minhas leituras
Categoria(s): minhas leituras

A Estrela dos Mortos, por Renan Carvalho

Escrito por Renan Carvalho, e publicado pela Editora Novas Páginas, Supernova – A Estrela dos Mortos é um livro de fantasia nacional, que continua a história das aventuras do jovem Leran, que se iniciaram no primeiro livro da série, O Encantador de Flechas.

ATENÇÃO, como se trata de uma continuação, essa resenha pode conter spoilers sobre o primeiro livro da série. Caso não queira saber o detalhes antes da hora, leia o livro e depois venha aqui ler a resenha, ok? Ok.

Nesse segundo livro, Leran e sua irmã, Luana, são agora fugitivos, tendo deixado sua cidade natal de Acigam, e partido a caminho da metrópole de Sonatri, a procura de alguém que possa ajudar Luana a controlar seus poderes. Como se já não bastasse atravessar quilômetros, sem mais ninguém de sua família pra ajudar, Leran e Luana ainda precisar lidar com um grupo de caçadores que foi colocado em seu encalço.

Enquanto caminho, meus pés, mesmo vestidos com as botas de material leve forjadas pelo senhor Norano, afundam na areia fina, o que dificulta a locomoção neste deserto imenso. De todos os lugares do mundo que eu gostaria de conhecer, certamente este não era o primeiro deles, muito menos nesta situação.

O livro é divido em partes. Algumas delas são narradas por Leran, outras são narradas por Tlavi, uma nova personagem que é general das Forças Paladinas e é a uma das Estrelas, pessoas que possuem dons naturais sobre-humanos.

As partes narradas por Leran são muito legais. Dá pra ver que ele amadureceu desde o final do primeiro livro e que agora é um combatente confiante e habilidoso. O único problema que eu tive foram as interações dele com Luana. Parecia que toda conversa que eles tinham era sobre o fato de Luana querer ser mais independente. Os diálogos entre os dois me pareceram um pouco juvenis, e francamente um pouco irritantes.

A Estrela dos Mortos

As partes narradas por Tlavi, por outro lado, são ótimas! Acho que por ela ser um pouco mais velha e mais madura, as cenas em que ela passa por situações perigosas parecem mais assustadoras do que as de Leran. Os capítulos dela foram os meu favoritos, com certeza.

Além de Leran, Tlavi e Luana, temos outros personagens no livro. Praticamente nenhum personagem do primeiro livro aparece na continuação, mas temos novos personagens muito interessantes.

Os dois mais importantes são Gueth, atleta profissional e irmão de Tlavi e Kheon, um dos caçadores que perseguem Leran e Luana. Os dois são personagens interessantes e muito bem aproveitados na história. Eu espero que eles apareçam ainda mais no terceiro livro.

Enquanto cuido de mim mesma, vejo pelo espelho os olhos cor de mel da jovem mulher. Só os reconheço quando não estou dentro da couraça dourada. Parecem frágeis sem as proteções e guerra. Não me sinto bem assim.

Os outros personagens são bons também, mas nenhum me chamou a atenção quanto os que já mencionei. Como o foco da história é mantido nesse grupo principal, o outros personagens serve apenas como plano de fundo mesmo. Eles fazem o que precisam fazer, que é ajudar a criar a atmosfera geral do livro.

A Estrela dos Mortos

No que se trata de enredo, a continuação do livro é ainda melhor do que o primeiro. A escrita do Renan, que já era boa, está ainda mais trabalhada nessa segunda parte da série. Dá pra ver o quanto o andamento da história foi pensado, e o tanto de cuidado foi colocado nesse livro.

A Estrela da Morte faz exatamente o que o segundo volume de uma série deve fazer. Aumenta os riscos da história e nos aproxima ainda mais de seus personagens. Se você gosta de fantasia e de aventura, não deixe de conferir esse livro e o primeiro livro da série.

Deixe seu comentário

  1. Oieee.
    li o primeiro livro e curti bastante.
    e fiquei feliz em saber que a continuação é tão boa como deveria. Tem livro que deixam a deseja nesse quesito.
    Preciso ler em breve.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

  2. Francine Porfirio comentou:

    Oi, Vinícius!
    Gostei da sua resenha. Ainda não li o primeiro volume, mas sempre o cobicei – antes mesmo de se tornar uma obra da NC. Eu gostei de saber que essa continuação é bacana, com bons personagens e que mantém a qualidade da história. Uma pena que haja diálogos um tanto imaturos e irritantes.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

  3. Oi, Vinícius!
    Esta série já está na minha lista.
    E, ao ler a sua resenha, fiquei um pouco mais curiosa para conhecer esta história.

    Abraços!

  4. não senti vontade de ler esse livro, acho que para meus alunos, ele até seria bacana mas pra mim, não caiu bem… gosto de fantasia mas esse lance dos diálogos soarem juvenis demais me desanimam… =T
    e tbm não cheguei a ler o primeiro livro, ficaria completamente confusa em ‘pegar o bonde andando’…

  5. Oi, Vinicius! Tudo bem?

    Eu li o primeiro livro e detestei, tanto que desisti da leitura no meio do livro. Achei os diálogos pobres, a narrativa infantil e a trama mal desenvolvida. Fiquei até impressionada com a quantidade de gente que gostou da obra! =O Enfim, como não pretendo ler esse livro, não me importei em ler spoilers em potencial rsrs

    Beijos.

  6. Sabrina comentou:

    Oi!
    Gosto muito de fantasias, e sempre que vejo alguma resenha dessa série fico bem curiosa, porque quase todos amam.
    Achei bem legal o segundo livro estar bem melhor que o primeiro, isso mostra que o autor leu as críticas e se importou em melhorar a sua escrita para a publicação dos próximos livros 🙂

    http://www.gordinhaassumida.com.br