livros
Categoria(s): livros

Cortesã por uma noite, de Lisa Kleypas

Título Original: Someone to Watch Over Me
Gênero do Livro: Romance Histórico, Regência, Erótico
Editora: Arqueiro
Ano de Publicação: 2021
Número de Páginas: 272
Série: Os Mistérios de Bow Street
Código ISBN: 655565077X
Sinopse: Certa noite, o belo e misterioso policial Grant Morgan é chamado para investigar uma vítima de afogamento no rio Tâmisa. Quando chega lá, fica surpreso ao reconhecer Vivien Rose Duvall, um de seus grandes desafetos, a mais famosa e exclusiva cortesã dos salões londrinos. Grant fica mais surpreso ainda ao perceber que a moça está viva. Sem saber o que fazer, ele decide levá-la para casa, apesar de seu desprezo por ela. Quando Vivien acorda, porém, os dois percebem que ela não se lembra de nada. Durante a investigação, logo fica claro que a moça sofreu uma tentativa de assassinato e que sua vida ainda está correndo perigo. Enquanto tenta protegê-la, Grant se sente cada vez mais atraído por ela. E Vivien, incapaz de recuperar a memória, se entrega de corpo e alma a seu salvador.

resenha-cortesa-por-uma-noite-de-lisa-kleypas

Finalmente, Os Mistérios de Bow Street. 

Minha última trilogia ainda não lida da Lisa Kleypas. E agora eu finalmente posso colocar os livros dela na ordem cronológica de leitura que eu acho que entrega a melhor experiência para quem não conhece os livros da autora.

Cortesã por uma noite abre a nossa trilogia com um mistério: Vivien é encontrada no tâmisa, sem memória, após alguém tentar matá-la. E para o infortúnio da nossa protagonista, é Grant Morgan que vem ao seu encontro — o homem que a odeia com todas as forças depois de ela ter espalhado um boato maldoso sobre ele.

Com um cenário cheio de mistério e perigos, Lisa Kleypas nos tira dos salões de baile e nos coloca em meio aos detetives da Bow Street. Patrulheiros que dedicam a sua vida, de forma informal, a proteger os cidadãos de bem e garantir a ordem em Londres. E quem não gosta de uma mudança de ares quando se trata de um romance de época?

Um plot twist, infelizmente, óbvio

Talvez eu já tenha lido romances de época demais, ou talvez eu só esteja me tornado uma leitora carrancuda, mas eu preciso dizer que esperava um pouco mais de Lisa Kleypas quando se trata da construção do enredo de Cortesã por uma noite.

O cenário do livro foi muito bem trabalhado ao longo do enredo. Eu me envolvi com a falta de memória de Vivien e gostei muito dos conflitos internos que Grant sentiu ao não conseguir resistir a mulher que tanto odeia.

O meu problema é: eu não sinto que precisava desse plot twist.

Primeiro, logo nas primeiras páginas eu já sabia que ele seria possível porque estamos falando de um romance de época e de Lisa Kleypas. Depois de mais de 10 livros da autora, você acaba aprendendo algumas coisas sobre as preferencias dela quando se trata dos enredos que escreve. 

Segundo, eu acho que esse livro teria um apelo melhor se esse plot twist não tivesse acontecido e eu tivesse dois personagens tendo que lidar com os conflitos que aquele relacionamento sofreria ao longo do resto de suas vidas.

Eu queria drama, não uma solução plausível para um problema que, honestamente, eu não acho que era realmente um problema. 

Um casal que me deixou dividida

Eu não sei se vou conseguir colocar isso em palavras, mas por mais que eu tenha gostado do romance de Grant e Vivien, não sinto que eles me convenceram tão bem como um casal. 

As cenas hot entre eles foram maravilhosas, principalmente por conta do slow burn que o livro pedia. E eu realmente acho que, aos poucos, Grant foi abaixando a guarda para a mulher que tanto odiava. Ainda assim, eu sinto que ficou faltando alguma coisa que, até o momento em que estou escrevendo essa resenha, não sei o que é.

Por outro lado, a construção de enemies to lovers desse livro ficou fantástica. Sempre que Vivien surpreendia Grant com alguma habilidade, gosto ou algo que ele jamais poderia imaginar vir da mulher que odiava, eu conseguia ver parte da armadura dele se desfazer. 

E apesar de eu não gostar muito de protagonistas que são inocentes e cheias de timidez, Vivien conseguiu entregar diálogos desafiadores, que faziam Grant ficar desconsertado e eu, como leitora, vibrar. 

Primeira impressões sobre a Bow Street

O fato dessa trilogia vir acompanhada com investigações e muitos perigos me agradou muito. Não ficamos totalmente presos ao romance do livro e temos a oportunidade de conhecer e aprofundar um pouco em personagens que só seremos apresentados em livros futuros.

Particularmente, eu gosto quando um romance de época não se passa dentro de um salão de baile e não inclui um título da aristocracia. Afinal, a época em si não é limitada a apenas este cenário, não é mesmo? 

E assistir o desenrolar de personagens a parte da sociedade traz uma nova perspectiva sobre a época e novas possibilidades de enredos e desfechos que, no tradicional romance de época, às vezes não conseguimos explorar tão bem.

Assim como Sarah Maclean conseguiu entregar um bom enredo em A Noiva do Bastardo, Lisa Kleypas o fez com Cortesã por uma noite. Não foi o meu livro favorito da série, por causa do plot twist, mas ainda assim foi uma leitura que devorei em poucas horas. 

Gostou? Compartilhe!pinterest twitter facebook
Débora Costa

Uma intelectual contemporânea que entende a importância da convergência de mídias, telas e narrativas. Acompanhando mais séries do que deveria e não consigo fazer uma coisa de cada vez. Ainda quero escrever um romance de época um dia.

Deixe seu comentário

  1. Angela Cunha Gabriel comentou:

    Mesmo eu sendo a negação com romances de época no último ano, sou apaixonada pelas letras de Lisa e sim, vivo colocando um livro dela na listinha de a serem lidos.
    Essa série divide muito as opiniões e eu adoro quando isso acontece, pois prova o quanto leitores e livros são únicos.
    Espero ler(no próximo ano rs)
    Beijo

    Angela Cunha/O Vazio na flor

  2. Ariela Souza comentou:

    Da lisa kleypas eu to lendo ravenels e to amando a escrita dela. Quero terminar uma serie pra começar outra pq se nao vou ficar toda confusa rs!
    Essa eu gosto muito dessa parte de misterio tb, parece ser interessante!!
    Essas capas estao lindos e espero gostar quando ler!!!

  3. ELIZETE SILVA comentou:

    Olá! Eu gostei do livro, e embora o plot twist tenha sido bem óbvio, eu achei bacana, também curti esse cenário que enredo é desenvolvido, sai um pouco da mesmice né, preciso, urgentemente, ler os outros dois livros dessa trilogia (estou empolgadíssima para conferir o terceiro!).

  4. Michelle Lins de Lemos comentou:

    Será minha primeira leitura de 2022