minhas leituras
Categoria(s): minhas leituras

Os 13 Porquês, por Jay Asher

Os 13 Porquês é um romance infanto juvenil, escrito pelo autor Jay Asher e publicado no Brasil pela Editora Ática. O livro conta a história de Hannah Baker, uma jovem que, inesperadamente, comete suicídio aos 16 anos. Meses após sua morte, Clay Jensen, seu colega de classe e a última pessoa que Hannah beijou, encontra uma caixa que foi deixada na porta de sua casa.

Dentro da caixa, Clay encontra 7 fitas cassetes. Quando coloca as fitas pra tocar, Clay escuta a voz de Hannah, dizendo que nessas fitas, ela iria contar os fatos que a levaram a tirar a própria vida. Hannah diz que existem 13 motivos, 13 pessoas. E que as fitas estão sendo passadas por cada uma das pessoas da lista. Quem recebe as fitas deve escuta-las e após terminar, rebobina-las e passa-las para a próxima pessoa da lista.

Não vou dizer qual fita tem a ver com sua participação na história. Mas, não precisa ter medo. Se você recebeu essa caixinha bonitinha, seu nome vai aparecer…Eu prometo Afinal, uma garota morta não mentiria.

O livro é narrado de duas partes. Através das fitas, Hannah conta todos os pequenos momentos que levaram á sua morte. Enquanto isso, Clay anda pela cidade, visitando todos os locais que Hannah menciona em seu “bilhete” suicida. Esse estilo de narração é ao mesmo tempo intrigante e perturbador.

A dualidade da narração passa a sensação de que, apesar de claramente se importar com Hannah, Clay realmente não sabia nada sobre o que ela estava passando. Eu achei isso um pouco incomodo porque me fez pensar no quanto as pessoas que estão passando por esse tipo de situação, muitas vezes, não revelam o que estão sentido para outras pessoas. Com certeza, essa foi a intenção do autor, retratar o quão agonizante deve ser, sentir esse tipo de depressão e ninguém a sua volta perceber.

Por outro lado, a narração de Hannah é ainda mais agonizante. Ouvir uma menina relatar o fim de sua vida, quase numa contagem regressiva, eu fiquei até meio atordoado. Mais uma vez, com certeza, essa é a intenção do autor. Mas mesmo assim, é um pouco depressivo.

Os 13 Porquês

Eu não posso contar muito da história, porque acabaria revelando detalhes importantes pro desfecho do livro. Então eu vou falar um pouco sobre o tema geral da história, já deixando avisado que ele pode ser um pouco deprimente, e difícil de ler se você é daquelas pessoas muito sensíveis.

Os temas retratados no livro (depressão, bullying, suicídio) são sempre muito difíceis de serem retratados, pela natureza delicada que os cerca. Mas é importante contar esse tipo de história, pois é preciso conscientizar o público geral de que as pessoas passando por esse tipo de problema precisam de ajuda. Depressão é um problema sério, e não é o tipo de coisa que pode ser superada facilmente.

Vocês não sabem o que eu estava se passando no resto da minha vida. Em casa. Nem mesmo na escola. Não sabem o que se passo na vida de ninguém, a não ser na de vocês. E quando estragam uma parte da vida de uma pessoa, não estão estragando apenas aquela parte. Infelizmente, não da para ser tão preciso ou seletivo. Quando você estraga parte da vida de alguém, você estraga a vida toda dessa pessoa.

Apesar de um pouco difícil de aguentar as vezes, Os 13 Porquês é um livro muito importante, pois expõe um problema que muitos jovens enfrentam todo o dia. Se você consegue aguentar uma história intensa, cheia de emoções fortes e até um pouco deprimente, leia esse livro. Garanto que você vai sair dessa leitura enxergando as outras pessoas de uma outra maneira.

Créditos de imagem: http://sobresagas.com/resenha-os-13-porques/

(P.S.: Pra galera que fala inglês e quer entrar ainda mais nessa história, esse canal no Youtube tem uns vídeos incríveis, de uma menina falando como se fosse a Hannah. A voz dela é exatamente como eu imaginei lendo, e ler enquanto ouvia foi uma experiencia interessante.)

 

Deixe seu comentário

  1. eu sou super a fim de ler esse livro… suicidio é um negócio que me afeta demais…
    A capa é linda, acho que combina mesmo com a história…

  2. Oi Vinicius, todo mundo sempre fala tão bem desse livro, eu tenho uma vontade imensa de lê-lo, acho a premissa dele muito boa e chama minha atenção. Espero ter um tempinho sobrando para procurá-lo ! Ótima resenha 😀

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

  3. Sabrina Miranda comentou:

    O livro parece ser muito bom, esses temas fortes são dificeis de ler mesmo, mas quando conseguimos temos uma experiência única. Pela capa não da pra saber que o livro é sobre depressão, e como essa é a primeira resenha que vejo dele, devo dizer que me surpreendi.
    Vou acrescentar ele a minha lista de leituras com certeza.

    http://www.gordinhaassumida.com.br

  4. depressão, bullying, suicídio em um único livro? CURIOSA AQUI.
    Adorei sua resenha e fiquei ainda mais ansiosa pelo livro.
    A premissa desse livro é muito interessante,

  5. Oi Vinicius!
    Suícidio está muito em voga nos ultimos tempos, neh!? Vários livros sobre o tema e acho super louvável! Acho que eu gostaria muito de ler!
    Beijos

    LuMartinho | Face

  6. Vinícius, confusa é a palavra que me define depois de ler sua resenha.
    Não por não ter gostado, de jeito nenhum foi bem o contrário.
    Mas porque fiquei curiosa por toda a ideia dessa contagem regressiva que levou Hannah a suicidar-se, mas também fiquei com um pouquinho de medo.
    Tenho pânico de ler coisas com pegadas perturbadoras.
    Indecisão me define, porém gostei muito.

    Lisossomos

  7. Angélica comentou:

    Oi, tudo bem?
    Li recentemente 2 livros sobre suicídio e por enquanto atingi minha cota, mas de qualquer forma, a premissa desse livro não me agrada muito….
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

  8. Oii, eu ainda não li esse livro mas já vi várias pessoas comentando o quão bom ele é. Sinto que esses temas são pouco tratados entre os jovens, ainda há um tabu no meio disso e acho legal um escritor abordar assuntos tão polêmicos assim. Adorei sua resenha! Parabéns pelo blog, também o amei.
    Fique à vontade para visitar meu blog, amaria te encontrar por lá. Um enorme beijo.
    http://palavrasambulantes.blogspot.com.br/

  9. Oi, Vinicius! Achei curioso você ter dito que este livro é “importante”, apesar de ser difícil de aturar. Sei lá… Será que “importante” seria a palavra mais adequada? rs
    Eu já havia visto esse livro antes e me interessado, mas acabei esquecendo dele e você me fez lembrar. Obrigada!
    Um abraço.

  10. Renata comentou:

    amei a resenha vou ler com certeza