20fev • 2015

por

O livro no Skoob e no Goodreads.

Número de Páginas:

Comprar:

Meia-Noite na Austenlândia é um romance ficção escrito pela autora Shannon Hale, também conhecida por Austenlândia e O Livro dos Mil Dias, e publicado no Brasil pela Record. Neste livro, a autora traz um enredo que mistura o universo de Jane Austen com o de Agatha Christie.

Quem conhece Charlotte há bastante tempo poderia dizer que ela nasceu para ser uma heroína. Após descobrir que seu marido, James, mantinha um caso com outra mulher por meses, Charlotte percebe que precisa começar a sua vida do zero novamente, além de ter que cuidar e ajudar os filhos a lidarem com a nova situação da família.

Austen_01

Por sorte, Charlotte sempre foi uma mulher muito inteligente. Dona de uma empresa de sucesso e ótima empreendedora, ela resolveu que estava na hora de investir em algo que pudesse ajudá-la a se sentir melhor. Quando os filhos resolvem passar alguns dias na casa do pai, com sua nova madrasta, ela se dá de presente uma viagem à Pembrook Park, onde ela terá a oportunidade de viver alguns dias dentro de um romance de Austen.

Ao participar de uma brincadeira chamada “Assassino Sangrento”, Charlotte tem a sensação de encontrar um corpo escondido dentro de uma das salas secretas em Pembrook Park. Como os outros hóspedes não parecem acreditar nela, cabe a ela investigar o que realmente aconteceu naquele lugar, e porque ela parecia ser a única interessada em desvendar esse mistério. Com isso, a viagem que deveria ser tranquila acaba se tornando uma aventura mais perigosa do que Charlotte esperava.

“Deixando as reações de lado, vamos ter cuidado de não difamar Justice. Não é porque ela teve um caso prolongado com o marido de outra mulher que deveria ser considerada um poço de podridão.”

A narrativa do livro é feita em terceira pessoa, mas todo o foco está na personagem principal, Charlotte, não permitindo que o leitor conheça um pouco mais dos outros personagens do livro. A história também tem uma divisão diferente, onde acompanhamos a estadia de Charlotte em Pembrook Park, mas também temos alguns flashbacks de sua vida antes da viagem, principalmente sobre o seu relacionamento com o ex-marido e a traição dele.

A escrita da autora me agradou muito, porém os flashbacks sobre a vida pessoal de Charlotte me deixaram um tanto confusa, principalmente quando eu não conseguia encontrar nenhum vínculo entre eles e o que estava acontecendo na história. Além disso, essas “memórias” não tinham uma ordem exata e iam desde quando a personagem era pequena até seu divórcio com o primeiro marido.

Austen_03

O enredo em si se desenvolve devagar e pode ser um tanto cansativo nos primeiros capítulos, quando somos apresentados a um pequeno mistério, que segue sem solução até mais ou menos a metade da história. Este foi outro ponto que me deixou um pouco perdida dentro da proposta do livro. Eu não conseguia definir se o primeiro mistério era algo real ou apenas parte da brincadeira dos hóspedes, ou se ele realmente tinha a ver com o mistério real, este criado por Charlotte durante a narrativa.

Eu senti muita falta de conexão entre os personagens, apesar de ter gostado muito de poder rever a Elizabeth Charming (personagem de Austenlândia) neste volume. Fiquei muito confusa sobre até onde eles ainda acreditavam na realidade teatral de todo o enredo, ou se eles já tinham se envolvido com a proposta do passeio a ponto de esquecer o que era realidade e o que não era.

“Mas as mãos dele não permaneceram no pescoço dela. Charlotte sentiu um puxão de leve nas costas, e em instantes o espartilho estava frouxo sobre o peito, sustentado somente pelos braços. Ele abaixou mão. Ela abriu os olhos.

Charlotte, por exemplo, foi uma personagem que me agradou e desagradou ao mesmo tempo. Apesar de ser forte e independente, ao longo do enredo ela se mostrou bastante confusa em relação a todos os seus sentimentos. Ao mesmo tempo que ela queria se envolver com o passeio e tudo o que ele proporcionava, ela sentia uma constante necessidade de se lembrar que aquilo não era real. Além disso, o sentimento mal resolvido em relação ao seu ex-marido ficava muito evidente, principalmente quando ela falava da relação com os filhos.

Outros personagens me encantaram mais, como Edmund Grey, que como irmão de Charlotte dentro de todo o teatro de Pembrook Park, buscava estar sempre presente e seguir a irmã em suas investigações. Gostei muito de como o personagem foi se desenvolvendo ao longo do enredo e tendo um final que eu não esperava, mas secretamente torcia para que fosse possível.

Austen_02

Acredito que Meia-Noite na Austenlândia não foi o melhor livro que eu já li da Shannon Hale. Eu senti falta de muitas coisas dentro do enredo, principalmente de uma ligação maior entre os personagens que protagonizavam a história. Queria ter tido uma visão melhor do que realmente era Pembrook Park e de como as coisas ficaram resolvidas após o mistério ser resolvido. Digo, as coisas deram certo para a Sra. Wattlesbrook e Pembrook Park? O que aconteceu com Mallery? Foram pequenas pontas soltas deixadas no desfecho do livro, e que talvez possam ser esclarecidas em outro livro, ou não.

Por fim, Meia-Noite na Austenlândia é um livro que vale a pena ser lido por todo e qualquer fã de Jane Austen que goste de um pouco de mistério. Apensar dos pontos que me incomodaram, o enredo é realmente divertido e envolvente e, além disso, Shannon Hale é uma autora que vale sempre a pena ter na estante.

Tags: , ,

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

12 Comentários

  • Joi Cardoso
    fevereiro 25, 2015

    Débora, eu ainda não tive a oportunidade de ler o primeiro livro, mas já assisti alguns episódios da série, ou é um filme?! Não lembro hahaha mas quero muito me dedicar a estas leituras ^^

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  • Gleydson
    fevereiro 23, 2015

    Eu nunca li Jane Austen, mas estou de olho em uma edição muito linda dos livros dela, então talvez eu os compre e leia alguns ainda este ano. É uma pena que algumas coisas não tenham sido esclarecidas no livro.

    Parabéns pelo blog, beijão!
    http://www.acampamentodaleitura.com

  • Silvana
    fevereiro 23, 2015

    Primeiramente tenho que confessar que gostei bastante da sua resenha.
    Tenho visto muita gente comentar muito bem sobre esse livro, mas eu ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele, mas mesmo assim, eu acho que por agora eu não pegaria para ler, mas na verdade me deixou bastante curiosa a história. Mas é uma pena que não tenha atingido tanto suas expectativas por causa dos detalhes que você disse que faltaram na história. É uma pena mesmo. Mas espero que as proximas leituras ainda sejam melhores. Um dia ai eu ainda venho a comprar o livro para poder conferir e tirar minhas conclusões =]

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

  • Fernanda Bizerra
    fevereiro 22, 2015

    Oiee.

    Não conhecia a obra, mas já fiquei curiosa.
    Apesar dos pontos negativos a vontade de ler o livro naão diminui, pois pelo que vi tem paixão e mistério a serem descobertos, por isso quero muito ler a obra

    Beijos Fê
    http://www.amorliterario.com

  • Thai Grey
    fevereiro 21, 2015

    No começo, até cheguei a me interessar pelo livro.
    Mas depois… Slá, perdi a vontade.
    Não que seja um livro ruim, só não pareceu ser meu tipo

  • Aline Dias
    fevereiro 21, 2015

    Olá Débora
    Não conhecia seu blog achei ele lindoooo, parabéns!
    Da autora já li Austenlândia na época lembro que fiquei enlouquecida pelo livro e infelizmente lembro que o livro não conseguiu atingir minhas expectativas, assim como aconteceu com esse livro com vc..mas enfim vamos combinar gosto muito dessa capa!

    Beijos

  • Aline - Literalizando Sonhos
    fevereiro 21, 2015

    Olá!
    Não conhecia o livro, mas me interessei pela história. Deve ter ficado um tanto quanto interessante essa mistura de Jane Austen e Agatha Christie.
    Apesar dos pontos negativos que você ressaltou, fiquei bastante curiosa e já inclui na minha lista de desejados.
    Ótima resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

  • Kétrin N. Galvagni
    fevereiro 20, 2015

    Puxa, universo da Jane Austen com o da Agatha? Deve ser muito bom mesmo 😀 , apesar que nunca li nada das duas autoras, mas tenho muita vontade e curiosidade. Espero ler o livro um dia e tirar minhas conclusões 😀

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

  • Samantha Culceag
    fevereiro 20, 2015

    Oi, tudo bem?
    A capa desse livro é maravilhosa, adorei essas cores que usaram!
    Que legal esse livro misturar o universo de uas autoras tão conhecidas como Jane Austen e Agatha Christie, nunca li nenhuma das duas, mas parecem boas.
    Eu costumo gostar de histórias com flashbacks, é uma pena que esse livro seja um pouco confuso nesse aspecto.
    Hum, não curto ler livros com persponagens de sentimentos confusos, eu sempre acabo pegando raiva da personagem.
    Beijos… samantha Culceag.
    http://sopramenores.blogspot.com.br/

  • Amanda Larsen
    fevereiro 20, 2015

    Oii Débora!
    Nunca li os livros da Jane e Agatha, a história me pareceu ser boa para nos prender na leitura, pena que algumas coisas não deu pra você, pretendo ler esse livro ainda esse ano, também Austenlândia. A Galera Record estão de parabéns pelas capas maravilhosas. Ficou ótima a resenha 😀
    http://www.doceliterario.com/

  • Maiara Vieira
    fevereiro 20, 2015

    Oi Débora, tudo bem?
    Adorei conhecer um pouco da história de Meia Noite na Austenlândia! Eu sou apaixonada pelos livros da Agatha Christie e estou adorando ler Jane Austen, no projeto que estou fazendo, então acredito que esse livro seja perfeito pra mim!
    Entendo seus argumentos e pontas soltas são algo que também me incomoda na leitura, mas se o livro for bom acho que vale a pena ler mesmo assim!
    Achei a capa dele muito linda! Ainda não li o Austelândia, mas também está na lista de desejados junto com Meia Noite na Austelândia.

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

  • Juliana Garcez
    fevereiro 20, 2015

    Oie! Tudo bem?

    Notei que está faltando a nota que você deu pra obra… Fiquei curiosa! rsrs Nunca li nada da autora. Esse livro me chamou a atenção pelo título e por essa capa linda <3 Uma pena você não ter achado ele tão impressionante quanto aparenta ser! Achei interessante o fato de misturar dois universos/estilos literários. Mas confesso que não sei se vou gostar da leitura =( Tenho vontade de ter só pela capa, rsrs.

    Beijos,

    Juliana Garcez |Livros e Flores