minhas leituras
Categoria(s): minhas leituras

A Mais Pura Verdade, por Dan Gemeinhart

A Mais Pura Verdade é um Sick-Lit escrito pelo autor Dan Gemeinhart e publicado no Brasil pela Editora Novo Conceito. Este é o primeiro livro do autor publicado no Brasil e também é o seu livro de estreia.

Mark é apenas um garoto comum como todos os outros. Possui um cachorro chamado Beau e uma melhor amiga chamada Jesse. Seus pais são amorosos e o conhecendo pessoalmente diria que ele tem uma vida bem feliz. Seu maior sonho é poder escalar uma montanha, mas não é isso que faz dele diferente dos outros garotos.

A Mais Pura_03

Ele tem câncer. E depois de anos de tratamento e a ideia de que já havia vencido a doença, Mark descobre que seu câncer está de volta e decide então fugir de casa para realizar o seu sonho. Deixando para trás a família e a melhor amiga, ele parte na companhia de seu cachorro em direção a uma aventura para chegar ao topo do Monte Rainier.

O livro trabalha com dois tipos de narrativas distintas. A primeira, e também a narrativa principal, é em primeira pessoa narrada pelo próprio Mark contando detalhadamente cada passo de sua jornada. A segunda é em terceira pessoa, onde o autor revela o impacto que a fuga de Mark tem em sua família e principalmente na sua melhor amiga.

“Na manhã seguinte, eu estava duro, dolorido e morrendo de fome – mas estava vivo, e mais determinado do que nunca a chegar ao fim da minha missão. Não havia chegado até aqui e sobrevivido a tudo isso só para desistir agora. Essa é a mais pura verdade.”

O enredo se desenvolve de forma que o leitor simplesmente não consegue deixar o livro de lado até que o personagem principal chegue ao seu destino. Porém, duas coisas me deixaram muito incomodada na forma que o autor escolheu desenvolver a história: Os fatos importantes nunca são revelados pelo personagem principal durante a sua narrativa, mas nos pequenos trechos em terceira pessoa que aparecem entre os capítulos do livro. O autor também inseriu muitas referencias ao título do livro dentro da narrativa, ou seja, em vários capítulos há a frase “E essa é a mais pura verdade”.

Eu não entendi muito bem qual a necessidade que o autor encontrou de fazer toda essa referência ao livro, mas apesar de ter me incomodado um pouco na leitura, não foi o suficiente pra que eu não desse uma chance ao seu enredo e personagens. Pelo contrário, a ideia geral do livro é simplesmente fascinante.

A Mais Pura_04

Preciso dizer que Mark é um personagem que me deixou completamente agoniada do inicio ao fim do livro, principalmente porque nos primeiros capítulos eu não tinha ideia do porque ele queria tanto fugir e deixar tudo para trás, e conforme seu personagem ia se desenvolvendo na história e enfrentando cada dificuldade, eu tinha uma vontade enorme de abraçá-lo.

Apesar do autor não ter dado tanto foco em Jess, ela foi uma personagem que me conquistou. Mesmo sabendo dos riscos que o melhor amigos estava correndo, ela fez o que era necessário para apoiá-lo até onde era possível, e acho que é necessário ser uma amiga muito verdadeira e fiel para se dispor a fazer algo assim. Além disso, temos também o Beau, o cachorro de Mark que o acompanha durante toda a sua jornada e que é um personagem não só encantador, mas também fundamental para deixar a história ainda mais emocionante.

“Mas é o que ele tem. E os hospitais são um saco. E os tratamentos são um saco. Os amigos vendo tudo isso são um saco. Ver seus pais chorarem é um saco. Então, talvez ele só queira escalar uma montanha e desaparecer.”

Antes de finalmente me dedicar à leitura de A Mais Pura Verdade, eu passei semanas acompanhando as resenhas e as impressões de outros blogs literários para ter uma ideia do que me aguardava ao ler este livro. E sinceramente? Foi uma leitura que, apesar dos seus altos e baixos, valeu muito a pena pra mim. Dan Gemeinhart tem uma escrita que te induz a sentir tudo o que o personagem está sentindo e isso é simplesmente maravilhos.

A Mais Pura_02

Em muitos pontos do livro eu senti vontade de chorar. No começo eu não entendia o que o Mark queria com tudo aquilo, mas assim que eu consegui me colocar no lugar do personagem e sentir tudo aquilo que ele sentia, não consegui evitar e chorar. Não tem como, não com uma leitura tão emocionante como é A Mais Pura Verdade.

Confesso que foi realmente uma surpresa pra mim gostar tanto desse livro quando eu gostei, e me emocionar tanto quanto eu me emocionei. É um enredo simples, uma leitura fácil de se envolver e também um dos livros mais emocionantes que você vai ler nos últimos tempos. É certo que todos os leitores de A Culpa É das Estrelas, vão se apaixonar por Dan Gemeinhart tanto quanto se apaixonaram por John Green.

Gostou? Compartilhe!pinterest twitter facebook
Débora Costa

Uma intelectual contemporânea que entende a importância da convergência de mídias, telas e narrativas. Acompanhando mais séries do que deveria e não consigo fazer uma coisa de cada vez. Ainda quero escrever um romance de época um dia.

Deixe seu comentário

  1. Eu também fiquei um pouco incomodada com essas frases ao longo do livro, mas apesar disso a leitura fluiu muito rápido, o que eu gostei bastante. Adorei a comparação com John Green haha
    (Eu já disse que adoro suas fotos? São fantásticas!)

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

  2. Olá, Débora.
    Eu já queria ler esse livro, principalmente porque imagino que o Mark será um personagem que vai me ganhar com toda sua história de vida. E se eu tinha alguma dúvida quanto a qualidade da obra, você sanou completamente. Eu necessito desse livro, de preferência, logo.
    Excelente resenha.

  3. Silvana comentou:

    Olha acredite se quiser, mas eu só li mesmo os primeiros capitulos desse livro e não achei que chamou tanta a minha atenção, mas tenho que dar continuidade para saber o que irá acontecer CLARO, mas como eu ainda não o peguei para valer mesmo, eu acho que ainda darei uma oportunidade, porque estou vendo muita gente comentando bem desse livro. Espero gostar bastante, até porque os livros da novo conceito ultimamente andam muito bons. Adorei saber um pouco mais sobre a história. O jeito agora é ter tempo pra ler =x

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/resenha-tenshi-um-anjo-sem-asas.html

  4. Olá!
    Eu estou ansiosa para ler esse livro, ele parece tão emocionante. E se você disse que chorou, já me imagino derrubando várias lágrimas também!
    beijos
    http://www.apenasumvicio.com

  5. Olá Débora!
    Gostei muito da sua resenha! Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas confesso que estou com muita vontade. Apesar de ser bem triste, a mensagem final dele é que importa.
    Um grande beijo

  6. Oie! Tudo bem?

    Eu só li a prova desse livro, com os seis primeiros capítulos, mas desde que a li fiquei extremamente curioso para descobrir o que acontece com a leitura! Realmente, concordo com o que você disse – todos os pontos positivos, haha – e eu também não esperava gostar tanto do livro – ou da prova, em meu caso.

    Adorei sua resenha e espero poder concluir a leitura! Quando você disse “Ele tem câncer,”, lembrei de que até agora eu estava me batendo me perguntando se era mesmo câncer que ele tinha ‘~’

    Bjs!

    Jhonatan | Leitura Silenciosa
    PARTICIPE DO NOSSO TOP COMENTARISTA E CONCORRA A DOIS LIVROS INCRÍVEIS!

  7. Oi Débora, eu AMEI esse livro, sério, foi uma das melhores leituras até agora. Achei incrível além da coragem do Mark, principalmente a amizade dele com Beau, tinha vezes que eu tinha vontade de entrar dentro do livro e abraçar os dois!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

  8. Olá, Que lindo!

    Estou com o meu aqui para ler, e acho que vou amar também, pois li a prova e adorei.
    Fiquei encantada por Mark e Beau. E estou curiosa para saber o que acontece a estes dois e sua família. Amei a resenha.

    beijinhos

    http://livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

  9. Ola tudo bem fiz minhas primeiras impressões desse livro e de primeiro momento gostei da narrativa do autor pretende ler em breve para saber que tipo de mensagem ele quis passar com essa história! Parabéns pela resenha!
    Bjkas

  10. Oi, flor!
    Achei sua resenha muito sensível. Assim como você, quando li as primeiras 90 e tantas páginas desse livro, senti que Mark era um personagem marcante e forte à sua maneira – mas também quis abraçá-lo (rs). Eu queria poder protegê-lo do seu sofrimento e da perspectiva de que morreria. Beau, seu pequeno cão, é cativante! Eu adoro histórias que envolvam cachorros, mas essa é especialmente envolvente por se tratar de uma criança que está vivendo (talvez) a última aventura da sua vida e decidiu levar seu melhor amigo canino junto.

    Eu ainda não consegui tempo para concluir leitura, mas pela sua resenha percebo que o desfecho tem tudo para me agradar! (rs) Espero não chorar (muito).

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

  11. Olá!
    Muito amor por esse livro. A história de Mark é simples e ao mesmo tempo intensa.
    A determinação e coragem dele foi algo que me surpreendeu muito, sem contar na amizade dele com Jessie e na lealdade de Beau.
    Adorei sua resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

  12. Oi Débora, tudo bem?
    Preciso comprar o livro para finalizar a leitura, perdi a data para enviar minhas impressões para a NC.
    Eu estou com medo do final, do que pode acontecer com o Beau.
    E ao contrário de vc achei legal o autor citar o nome do livro durante a narativa.
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

  13. Oláá,
    acho que devo ser uma das únicas que ainda não leu nada sobre esse livro fora resenhas, mas quero muuuito, estou morrendo de curisiodade e vontade de comprar, assim que puder, eu irei e sua resenha ficou muito boa, que bom que curtiu, aliás, amo essa capa

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

  14. Oie! Tudo bem?

    Nossa… eu AMEI esse livro! Foi uma leitura tão intensa pra mim. O que eu gostei muito na leitura foi a visão intercalada dos personagens em cada capítulo. E diferentemente de você, não me incomodei com a repetição de “Essa é a mais pura verdade”. Confesso que também não entendi muito bem essa escolha do autor, mas não foi algo que me incomodou. E a pergunta que fica é: personagem com câncer + capa de livro azul, qual a relação? hahah Beijos!!

  15. Oii, tudo bem?
    Nossa, eu AMEI esse livro! Só de lembrar dessa aventura e do pequeno Beau já fico chorosa. Livro lindo. Concordo com você, o autor realmente consegue nos fazer sentir tudo o que o personagem sente. Emocionante.
    Linda resenha.

    Beijinhos

  16. Pamela comentou:

    Olá Débora, tudo bem?

    Também recebi o livro em parceria com a NC. Já havia lido a prova, mas faltava saber o que finalmente aconteceria na vida do Mark. Depois de ACEDE, eu me preparava para o pior e tive uma grata surpresa ao perceber que talvez ele não tenha morrido, mesmo com os indícios de que, como sua amiga havia começado a contar sua história, ele já tenha partido.

    Achei a narrativa doce e infantil, mas com um toque tão adulto que me emocionou.

    Beijos

  17. Tenho lido e ouvido muitas coisas positivas a respeito desse livro. Tem uma arte de capa linda e a trama também. Percebi uma crescente atenção dos autores e editoras para personagens com doenças ou deficiências. É uma coisa boa até certo ponto, ajuda a nutrir uma sensibilidade importante no leitor e também pode servir como representatividade.

  18. Olá!
    Chegando aqui pela primeira vez!
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas me interessei pelas citações destacadas.

    beijinhos

  19. Olá!
    Vi muitos comentários desse livro, alguns me cativaram, outros não.
    Enfim, eu não vou sair procurando por ele, mas se um dia cair em minhas mãos, eu leria.
    Comparação com John Green me faz querer passar longe hihihi brincadeirinha.
    Também me incomodaria com essa referência em todos os capítulos, sou muito chata haha
    Mas, em suma, parece ser um livro bem emocionante que quer passar mais do que mostra.
    Um beijo.

  20. Carlos comentou:

    Olá tudo bem?
    Primeiro eu gostei muito do seu blog e as fotos que você usou no post são incríveis. A resenha também está muito bem escrita, eu ainda não tive a oportunidade de ler A Mais Pura Verdade, mas farei a leitura em breve a sua resenha foi a primeira que apontou um ponto negativo no livro e isso me deixou mais curioso para conferir a história.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

  21. Cida comentou:

    Oi! Este livro foi um sick-lit que me comoveu não pela doença e sim pela coragem do menino e sua amizade sincera com o cãozinho. Foi uma leitura motivadora, que nos faz ver a importância de correr atrás de nossos sonhos.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  22. Olá Débora…
    Amei a sua resenha… pelo acompanhamento das resenhas morro de vontade de ler esse livro e a sua resenha aumentou a minha vontade também. Esse é um livro que promete né? E pelo que vejo… ele cumpre também.

    beijos
    Mayara

  23. Oie, tudo bom?
    Esse livro é realmente emocionante e acompanhar toda a saga do Mark é angustiante também, mas ensina muito. Eu também gostei muito da Jess e do Beau. Finalizei essa leitura refletindo sobre tudo que eu li.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/