Literaría 21mar • 2019

A única resposta para o debate eBook x Livro Físico

Se você é um leitor ávido, aqueles (como eu) que faz parte de grupos de discussão no Facebook, que veste a camisa do fandom e que quase amarra seus amigos numa cadeira para obriga-los a ler aquele seu novo livro favorito, então provavelmente você já cruzou o caminho com a velha e boa discussão de qual meio de leitura é melhor: o livro físico ou o eBook.

Eu mesma, há uns anos, fiz um post aqui no blog fazendo uma breve análise da minha preferência, mas cinco – longos – anos depois, eu ainda me deparo com essa discussão. Os memes enaltecendo um ou outro sempre aparecem na minha timeline, inclusive vi alguns vídeos no YouTube que brincam bastante com a temática.

Eu ganhei meu primeiro Kindle muito antes do La Oliphant existir na minha vida e, confesso que naquela época, a maior preocupação dos meus pais que eu parasse de comprar livros como uma doida varrida e o Kindle se apresentou como uma solução bastante viável para eles – os pobres iludidos, né? Eu nunca parei de comprar livros, mas ganhei pais que aprenderam a amar minha coleção.

A verdade é que ter um Kindle me abriu portas para explorar um universo literário completamente novo. Eu não tinha mais que esperar para ler a continuação daquela série que ainda não terminou de ser lançada no Brasil e eu não estava mais presa aos livros que foram lançados no Brasil. Eu, finalmente, poderia ler o que eu quisesse se aproveitasse as ofertas de eBooks da Amazon. Inclusive, Perigo Para um Inglês foi um que eu li assim que lançou lá fora. Morri R$15 na versão digital? Sim, e não me arrependo.

Isso me fez querer abrir mão da experiência que é ler um livro físico? Jamais. Inclusive, uma das melhores coisas de se ter um Kindle hoje em dia é poder apreciar ainda mais os momentos em que aquela edição maravilhosa do Turista Literário chega na minha casa sabe? E pensando nisso, eu também cheguei a conclusão que só existe uma resposta para a discussão de quem é melhor, e é esta aqui:

Sendo assim, se você ainda não comprou o seu Kindle por achar que vai perder o amor pelo livro físico, pode ficar despreocupado. Os dois formatos funcionam muito bem juntos, oferecendo conforto e praticidade nos momentos que você mais precisa de uma boa leitura. Basta escolher o que melhor se adequa ao momento atual e boa leitura!

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

8 Comentários

  • Maira Schein
    29 mar 2019

    Confesso que eu tinha um pouco de preconceito com livro digital até pouco tempo mas decidi dar uma chance porque sempre via as pessoas falando muito bem sobre. Faz pouco mais de uma semana que estou com o meu kindle e estou apaixonada pela experiência de leitura e pelas possibilidades. Mas é bem como tu falou, apesar de estar gostando demais, agora eu aprecio muito mais os livros físicos e a mágica deles. Acho que não importa o formato, e sim as histórias e como elas nos tocam.

  • Luana Martins
    28 mar 2019

    Oi, Débora
    Essa é uma pergunta fácil para mim gosto dos dois, mas claro que prefiro o livro físico.
    Ainda não tenho um kindle, mas leio no computador. Só não tem a praticidade de um kindle mas serve.
    Quero um dia poder comprar um e ter a sensação maravilhosa de ler muitos, muitos livros ao mesmo tempo, kkk.
    Beijos

  • Iêda Cavalcante
    27 mar 2019

    Olá!
    Eu AMO livros físicos, ter a obra em mãos, tirar da embalagem, sentir seu cheiro…não tem nada igual, mas, nem por isso tenho preconceito com o kindle, acho legal, principalmente o fato de ter vários livros em um único ligar.
    Ainda não tenho o meu por falta de grana mesmo, mas pretendo.
    Bjos!

  • Elizete Silva
    26 mar 2019

    Olá! Disse tudo, tenho um Kindle e também não parei de adquirir livros físicos, como não ter na estante aquelas edições maravilhosas ou seus autores favoritos. O Kindle abre um leque incrível de opções de leitura, conheci vários novos autores, através dele, é bem pratico e pesa menos na bolsa né, mas ambos são ótimas opções de leitura.

  • Angela Cunha
    25 mar 2019

    Eu penso que toda forma de se ler seja válida! E realmente não há isso de se perder um para ganhar outro! Dá muito bem para conciliar os dois modos de leitura e nem por isso, perder o amor de um.
    Tentei o Kindle há um tempo e não me adaptei. Por isso, quando meu sobrinho começou a fazer faculdade, achei que seria melhor a ele, por isso emprestei o meu e ele usa demais, tanto para leituras “normais”, quanto para livros da faculdade. Um dia, ele me devolve..rs
    Por enquanto, eu prefiro meus livros físicos. Mas oh, é preciso se abrir a tecnologia, ao conforto e claro, aos preços!
    Beijo

  • Tereza Cristina Machado
    25 mar 2019

    Eu amo meus livros físicos e amo o meu Kindle … um não exclui o outro, somente se somam , cada um tem seu momento e os dois me fazem sentir um dos maiores prazeres de minha vida que é a leitura, sensação melhor na há. E essa discussão nunca vai acabar mas dentro de mim tenho essa questão resolvida desde sempre, o importante é ler.
    Eu não consigo mais comentar pelo caixa do Facebook e está acontecendo isso em todo lugar que eu comento, acho que é problema com minha conta, então a partir de agora vou comentar por aqui.

  • Ludyanne Carvalho
    21 mar 2019

    Físico é o amor da minha vida!
    Eu gosto da praticidade fo kindle, acho legal poder ler mais histórias de autores independes, mas ainda não me rendi a esse formato. Até porque a leitura digital não flui pra mim.
    Mas, preciso confessar, que tenho medo do livro digital se tornar tão comum e com isso o livro físico se tornar escasso.
    Sou da época que existia cd’s (lojas de cd’s) e de repente… medo! Haha.

    Beijos

  • Aline Bechi
    21 mar 2019

    Olá, tudo bom?
    Concordo muito contigo. Quando conheci a exigência de um leitor digital e comecei a desejar um, tinha certo receio em comprar e estar “traindo” os livros físicos. Deixei esse pensamento de lado e comprei meu Kindle.
    Hoje sou apaixonada tanto pelo físico como pelo Kindle, e sinto que um complementa o outro. Ainda quero fazer uma coleção de livros enorme, e jamais vou abandonar as edições físicas, mas o ebook me deu a oportunidade de ler muitos livros que eu não teria se dependesse só do físico.
    O amor por um não destrói o por outro haha

    Beijos

  • Siga o @laoliphantblogInstagram