Dia do Orgulho Nerd Amazon
Literaría 06set • 2014

Os “ques” da Literatura Romântica

Não sinto vergonha ao admitir que gosto de literatura romântica. Quem acompanha o blog há um tempo, sabe que andei escrevendo algumas crônicas durante um tempo, muito antes do La Oliphant sair do papel. Jane Austen está no topo da minha lista de romances favoritos com Orgulho e Preconceito e Persuasão, abaixo temos Outlander de Diana Gabaldon e Jojo Moyes com sua narrativa emocionante em A Última carta de amor. 

Até então, nunca tive “problemas” em entrar numa livraria e escolher um livro de temática romântica, ou simplesmente ficar animada com a perfeição de Travis Maddox em Belo Desastre. Mas de uns tempos para cá tenho lido comentários e ouvido algumas criticas disfarçadas de brincadeira que me fizeram pensar: Porque leio romances?!
Confesso que leio porque gosto do amor idealizado, das grandes demonstrações de afeto e do carinho – não meloso – que alguns romances possuem. A ideia da existência de um Mr. Darcy, não me faz enlouquecer a espera do homem perfeito, mas me faz questionar se eu realmente devo aceitar o pouco que me oferecem, ou se posso ser exigente e pedir o mínimo de cavalheirismo dos homens do século XXI.
Mas o problema está justamente aí: querer. O grande problema da literatura romântica é a maneira como as pessoas encaram o que está escrito no enredo do livro. Vi muitas pessoas dizerem que as meninas de hoje estão à procura de um cara que tenha câncer, por causa do Augustos Waters (A Culpa é das Estrelas), o que é um pensamento muito errado e carregado de criticas. 
Vejam, não acredito que o câncer de uma pessoa seja um fato relevante para despertar paixão em alguém, e o personagem de A Culpa é das Estrelas é apenas um dos muitos exemplos que eu poderia usar aqui. Como uma leitora assumida de romances, posso dizer que o que lemos nos inspira a procurar uma pessoa que nos dê respeito, carinho e cuidado. Ele não precisa ter dinheiro, câncer e muito menos ser o Caio Castro. Ele pode ter defeitos como qualquer ser humano normal, desde que não se torne alguém mentiroso e falso. E isso é pedir muito num relacionamento? Pelo contrário, até onde eu sei, são características básicas para que qualquer pessoa, homem ou mulher possa ter um relacionamento.
O fato é que as pessoas focam muito nas características de perfeição do personagem, e esquecem que ele também possui defeitos. Um grande exemplo disso é o Travis Maddox de Belo Desastre. Um personagem que moveu céus e terras para conquistar a garota que queria, mas não conseguia controlar o ciúme e sempre apelava para a força bruta para resolver os problemas. No livro isso foi um dos obstáculos para que o casal principal ficasse juntos, e nem por isso nós, leitores, queremos encontrar um cara que saia por aí batendo em todo mundo e seja possessivo. Entenderam?!
Acredito que os livros de romance sejam apenas uma válvula de escape daquilo que não encontramos no mundo real, e em nenhum momento isso significa que vamos abandonar a realidade e viver na fantasia de que um namorado estressadinho ou com uma doença terminal é sinônimo de “homem perfeito”.
03set • 2014

Outlander, por Diana Gabaldon

Outlander, é o primeiro livro da série de mesmo nome, escrito pela autora Diana Gabaldon e publicado no Brasil pela Editora Saída de Emergência....

31ago • 2014

Bienal do Livro de São Paulo 2014 – Parte 2

E depois de muita indignação na primeira parte sobre a Bienal do Livro de São Paulo, chegou a hora de falar do que realmente importa: livros. Antes da Bienal do livro, resolvi que...

27ago • 2014

A Herdeira do Mar, por Ize Chi Kiohaan

A Herdeira do Mar é uma autopublicação da autora Ize Chi Kiohaan, publicado no Brasil em 2013....

25ago • 2014

Bienal do Livro de São Paulo 2014 – Parte 01

De volta da Bienal do Livro de São Paulo e com muita coisa pra contar. Escolhi ir ao evento no dia 23 de Agosto por causa das sessões de autógrafos, lançamentos e outras...

22ago • 2014

Promoção: #NãoFuiNaBienal

A Bienal do Livro está começando hoje, e sabendo que nem todo mundo poderá comparecer, o La Oliphant se uniu aos blogs Você é o que lê, Feitas de Papel, Universe for Words,...

17ago • 2014

Eleanor & Park, por Rainbow Rowell

Eleanor & Park é um romance, escrito pela autora Rainbow Rowell e lançado no Brasil pela Editora Novo Século...

1 117 118 119 120 121 123
Siga o @laoliphantblogInstagram