minhas leituras
Categoria(s): minhas leituras

Dias Infinitos, por Rebecca Maizel

Dias Infinitos é um romance sobrenatural escrito pela autora Rebecca Maizel e publicado no Brasil pela Editora Galera Record. É o primeiro volume da série Vampire Queen, seguido por Stolen Nights, ainda sem previsão de lançamento no Brasil.

Transformada em vampira no final do reinado de Elizabeth II, Lenah Beaudonte passou sua eternidade como uma vampira poderosa. Depois de mais de 500 anos perseguindo suas vítimas sem piedade, ela decide abandonar seu coven com o desejo de se tornar humana novamente. Para que fosse possível realizar o ritual que devolveria sua humanidade, era preciso que um vampiro se sacrificasse por ela, além de hibernar durante 100 anos.

Dias Infinitos_02

Rhode, vampiro que a transformou e também o amor de sua vida, resolve se sacrificar para acabar com o sofrimento de sua amada, e depois de 100 anos, Lenah desperta como humana no campus da prestigiosa escola Wickham, em Massachusetts. Sozinha, sem poder voltar para seu coven, a quem considerava sua família, Lenah precisa se adaptar as modernidades do novo tempo e deixar para trás todas as memórias de seus anos como vampira e seu amor por Rhode.

“Tristeza é uma emoção completamente estranha aos vampiros, porém ela se parece mais com uma mudança na direção do vento. É uma agitação silenciosa, um lembrete parasita das muitas camadas de sofrimento que definem o mundo dos vampiros”

Os primeiros dias são complicados, mas ela logo consegue fazer amizade com o jovem Tony, um aluno de Artes que frequenta Wickham. Mas sua nova condição de humana desperta nela sentimentos que ela jamais experimentara como humana, e é assim que ela acaba se apaixonando por Justin, um dos caras mais populares de Wickham. Quando Lenah achou que finalmente havia deixado tudo para trás, seu coven descobre que ela não está hibernando e de repente ela precisa deixar sua vida de adolescente humana comum para tentar salvar a sua vida e a de deus novos amigos.

Dias Infinitos_03

Dias Infinitos é narrado em primeira pessoa, do ponto de vista da Lenah. A história começa no dia em Lenah desperta da sua hibernação de 100 anos e acompanhamos todo o seu processo de adaptação ao novo corpo e também a nova vida. Durante a narrativa, a autora apresenta alguns flashbacks da vida de Lenah como vampira. Através deles entendemos melhor o relacionamento dela com Rhode, a criação do coven e também o porque do seu desejo crescente de se tornar humana novamente.

O enredo é extremamente criativo. A autora tomou todo o cuidado para não deixar nenhum fato ou características sem explicação. A história não se desenvolve depressa, o que foi muito bom porque podemos acompanhar passo a passo da adaptação da personagem ao seu novo corpo e também aos seus novos relacionamentos.

Dias Infinitos_05

A única coisa que me incomodou um pouco, e o que sempre me incomoda em todos os livros sobrenaturais, é o universo vampiro de Rebecca Maizel. Até certo ponto do livro eu fiquei bastante satisfeita com todas as características inseridas pela autora, praticamente fiel ao que conhecemos sobre vampiros atualmente – excluindo qualquer semelhança com Crepúsculo. Porém, depois de certo ponto do livro, senti que a autora começou a enfeitar demais o enredo e os personagens, fazendo com que eu me desapontasse um pouco com a história.

“- Você já tinha lido O Despertar?
Tenho um exemplar original, primeira edição, capa dura, na minha casa em Hathersage, seu tolo.
– Sim, senhor. Três vezes.”

Não tenho o que reclamar dos personagens do livro, nenhum deles. Diferente dos enredos sobrenaturais que já li, Lenah Beaudonte não é uma jovem de dezesseis anos indefesa. Ela era uma vampira implacável, impiedosa e sem nenhum receio de caçar as suas presas. Mesmo como humana, Lenah ainda mantém – durante algum tempo – algumas características do seu corpo vampiro, mas muita coisa da sua personalidade se mantém a mesma e isso deixa a história e a personagem ainda mais interessante.

Dias Infinitos_04

A amizade com Tony começa a ser o seu primeiro passo para se adaptar a nova vida. Mesmo sabendo que Lenah é completamente diferente, Tony simplesmente aceita sua personalidade e não faz muitas perguntas sobre o porque dela saber falar mais de 20 línguas, ou entender muito sobre plantas e ervas, mas não saber dirigir. A amizade deles é a primeira experiência humana de Lenah depois do ritual e acaba sendo uma válvula de escape para a tristeza e a falta que sente de Rhode.

“Ele não falou nada. Apenas me abraçou, passando as mãos pela minha cintura. Meu corpo formigou, minhas mãos e as pontas dos dedos ganharam vida.”

O romance entre ela e Justin também acabou sendo outro ponto que me desagradou muito no livro. Justin é um adolescente comum, popular, bonito e que namora uma garota insuportável, Tracy. Quando conhece Lenah, ele fica fascinado pela sua beleza e inteligência, assim como ela fica interessada por ele – por motivos que eu sinceramente não consegui identificar. A partir daí o relacionamento dos dois se desenvolve da forma mais clichê e previsível que eu poderia imaginar, e se realmente não houvessem outros elementos que me convencessem do sentimento de ambos, eu não iria acreditar que eles estavam apaixonados.

Dias Infinitos_01

Dias Infinitos é o romance sobrenatural mais “fora da caixa” que eu já li nos últimos tempos. Ao invés de estarmos lidando com uma humana se adaptando a sua condição de vampira, estamos acompanhando uma vampira de quase 600 anos, tentando viver a vida de uma adolescente de 16 anos. O universo criado por Rebecca Maizel é maravilhoso, a sua escrita é envolvente e os seus personagens cativam.

“Na minha imaginação, eu olhava Rhode no sofá da minha sala de estar. Seu rosto encovado e seu maxilar forte e másculo estavam muito ossudos, tão frágeis. E o azul dos olhos dele já tinham impresso a cor do meu sangue havia anos.”

Sinceramente? Mesmo aparecendo pouco no livro Rhode acabou se tornando o meu novo namorado literário e também um dos meus personagens favoritos da série. A autora teve todo um cuidado durante todo o desenvolvimento do enredo, foi muito detalhista quando se tratava da história dos seus personagens e fez com que a narrativa nos prendesse ao longo de todos os capítulos.

Apesar de ter me decepcionado em alguns pontos, Dias infinitos foi exatamente o que eu estava esperando que seria: absolutamente surpreendente. É uma leitura completamente diferente, um enredo extremamente criativo e com uma escrita que vai fazer você não querer deixar esta leitura. Qualquer um que goste, seja ao menos um pouco, de vampiros vai se apaixonar por esta série.

Gostou? Compartilhe!pinterest twitter facebook
Débora Costa

Uma intelectual contemporânea que entende a importância da convergência de mídias, telas e narrativas. Acompanhando mais séries do que deveria e não consigo fazer uma coisa de cada vez. Ainda quero escrever um romance de época um dia.

Deixe seu comentário

  1. Ahh, livro de vampiro e tão diferente assim? Não é todo dia que conheço uma trama em que o vampiro precisa se adaptar a vida de adolescente. rsrs
    Já quero ler!
    beijos

  2. Fernanda comentou:

    Uauuuuu é isso que fiz quando vi a capa e li a sinopse. E uauuuuuuu uauuuuuuu lendo sua resenha e assistindo! Eu só posso dizer que amo a editora por publicar tantos livros maravilhosos, sou apaixonada por livros de vampiros e esse quero e dessjo pra minha coleção, já vou anotar para comprar , bjus

  3. Oie!!!
    Nossa, que top.
    Adoro livros de vampiros e esse parece ser realmente diferente.
    Só achei a personagem bastante egoísta por deixar que o “amor” dela se sacrificasse para que ela realizasse um sonho.
    Gostei bastante da sua resenha, deu pra entender bem o livro.
    Gostei!!
    ;**

    http://www.saladadelivro.blogspot.com

  4. Olá!
    Sou fã de vampiros e fiquei doida para ler o livro. Tanto pela premissa original e criativa, quanto pelo bom desenvolvimento do enredo e personagens. Fiquei curiosa para conhecer a história de Lenah, e principalmente Rhode, será que ele vai ser tornar meu novo amor literário? rs
    Espero ler em breve.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

  5. Ana comentou:

    Não é bem meu tipo de livro, mas alguma coisa, a capa talvez, me deixou completamente curiosa. Acho que já é hora de me render ao estilo, não vou resistir por muito tempo huahuahua. Minha estante te agradece.

  6. Silvana comentou:

    Olha eu sinceramente estava bastante curiosa para ler esse livro, porque assim que a GALERA RECORD lançou eu amei a capa, mas eu não fiquei muito interessada por se tratar de vampiros e sem contar que não curto leituras muito pesadas. Não sei se é o caso desse livro e gostaria muito que você me respondesse. Mas eu fiquei muito curiosa e é capaz sim que eu compre ele mais pra frente. Espero poder gostar, mas queria tirar essa minha dúvida. Adorei a capa, achei bastante criativa =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-o-frances-que-caiu-do-ceu.html

  7. Paula de Franco comentou:

    Olá,

    Desde que eu vi a capa desse livro fiquei doida com a leitura. Acho legal isso de uma vampira querer ser humana. Sempre que vemos humanas querendo se transformar em vampiras. Apesar dessas pontos que tu citou como não ter curtido eu não desanimei com a leitura. Quero conhecer essa menina com mais de 600 anos que sabe falar várias línguas.

    Beijos.
    http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/search/label/Paula

  8. Oi Débora, já tinha lido algumas resenhas sobre o livro e apenas a sua me fez me inteirar totalmente com o enredo. Para mim qualquer livro que te surpreendente e que faça você pensar em algo e depois ser outra já me ganha, adorei saber que Dias Infinitos é assim! Vou anotar com certeza a dica ^^

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  9. O livro parece ser bem interessante, esse enredo é algo novo e bem criativo, uma vampira de quase 600 anos virando humana, isso sim eu nunca tinha visto antes… A sua resenha ficou muito bem feita, me deixou bastante curioso a respeito do livro! Adorei!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

  10. Apesar dos pontos negativos citados e compreendo bem sua colocação, pois eu também tenho uma cisma com esses enfeites em temas sobrenaturais, eu achei interessante o enredo, pelo fato de termos uma vampira, não uma humana, deixa o enredo chamativo, gostei bastante desse detalhe. Acho que a leitura seria muito legal e espero ler logo!

  11. Oi Débora, tudo bem?
    Nossa! Simplesmente amei a premissa desse livro!
    Adoro histórias de vampiro, mas uma ex vampira se acostumando a condição de humana é inovador!
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

  12. Oi, Débora!
    Eu não conhecia o livro e como sou apaixonada por vampiros já fiquei curiosa e com muita vontade de ler! Já anotei na lista de desejados e quero pra ontem! rsrsrs
    Gostei a ideia da autora e fiquei curiosa para saber como a protagonista irá se adaptar a vida humana. Adorei a resenha, parabéns! 🙂

    Beijos,

    Rafa [ blog – Fascinada por Histórias]

  13. Cida comentou:

    Eis aqui um livro de vampiros que fugiu dos clichês, na verdade ele não é totalmente sobre vampiros, abrange muito mais, foi uma leitura que adorei fazer.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  14. Oi tudo bem?
    Adoro sobrenaturais, mas não conhecia esse livro. como assim, não conhecia? Realmente, ele parece ser um sobrenatural fora dos padrões, assim como a protagonista. E acho que eu também odiaria ver uma personagem tão forte com o menino bonitinho e popular, kkkk
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

  15. Muito criativo mesma a história do livro, fiquei bem curiosa lendo a resenha, é a primeira vez que vejo esse livro e gosto do gênero dica anotada! Bjkas