar coisas lindas e enfeitá-los! hoje não sei se tenho paciência e tempo pra desenvolver algo assim mas acho maravilhoso quem consegue! quem sabe eu tente?! Amei as dicas!

    Bjoxx

  • Patrini Viero
    28 nov 2018

    Eu to sempre procurando um lugar em que eu consiga organizar minhas experiências de leitura e que não seja virtual, gosto da sensação do papel, de escrever e folhear, página por página. Já tinha ouvido falar sobre esse modelo de organização mas nunca tinha pensado nele como viável no sentido literário da coisa. Adorei a ideia e as inspirações e com certeza vou tentar colocar em prática.

  • Vitória Pantielly
    28 nov 2018

    Oi Rafaela,
    Acompanhei esses dias uma série de vídeos sobre o Bullet Journals, e adorei, não sou tão delicada e organizada assim, costumo ler sem listas, e sempre que tento fazer não dá certo kkkk Mais achei as fotos tão lindas, que gostei da idéia!
    Quem sabe com um novo ano vindo, eu não me adepto ao caderno.
    Beijos

  • Kleyse Oliveira
    27 nov 2018

    Olá Rafa, eu já tinha conhecimento do que era e para que servia o boullet jornal mais não tive oportunidade de comprar para usar ele.
    Ano que vem pretendo comprar um para experimentar usar.bjs

    • Rafaela
      29 nov 2018

      Oi, Kleyse! Olha, o legal é que o Bullet Joiurnal pode ser feito em absolutamente qualquer caderno, com pauta, sem pauta, quadriculado ou feito de folhas de oficio. Você decide, é muito “seu”!

  • Maira Schein
    27 nov 2018

    Ahhhh que post maravilhoso! Eu tenho um bujo bem simplinho e só tenho a minha lista de lidos do ano nele, e algumas outras coisas em outros cadernos, tipo resenhas, frases preferidas, etc. Mas nunca tinha pensado em juntar tudo em um só lugar e agora fiquei com muita vontade de ter um bujo exclusivamente literário!

  • Angela Cunha
    27 nov 2018

    Curiosidade me moveu!rs
    Já tinha lido algo a respeito deste presente há um tempo, mas nessa correria que vivo,nem dei muita atenção!
    Agora lendo e vendo tudo acima, dei uma aprofundada no assunto e entendi o quanto isso pode nos ajudar a nos manter mais organizados, não somente em leituras,mas também em avaliações das obras e claro, comprinhas!!!
    Vou procurar por mais e quem sabe, aderir a tudo isso para o próximo ano!!!!
    Beijo

  • Siga o @laoliphantblogInstagram