Resenhas 05set • 2018

Amor Sem Medidaspor Sophie Jackson

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: A Measure of Love
Gênero do Livro: Romance, New Adult
Editora: Arqueiro
Ano de Publicação: 2017
3º livro da série Desejo Proibido
Número de Páginas: 288
Código ISBN: 9788580417500

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Amazon

Sinopse: Tudo ia bem na vida de Riley Moore, um ex-presidiário que trabalha duro para se manter de forma honesta em Nova York. Um telefonema da mãe, no entanto, acaba tirando o rapaz dos eixos: o pai está internado em estado crítico, depois de sofrer o segundo ataque cardíaco em menos de dois anos. Para estar ao lado da mãe nesse momento tão difícil e tentar resolver seus conflitos com o pai antes que seja tarde demais, Riley deixa tudo para trás e retorna a Michigan, sua terra natal, pela primeira vez em cinco anos. Mas lá não estão apenas os pais de Riley e as memórias de sua família: Lexie Pierce ainda vive na cidade. Grande amor da vida de Riley, ela também foi a responsável por deixar seu coração em pedaços. Como se a alma de um atraísse a do outro, o encontro entre os dois é inevitável. As lembranças de um amor poderoso fazem Riley querer Lexie de volta aos seus braços. Entretanto, a garota esconde um grande segredo, capaz de colocar à prova a confiança e os sentimentos do rapaz. Será que eles conseguirão superar a dor e o sofrimento de sua história para enfim viverem felizes para sempre?

Eu não sei se começar Desejo Proibido pelo terceiro livro da série foi a melhor ideia que eu tive nos últimos tempos, honestamente. Eu sei que as histórias podem ser lidas separadas, mas se eu tivesse começado pelo segundo livro, talvez eu pudesse ter tido uma conexão diferente com o enredo, o que não aconteceu no caso de Amor Sem Medidas. A escrita de Sophie Jackson me pareceu muito superficial e combinada com esses personagens que não me prenderam, dizer que a leitura foi um desastre é pouco!

Mas vamos começar do começo? Amor Sem Medidas é o terceiro de uma trilogia que aparentemente conta a história de ex-presidiários e, como todo o New Adult que conhecemos, os nossos protagonistas são musculosos, tatuados e com aquela vibe sedutora que uma vez, lá em 2009, me conquistou. O meu primeiro problema com o livro começa com o fato da autora não conseguir fugir muito do teor sexual do enredo. São parágrafos e mais parágrafos focados na conexão física dos personagens e poucos voltados para a conexão emocional.

ㅡ Não posso esquecer o que sinto por você, da mesma forma que não posso decidir parar de respirar. E olhe que eu tentei. Acredite. Por anos e anos. Mas não dá.”

A escrita de Sophie Jackson não chega a ser ruim, mas me pareceu muito superficial conforme eu fui avançando os capítulos. Mesmo nas cenas mais impactantes do livro, como quando Lexie e Riley se reencontram, eu não consegui sentir emoção nos personagens, tão pouco identificas suas vozes ao longo da narrativa. Sabe quando você acha que todos os personagens falam do mesmo jeito em uma leitura? Amor Sem Medidas é exatamente isso. Eu mal conseguia diferenciar um diálogo do Riley, com um diálogo da Lexie. Era como se eles falassem com eles mesmos, sério!

O desenvolvimento do enredo também não ajudou muito na causa. Em alguns momentos eu sentira que Jackson estava presa em um determinado momento do livro, tentando encontrar uma forma de dar a profundidade que eu senti falta aos seus personagens, mas em outros momentos, ela parecia passar pelas cenas mais importantes como se estivesse correndo uma maratona. Não deu nem tempo de eu ser impactada por uma situação e na página seguinte outra coisa estava acontecendo e nem era tão relevante assim para o enredo, sabe?

E então chegamos no ponto que é, talvez, o mais relevante para qualquer leitor do gênero: o romance. É sério mesmo que alguém conseguiu comprar aquilo? Mesmo com os intermináveis flashbacks contando a história de amor dos protagonistas, eu realmente não consegui entender como eles conseguiram se apaixonar e como alguém achou que eles poderiam ser um bom casal. Não foi apenas falta de química, foi falta de tudo! Mesmo quando a autora enfiava as cenas mais quentes para fazer a gente se envolver com aquele romance, as coisas só me pareceram ainda mais sem sentido.

“Você é o mundo inteirinho para mim. E sempre vai ser.”

Faltou muita coisa que eu gosto nesse romance, mas acho que o principal foi o desenvolvimento dos personagens. Desde o começo eu achei que Riley pudesse ser um protagonista muito interessante, mas autora demora a construir a personalidade dele ao longo dos capítulos e você só começa a compreender o personagem lá pela metade da história. Quando se trata de Lexie, eu honestamente terminei o livro sem entender quem ela realmente era e como todos os acontecimentos do passado realmente a afetaram. Sabe quando falta emoção, então.

Eu tenho para mim que a autora tentou vender um romance muito mais intenso do que ele realmente é. Desde o começo do livro você tem o protagonista afirmando e reafirmando o quanto a Lexie é o amor da vida dele e o quanto ele queria poder voltar no tempo e nunca ter saído da vida dela, mas você não consegue realmente sentir isso enquanto lê. Tudo em Amor Sem Medidas é muito dito e pouco mostrado. Mesmo as cenas de maior entrega dos personagens, você não consegue sentir que existe um amor maior que o mundo entre eles. Existe amor? Talvez, mas eu não consegui senti-lo enquanto estava lendo.

Então eu volto a minha questão inicial desta resenha, será que eu deveria ter lido os outros livros da trilogia primeiro? Ou será que Sophie Jackson não é uma autora para mim? Não sei afirmar. Tudo o que eu sei é que eu tinha expectativas bem razoáveis para esse New Adult, principalmente considerando as minhas péssimas experiências anteriores e, ainda assim, a autora não conseguiu me entregar o que eu estava procurando. Nem mesmo as cenas quentes foram suficientes para me ganhar e, de novo, não foram poucas.

Agora eu quero saber de vocês, leitores do blog, já colocaram as mãos em algum livro da Sophie Jackson? Leram Desejo Proibido quando os livros começaram a ser lançados no Brasil ou fizeram que nem eu, e começaram a leitura pelo livro que tinham disponível? Me contem suas opiniões nos comentários, tá?!

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

7 Comentários

  • Vanessa D.F.
    27 set 2018

    Li os livros anteriores e gostei, e ao longo deles vamos conhecendo o Riley, mesmo que apareça em poucas cenas ainda é possível ver que ele é muito mais do que deixa as pessoas verem. No livro 2 é onde acontece o desfecho para a história dele. E quando li Amor sem medida fiquei decepcionada, pois faltou muitos pontos que foram construidos antes, um exemplo claro é que no primeiro livro é citado que ele tem dislexia e o quantp isso o frustra, em nenhum momento no livro dele isso citado ou desenvolvido…. quanto a Lexie eu não consegui simpatizar com ela, apesar de justificar suas escollhas ainda ficou muito vago, como se eles estivessem presos na adolescência, eles se encontram, o segredo é revelado, passam um tempinho juntos e voltam a ter um relacionamento…. A história foi muito rápida, a frase deles o mundo inteirinho soa falssa pra mim, o relacionamento dele com o pai deveria ter mais atenção e o final muito mais desenvolvido,, pois um a hora eles estavam lamentando a situação e na outra já havia passado anos…..
    A autora estava com planos de desenvolver a história dos irmãos do Riley, uma vez que conhecemos um pouquinho mais da personalidade do Tate, fica a dúvida se o Dex é gay e quem é a pessoa que perturba a mente do Seb…
    O que mais gostei neste livro foi o relacionamento do irmãos Moore.

  • Patrini Viero
    17 set 2018

    Romances não são nem de longe meu gênero preferido e acho que essa não é um livro que mudaria isso. Eu não curto muito estereótipos na construção de personagens, e é isso que vejo quando olho pro mocinho dessa história. Além disso, a falta de desenvolvimento e profundidade das situações e dos próprios personagens me deixaria bem frustrada. Acho que não seria uma leitura agradável pra mim.

  • Michelli Prado
    10 set 2018

    Ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora. Eu adoro romances, e até pode ter uma parte leve de hot, mas não focado nisso. Creio que este detalhe dos diálogos indefinidos seria algo que também não me agradaria na leitura. Confesso que para ler uma série de romances a historia tem que me chamar muito a atenção. Gostei bastante de saber um pouco mais sobre este terceiro livro da série.

  • Pamela Liu
    10 set 2018

    Oi Débora.
    Eu li o primeiro livro da trilogia e achei apenas OK.
    Acho que estava esperando muito, pois todos estavam falando bem.
    No início a história estava bem envolvente e a ligação entre os personagens foi bem desenvolvida. Mas do meio para o final foi só a parte erótica, o que não me agradou muito.
    Não fiquei com vontade de dar continuidade aos outros livros da trilogia.
    Beijos

  • Luana Martins
    06 set 2018

    Olá, Débora
    Ainda não conheço a escrita da autora.
    Mas penso que caso você tivesse lido os livros na sequência sua opinião poderá mudar em relação a essa trilogia.
    Espero poder ler essa trilogia, beijos!

  • Ludyanne Carvalho
    05 set 2018

    Ah, eu não gosto de ler um livro fora da ordem mesmo sendo histórias diferentes.
    Pelo visto esse é um livro pra passar longe; não gosto de leituras que foca só na parte sexual, eu gosto de diálogos profundos e envolventes.
    Eu acho que mesmo se tivesse lido os 2 primeiros, ainda sim ia se decepcionar com esse.

    Beijos

  • Daiane Araújo
    05 set 2018

    Oi, Débora,

    Que pena que o livro peca em alguns quesitos, pois com o reencontro do casal, a autora poderia passar para o leitor mais densidade do momento, e explorá-lo. Seria um ponto primordial para que o leitor pudesse acompanhar esse processo e se envolver mais com a trama. Ainda assim, é um livro que quero muitíssimo ler. Não li os demais livros da série.

  • Siga o @laoliphantblogInstagram