Resenhas 25fev • 2015

True, por Erin McCarthy

True é um New Adult escrito pela autora Erin McCarthy e publicado no Brasil pela Editora Verus. O livro é o primeiro volume da série True Belivers, seguido pelos títulos Sweet (Doce), Belive (Acreditar) e Shatter (Despedaçada), ainda não traduzidos para o Brasil. Cada um dos volumes da série tem o foco em uma personagem diferente sendo a Rory, a primeira, seguida por Jessia, Robin e Kylie.

Rory Macintosh sempre foi uma pessoa muito observadora. Sem nunca chamar a atenção das pessoas a sua volta, ela sempre esteve focada nos estudos e nunca se preocupou muito quando o assunto era “namorado”. Porém, quando suas melhores amigas descobrem que ela nunca se envolveu com nenhum garoto, decidem pagar o bad boy Tyler Mann para cuidar do assunto, tudo com o objetivo de que a amiga ganhe mais confiança em si mesma.

True_Novo03

Tyler nunca foi considerado o tipo de cara com quem uma garota deveria namorar. Com seus próprios problemas familiares, o rapaz vivia entre a faculdade, cuidar dos irmãos mais novos e festas até a madrugada. Quando Rory começa a passar mais tempo com ele, percebe que talvez ele seja uma pessoa completamente diferente do que todo mundo diz, e conforme a amizade vai surgindo entre os dois, um sentimento mais forte faz com que o envolvimento entre eles seja cada vez mais intenso.

Este primeiro volume da série é narrado do ponto de vista de Rory, tendo todo o seu foco no relacionamento entre ela e Tyler desde o começo do livro. A escrita da autora me agradou bastante e eu gostei muito do modo como a história e os personagens foram evoluindo ao longo do enredo.

“Ninguém me queria. Mas isso não significava que eu ão era gente, que eu devia deixar de lado a dignidade e aceitar qualquer tipo de atenção que me dessem, sem me importar se era de uma forma egoísta e violenta.”

Apesar disso, eu senti falta da participação dos personagens secundários dentro de todo o universo criado. Nos primeiros capítulos, tanto as amigas de Rory, quanto os amigos de Tyler são completamente presentes na história, mas conforme o romance entre os personagens principais vai ficando mais sólido, os personagens secundários vão sendo esquecidos.

A história em si me lembrou muito Belo Desastre da Jamie McGuire. O enredo não é exatamente parecido, mas a maneira como a história se desenvolve e a personalidade dos personagens é revelada, eu pude perceber que se Travis Maddox fosse ter um melhor amigo, com certeza ele se chamaria Tyler Mann. Os elementos são bastante similares com outros New Adults que já conhecemos, mas isso não faz da história ruim, acredito que até seja a razão de eu não ter conseguido largar a leitura em nenhum momento.

True_Novo01

Os personagens me agradaram bastante de um modo geral. Apesar de eu ter achado um pouco exagerado as amigas de Rory, Kylie e Jessica, pagarem uma pessoa para tirar a virgindade da melhor amiga delas, conforme a narrativa foi se desenvolvendo, eu percebi que era tudo uma questão de ponto de vista e que elas estavam fazendo tudo na melhor das intenções, mesmo a ideia em geral não sendo muito boa.

Rory é uma personagem feminina muito fácil de se identificar e a primeira que eu conheço que não tem nenhum apego por literatura. Seu jeito tímido, porém prático, torna a leitura menos cansativa, principalmente porque ela tem consciência das coisas que estão acontecendo a sua volta e não se deixa fazer de idiota, mesmo como as pessoas entendem o seu lado introvertido como uma coisa “socialmente ruim”.

“Foi aí que eu percebi que seria muito fácil me apaixonar por Tyler Mann.

E que, se eu quisesse que o meu coração fosse partido em um milhão de pedaços, eu precisava ser muito, muito cuidadosa para não fazer isso.”

Tyler, por outro lado, acabou sendo uma surpresa ao longo da leitura. Quando você conhece um personagem com a descrição de “musculoso e tatuado”, automaticamente você imagina uma nova versão de Travis Maddox para assombrar seus sonhos. Mas ao contrário do que eu pensava, Tyler tem uma personalidade completamente diferente, sendo muito mais maduro e responsável pelas pessoas a sua volta, e isso fez com que eu me apaixonasse por ele logo no começo do livro.

O que mais me encantou na série em si, foi descobrir que não só o primeiro livro, mas como os próximos volumes, terão foco nas amigas de Rory, ao invés de seguir o sexo masculino, como normalmente acontece nos New Adults em geral. Isso me animou muito com a leitura, principalmente porque eu fiquei com muita vontade de conhecer as personagens e entender o seus comportamentos.

True_Novo02

A escrita da Erin McCarthy é realmente muito boa. Gostei de como ela construiu os personagens dela de uma forma bem original, não deixando nenhuma característica muito exagerada e não fazendo eles parecerem pessoas surreais, como às vezes acontece. Faltou um pouco de atenção no cenário geral da história, principalmente quando ela ignora os personagens secundários conforme o enredo vai se desenvolvendo, mas isso não faz com que o livro fique ruim, até porque o romance é muito bem elaborado e faz com que você queira continuar a leitura.

True foi o meu primeiro contato com a autora e a série True Belivers, e mal posso esperar pelo lançamento dos próximos volumes no Brasil. É o livro perfeito para quem está procurando por um New Adult um pouco mais realista e com um enredo envolvente e intenso. Ou seja, se você gostou muito de Belo Desastre, True precisa – desesperadamente – ser a sua próxima leitura.

20fev • 2015

Meia-Noite na Austenlândia, por Shannon Hale

Meia-Noite na Austenlândia é um romance ficção escrito pela autora Shannon Hale, e publicado no Brasil pela Record....

15fev • 2015

Os Segredos de Colin Bridgerton, por Julia Quinn

Os Segredos de Colin Bridgerton é o quarto volume da série Os Bridgertons, escrito pela autora Julia Quinn e publicado no Brasil pela Editora Arqueiro....

08fev • 2015

Alma?, por Gail Carriger

Alma? é um steampunk escrito pela autora Gail Carriger e publicado no Brasil pela Editora Valentina....

1 146 147 148
Siga o @thelaoliphantInstagram