livros
Categoria(s): livros

Loucamente Sua, por Rachel Gibson

Loucamente Sua é um Chick-Lit escrito pela autora Rachel Gibson e publicado no Brasil pelo selo Jardim dos Livros. O livro é o primeiro volume da série Truly, Idaho, e ainda não temos uma previsão de quando o segundo livro será publicado.

Quando mais nova, Delaney Shaw havia vivido uma paixão intensa com Nick Allegrezza, filho bastardo de seu padrastro, Henry. Acreditando que o rapaz a havia usado para se vingar do pai que o rejeitava, a jovem decide deixar a cidade de Truly jurando para si mesma que jamais voltaria a morar ali. Quando Henry vem a falecer, Delaney se vê obrigada a enfrentar alguns dias na velha cidade e a dar de cara com fantasmas do seu passado que ela desejava esquecer.

Loucamente_01

Tudo muda na leitura do testamento de Henry, onde ele determina que para receber sua parte na herança, Delaney deveria morar durante um ano na cidade. Porém não é apenas isso, para que Nick, o filho bastardo de Henry, possa receber a parte dele, ele deve ficar o mesmo período sem ter nenhum tipo de relação sexual com Delaney. O que parecia ser apenas uma breve viagem, acaba se tornando uma mudança permanente, mas séria que Delaney conseguiria ficar um ano em Truly e ao mesmo tempo evitar contato com o sedutor Nick Allegrezza?

“Quatro palavras provocativas de seus lábios de mau. “Vem cá, minha gata”, ele disse, e sua alma respondeu com um alto sim.”

Assim como todos os outros livros da Rachel Gibson, Loucamente Sua é narrado em terceira pessoa, alternando o foco da narrativa entre os personagens principais do livro. A única diferença neste livro, em particular, é que a autora também dá um pouco de atenção para personagens secundários durante a narrativa, se aprofundando em suas preocupações, mas sem perder o foco principal do enredo.

Loucamente_02

Duas coisas me incomodaram bastante nessa narrativa, um dos motivos para eu não ter conseguido dar as quatro estrelas que eu queria. A primeira foi os “flashbacks” da histórias, inseridos sem nenhum aviso prévio no meio do enredo. Durante toda a narrativa eu me perdia na história, sem saber se eu estava lendo algo que estava acontecendo no presente ou no passado. Era muito difícil de identificar isso ao longo dos capítulos.

“Ela queria odiá-lo. Ela queria odiá-lo mesmo se ela correspondesse ao beijo. Mesmo que sua língua o encorajasse. Mesmo que ela cruzasse os braços no pescoço dele e se unissem como se fossem uma coisa só num mundo caótico.”

A segunda coisa que me incomodou foi a falta de profundidade que a narrativa deu aos personagens principais. Por mais que eu soubesse como eles estavam se sentindo, eu não conseguia me conectar com eles e tudo acabava ficando muito superficial, principalmente quando se tratava das cenas onde os personagens principais estavam se envolvendo romanticamente de alguma forma.

Loucamente_04

O enredo do livro é muito criativo, e eu não esperava menos da autora. Uma história um tanto “Romeu e Julieta”, onde o padrasto controlador proíbe a enteada de se envolver com seu filho bastardo e este, por sua vez, é completamente apaixonado por ela, mesmo que esta ainda não tenha consciência deste amor. Como resistir a uma história dessas? Impossível. O enredo de Rachel é completo, apesar da narrativa superficial.

“Ela não sabia por que o deixou fazer aquelas coisas nela. Ela tinha muitas experiências anteriores com ele para saber que ele podia passar de agradável para peçonhento como uma cobra em um minuto. Então por que Nick Allegrezza entre todas as pessoas?”

A história de Nick e Delaney realmente me encantou e me fez ficar ansiosa até o último capítulo, que foi exatamente onde a autora me decepcionou mais. Depois de desenvolver a história maravilhosamente bem, o final acabou ficando completamente vago. Confesso que, para uma história tão interessante, ficou faltando um epílogo, ou mesmo mais algumas páginas. Faltou tudo o que falta em um bom final.

Loucamente_05

Os personagens em si, são muito divertidos. Estou completamente apaixonada por Nick Allegrezza apenas porque ele é o típico bad boy que toda a garota sonha em conhecer. Apesar da reputação de mulherengo, Nick é um cara romântico, que guarda um espaço na sua vida para a mulher que ele deseja se casar, e não existe um universo onde não seja possível se apaixonar por um personagem assim.

“Se não consegue ficar feliz por mim, então se afaste até você pelo menos fingir que está feliz.”

Delaney também me encantou, mas deixou aquela sensação de que faltava algo na personalidade dela. O que mais me chamou a atenção foi a sua independência, a necessidade que ela sempre teve de fazer tudo por si mesma e de viver a própria vida. É uma característica a se admirar, mas acho que o seu desespero por liberdade acabou fazendo com que ela não fosse tão madura quanto eu esperava que ela fosse.

Loucamente_03

Outros livros da Rachel me agradaram muito mais que este, principalmente quando se trata do romance entre os personagens principais. Mesmo sabendo que Nick e Delaney eram apaixonados um pelo outro, o amor deles quase não me convenceu durante a leitura. Boa parte do livro eu achei que tudo o que eles faziam era para desafiar o testamento de Henry e não por amor.

Loucamente Sua foi um livro que me agradou muito no enredo, mas me decepcionou muito na narrativa. Não deixa de ser um Chick-Lit divertido, com personagens que te prendem durante todo o enredo, uma história divertida, que vai te arrancar boas risadas durante os capítulos. Mas, ao mesmo tempo, não vai ser um livro que te deixará de ressaca literária, embora a história seja realmente criativa.

Gostou? Compartilhe!pinterest twitter facebook
Débora Costa

Uma intelectual contemporânea que entende a importância da convergência de mídias, telas e narrativas. Acompanhando mais séries do que deveria e não consigo fazer uma coisa de cada vez. Ainda quero escrever um romance de época um dia.

Deixe seu comentário

  1. Oi, Débora!
    Infelizmente, não acho que lerei esse livro. Eu gosto de bons enredos, mas estou impaciente com narrativas superficiais. Percebo como há autores que parecem APRESSADOS em publicar seus livros e sequer revisam ou complementam as lacunas para melhorá-lo. Isso me entristece. Enfim, não é o caso desse livro, eu acho. Estou apenas cansada de boas histórias, que poderiam “ser melhores”.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

  2. Débora, gostei muito da sua resenha e achei o enredo do livro extraordinariamente criativo, mas ainda sim não me senti fisgada. Não gosto muito de livros que abordam uma temática mais sensual (exceto Cinquenta Tons de Cinza que eu gostei vai lá saber por quê), mas essa coisa de desejo do corpo dele só me afastou da história. Questão de afinidade Bial.

  3. Oi Débora!
    Sempre tive muita vontade de ler algo da Rachel Gibson. Esse enredo de ”Loucamente Sua” despertou minha curiosidade por diversas vezes, mas a superficialidade da narrativa e a falta de um verdadeiro envolvimento romântico entre os personagens me desanima para comprar a obra.
    Beijos!!

    Rafaela, Eterna Leitora.
    http://www.eterna-leitora.blogspot.com.br

  4. Olá,
    Gostei bastante do livro, esse joguinho de ela querer mas não poder ficar com o cara é bem legal rsrs Só a capa que achei meio estranha rsrsrs Mas adorei sua resenha, ainda não conhecia esse livro.

    BJOS!
    http://luadeneonblog.blogspot.com.br/

  5. Adorei a resenha! O livro parece ser muito engraçado, apesar de não ter uma narrativa bacana, parece ser bem legal! O decorrer da história parece ser muito engraçado, com esse testamento então! Rsrs

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

  6. Gosto da Rachel Gibson, mas não tenho vontade de ler esse livro. Adorei sua resenha, parabéns!

  7. Vi muitas resenhas e opiniões diferentes sobre esse livro, e acabei ficando curiosa para ler e tirar minhas conclusões. Nunca li nada da Rachel Gibson, mas dizem que os livros dela são bem legais. Adorei a resenha! *-*

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

  8. Olá!
    Tenho Loucamente Sua mas ainda não o li, e como ainda não li nada da autora, talvez seja melhor começar por outro livro dela, já que esse tem uma narrativa meio decepcionante apesar do enredo ser bom. Como já li ótimas resenhas de outros livros da autora aqui, vou começar por outro, para depois partir para o Loucamente Sua.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

  9. Olá!
    Gosto de comédias, mas esse já começou a desagradar elo título. Só posso ser minha. Fico feliz por você ter apreciado a obra e as considerações que você fez sobre os personagens.

  10. Olá; os livros da autora geram comentários bem distintos pela blogosfera, o que me faz ficar um pouco em dúvida sobre lê-los ou não (achei mesmo que você teria críticas a fazer). Gomo gosto bastante desse gênero de livro, leria sim. Gostei da resenha.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

  11. Oi Débora, tudo bem? Estou adorando acompanhar as suas resenhas dos livros da autora.
    Loucamente sua tem uma premissa interessante, uma pena que alguns fatores não tenham contribuído para um bom fluxo da leitura.
    Eu até gosto de flashs do passado nas leituras mas quando eles são jogados do nada eles realmente confundem totalmente! Já li um livro onde isso acontecia e não me agradou, pois eu ficava perdida na história assim como você.

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

  12. Olá linda, tudo bem?
    Estou passando aqui para ver as novidades e sinceramente tenho que confessar que gostei bastante da sua resenha sobre esse livro, porque tenho curiosidade em ler sabia? Mas quero ter todos os livros na minha estante para começar, mas antes, acho melhor ler o primeiro pra ver se irei gostar pra depois estar comprando o resto, porque posso até me arrepender depois, mas enfim…Adorei tudo que você colocou sobre o livro e também sobre seu ponto de vista que me deu ainda mais vontade de fazer a leitura. Espero poder ter a chance de ler assim que puder =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-como-ser-popular.html

  13. dessa comentou:

    Ainda não li esse livro da Rachel, os que eu li adorei muito!
    Adoro flashbacks, mas tem que ter um aviso, senão me perco também. rsrs
    beijos

  14. Pamela comentou:

    Olá Débora, tudo bem?

    Infelizmente este tipo de leitura, conhecida mais como “literatura de mulherzinha”, não me atrai. Vou deixar essa dica pra minha colunista, que ama um romance, rs.

    Beijos

  15. Oi Débora, tudo bem?
    Me parece aquele tipo de livro divertido para curar ressaca literário.
    Não lerei ele tão cedo, pois o final vago vai me deixar ansiosa pelo próximo, e não aguentaria a espera.
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

  16. Oiiii!

    Fiquei um pouco decepcionada com relação a esse livro depois da sua resenha. Achei a sinopse incrível e imaginei que seria uma ótima opção para relaxar e aproveitar uma super paixão. Mas parece que o relacionamento é meio forçado, né?
    Odeio quando isso acontece. =/
    Quem sabe um dia eu pegue esse livro então.

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

  17. Mari comentou:

    Oi,
    Já li um outro livro da autora e gostei muito, esperava mais desse por sinal, odeio quando tem esses momentos de volta ao passado sem aviso alguns, fico perdida e as vezes até volto na leitura, uma pena que ela não deu muita atenção em aprofundar os personagens principais, e acabou focando mais nos secundários.
    Mesmo assim ainda pretendo ler o livro pra ter uma opinião formada, mas já vou com expectativas menores com toda certeza.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    Mari – Stories And Advice

  18. Oie! Tudo bem?!

    Eu acho que já comentei por aqui que nunca li nada da autora, né?! E não sei se esse livro me agradaria. Acho que eu deixaria para lê-lo quando quisesse uma história divertida pra desestressar, sabe? Uma pena que a estória é tão incrível e a narrativa deixe a desejar…

    Beijos!

  19. Catharina comentou:

    Olaaa
    Esse livro parece ser bem gostoso de ler, adorei a premissa e a capa e a autora parece ser ótima pelos elogios que ouço.
    Ótima resenha.

    Beijos
    Reality of Books

  20. Catharina comentou:

    Olaaa
    Esse livro parece ser bem gostoso de ler, adorei a premissa e a capa e a autora parece ser ótima pelos elogios que ouço.
    Ótima resenha.

    Beijos
    Reality of Books

  21. Sou uma grande fã de chik lits então não é surpresa ter ficado interessada por esse livro. Já faz um tempo que quero ler algo da autora mas nunca efetivo essa vontade.
    Nossa, detesto não ter nenhuma conexão com os personagens, e ainda mais quando o romance não me convence, mas AMO quando dão um espaço para os personagens secundários, que acabam me conquistando.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

  22. Oie,
    Li esse livro já tem um tempinho e não concordo muito com a falta de profundidade… claro que nada foi assim tão detalhado, mas deu pra entender o que cada um sentia no meu ponto de vista.
    Os romances da Rachel Gibson em minha opinião são apenas pra dar um alívio de outros livros mais pesados, o que acaba sendo muito útil.

  23. Ana Carolina Ribeiro comentou:

    Olá!
    Adoro os livros da autora e o gênero .
    Não me lembro se já li esse mas já quero, adoro um bad boy.
    Não gosto de ler livros na terceira pessoa pq as vezes fico perdida.
    Que pena que vc não gostou tanto do livro por causa da narrativa, mas vou arriscar

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br

  24. Caroline Freitas comentou:

    Oi, tudo bem?
    Nunca li nada da autora, e por incrível que pareça eu gosto do gênero. Mas esse livro não chamou minha atenção e também por algumas resenhas que apontam as mesmas coisas que foi mostrado na vossa. Seu eu ganhasse de presente o leria, mas não acho que compraria. Beijos.

  25. Oiiiiiii,
    eu estava interessada nesse livro, mas fico tão chateada com livros que acabam assim, do nada.
    E dá mais raiva quando não se tem previsão de continuação… 🙁
    Adoro chick-lit, mas gosto quando são completos!

    Beijinhos
    Sou eu… Pri!

  26. Cida comentou:

    Oi! Eu gosto muito dos livros da autora, mas este aqui ainda não consegui ler, a sua não foi a primeira resenha que li que não o colocou como a melhor obra dela, uma pena, pois poderia ter sido uma grande história. Amo Simplesmente Irresistível e não curti o Maluca Por Você.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  27. Oi Debora

    Não gosto muito de chick lit e esse em especifico acho que não conseguiria me conquistar, não gosto de histórias que nada acrescentam sabe e pela narrativa não ser muito boa já seria o suficiente para nem tentar ler.

    Beijos
    http://www.livrosechocolatequente.com.br