Lançamentos 12maio • 2018

O fim do mundo é aqui explora a transição entre a adolescência e a vida adulta

Nada na vida de Janie Vivian é comum. Pelo menos ela não quer que seja. Nem mesmo a amizade com Micah. Na escola, eles fingem nem se conhecerem. Mais uma ideia maluca de Janie, que Micah aceita sem questionar. A outra é matar a aula toda quinta-feira para se encontrar na pedreira, uma antiga área de extração de minério, onde eles colecionam pedras e segredos, interagem com a “metáfora” e dividem garrafas de vodca. Ali eles são apenas Janie e Micah, Micah e Janie, e um significa para o outro “mais do que qualquer coisa” e “mais do que tudo”.

A história começa com Micah acordando no hospital sem lembrar de coisa alguma. É como se o cérebro estivesse líquido. Quer dizer, a última lembrança é a de Janie atravessando a tábua que liga as janelas das casas vizinhas, no último dia de férias, antes de começar o terceiro ano. Eles fazem isso desde o ensino fundamental, mas agora tudo será diferente, pois Janie está se mudando para o outro lado da cidade, para uma casa grande que ela detesta com todas as forças.

Por mais que todos tentem inserir memórias na cabeça de Micah, ele não tem a menor ideia do que fez nas últimas semanas. Por que ninguém responde objetivamente onde Janie está? Talvez respondam e ele esqueça novamente. Por que nos últimos dias dois policiais vêm ao quarto e perguntam coisas sobre as quais ele não faz a menor ideia? Quando foi que a casa de Janie pegou fogo? Por que é que todas aquelas pessoas do colégio estavam lá no momento do incêndio? Cadê a Janie, que ainda não veio fazer uma visita?

A escritora Amy Zhang constrói a história em duas partes, dividida em antes e depois do dia do incêndio, antes e depois de a existência ficar pesada demais para Janie. A autora reúne os questionamentos e as tentativas de Micah de se lembrar do que aconteceu, o ponto de vista de Janie antes de o mundo virar apocalipticamente de ponta-cabeça, e trechos dos diários em que a garota anotou de forma compulsiva frases de Virgínia Woolf e interpretações para seus contos de fadas preferidos. Assim como em seu primeiro livro, Quando tudo faz sentido, Amy Zhang escreve sobre a beleza e a perturbação do fim da adolescência e o início da vida adulta, as consequências das atitudes dos pais e a ingenuidade e a alegria com que os personagens encaram o mundo antes dele se tornar complexo e beirar o insuportável.

Ficou interessado no livro? Garanta seu exemplar agora na Amazon.com!

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

8 Comentários

  • Elizete Silva
    25 maio 2018

    Olá! Eita que não conhecia o livro, mas o enredo me interessou muito. Já fiquei curiosa para saber o que aconteceu com a Janie e porque o Micah não lembra muito do que ocorreu, ai que aflição, acho que vou ter que recorrer a caixinha de lenços.

  • Bianca Melo
    21 maio 2018

    Uaaau. Amei a história. O que aconteceu com a Janie???
    Espero que traga essa resenha para o blog, Débora!

  • Kleyse Oliveira
    17 maio 2018

    Annyeong Débora!

    Eu já estou apaixonada por esse livro só de ver essa capa maravilhosa *–* já vou adicionando a minha wishlist para comprar, adoro histórias que tratam esse tema, me identifico muito com os personagens e algumas coisas que ele passam eu já passei ou passo. Bjs eu adorei a resenha.

  • Micheli Pegoraro
    14 maio 2018

    Oi Débora,
    Faz tempo que desejo ler o livro Quando tudo faz sentido da mesma autora, pois os temas abordados durante a condução da história sempre chamam a minha atenção.
    Com certeza vou querer ler esse livro resenhado também, pois fiquei intrigada para saber o que realmente aconteceu. O que levou o Micah a ir parar no hospital e o que esta por trás do esquecimento dele. Será algum tipo de trauma do que aconteceu com a sua amiga Janie? Parece ser uma história envolvente e surpreendente, me lembrando um pouco do livro Mentirosos.
    Beijos

  • Bruna Lago
    12 maio 2018

    Pensei que talvez eu não fosse me interessar pelo livro, mas no decorrer da resenha eu fui sentido que essa poderia ser uma leitura muito legal. Acho que a curiosidade sempre vence a gente, e livros assim deixam a gente se perguntando o que realmente aconteceu. Ainda não conhecia esse título, bom você trazer aqui.
    Beijos

  • Lili Aragão
    12 maio 2018

    Ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora mas achei a trama desse livro bem interessante e com temas importantes sendo abordados, irei ficar de olho nas resenhas pra saber mais dele 😉

  • Ludyanne Carvalho
    12 maio 2018

    Ainda não tive a chance de conhecer a escrita da Amy, mas espero ler em breve Quando tudo faz sentido.
    Pelas sinopses de ambos os livros, me parece que Amy gosta de um certo mistério.
    Gosto da capa desse livro, a sinopse chama atenção mas não ao ponto de colocar na minha lista de prioridades.

    Beijos

  • Theresa Cavalcanti
    12 maio 2018

    Oi Débora,
    Não conhecia esse livro, mas fiquei bem empolgada para ler. Todo esse mistério dele ter perdido a memoria, e não saber o que aconteceu com a amiga! Já quero ler pra saber tudo

  • Siga o @laoliphantblogInstagram