Resenhas 19fev • 2019

Uma Dama Fora dos Padrõespor Julia Quinn

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: Because of Miss Bridgerton
Gênero do Livro: Romance de Época, Regencia, Romance Histórico,
Editora: Arqueiro
Ano de Publicação: 2018
1º livro da série Os Rokesbys
Número de Páginas: 272
Código ISBN: 9788580418750

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Amazon

Sinopse: Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados... Esta não é uma dessas vezes. Todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito... algum dia. Às vezes você se apaixona exatamente pela pessoa que acha que deveria... Ou não. Há apenas um irmão Rokesby que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente. Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso... Porque quando Billie e George são obrigados a ficar juntos num lugar inusitado, um novo tipo de faísca começa a surgir. E no momento em que esses adversários da vida inteira finalmente se beijam, descobrem que a pessoa que detestam talvez seja a mesma sem a qual não conseguem viver.

Pior do que você ter que fazer a resenha de um livro que você não gostou, é ter que resenhar um livro que você gostou muito. Ninguém conta isso numa resenha, mas quando o livro te deixa muito eufórica, o único argumento que passa pela nossa cabeça é: vocês precisam ler. Todos os outros aspectos se tornam completamente irrelevantes e, às vezes, é preciso uns dias para processar o enredo e listar os pontos que precisam ser mencionados. Com Uma Dama Fora dos Padrões, é exatamente isso que está acontecendo comigo.

Esse livro está na minha estante há alguns meses e, eu realmente não sei porque eu não comecei essa leitura assim que eu o comprei. Sendo sincera, depois das minhas últimas leituras de Julia Quinn, eu não achei que ela fosse escrever uma série que pudesse roubar meu coração dos Bridgertons, mas aconteceu. Os Rokesby foi uma das melhores surpresas deste ano, entregando personagens encantadores e diálogos que fazem a gente querer ler em voz alta para as pessoas no ponto do ônibus entenderem porque você está rindo sozinha.

” Na maior parte do tempo ela nem sequer gostava dele. E sabia que, quando ele se dignasse a escolher uma noiva, a dama tão agraciada não seria nada parecida com ela.”

Euforia a parte, vamos falar sobre esse mais novo romance, não é mesmo? Eu gostei muito de como a escrita da Julia Quinn está mais madura nesse livro. É perceptível que a autora teve um cuidado redobrado no desenvolvimento desses personagens, nos dando mais espaço para conhecer a personalidade dos protagonistas e entender um pouco de onde eles estão vindo e como eles podem crescer ao longo do enredo. Neste primeiro livro, nós também ganhamos uma menção ao patriarca de Os Bridgertons que, neste livro, ainda tem por volta de 15 anos.

Eu realmente gosto de como Quinn vem brincando com o seu universo literário e explorando todas as suas possibilidades. Ter mais um romance com uma Bridgerton como protagonista era o sonho de todas as fãs da autora e o fato de ela ter entregado isso de uma forma completa, divertida, que faz a gente se agarrar ao livro até a última página, prova porque Julia Quinn é uma das autoras do gênero mais amadas entre os leitores. Se eu estava um tanto desanimada com os livros dela, ela conseguiu reconquistar o meu amor da melhor maneira possível.

Os diálogos de Uma Dama Fora dos Padrões são os melhores que eu já li em um romance de época. Eu gosto como eles entregam bem o senso de humor dos protagonistas e fazem com que a história consiga se desenvolver ao longo dos capítulos. Neste primeiro livro, Quinn também tomou o cuidado de apresentar bem os personagens secundários, deixando claro a intimidade das suas famílias e nos dando uma visão muito ampla da personalidade dos protagonistas dos próximos livros dessa série maravilhosa.

“Ela era tudo que ele nunca quisera em uma mulher. Era teimosa, estupidamente imprudente e, se ela tivera um momento feminino em sua vida, ele nunca tinha visto.”

A verdade é que eu nunca achei, em todo o meu tempo de leitora, que a Julia Quinn conseguiria escrever uma personagem que eu pudesse amar mais do que eu amo a Penelope, porém, a personalidade da Billie te conquista no primeiro diálogo dela com o George. Embora ela não sejam uma dama que é tão à frente do seu tempo, Billie é inteligente, tem uma personalidade forte, que a destaca das outras damas da sociedade e ainda tem o adendo do seu temperamento ser algo indescritível. Eu realmente gostei da forma como ela lida com as situações que lhe são impostas ao longo dos capítulos.

O romance dos protagonista tem aquela receita pra deixar a gente apaixonada junto com eles – algo que eu estava sentindo falta nos últimos quatro livros que eu li da autora. Eu gosto muito como o fato de Billie e George se odiarem é o que faz eles se apaixonarem um pelo outro. Fica muito claro, ao longo do enredo, que o sentimento sempre esteve ali, mas faltava aquele empurrãozinho do destino para fazer com que eles se olhassem de uma forma diferente. Uma vez que o universo ajudou, se apaixonar por esses dois é um caminho sem volta.

Agora podemos falar sobre a mãe do George? Meu Deus, que personagem maravilhosa. Eu tenho quase certeza que até o final dessa série eu ainda vou descobrir que ela e lady Danbury são melhores amigas de alguma forma. Eu gosto da forma como ela lida com os filhos e o jeito como ela faz com que todo mundo conheça a sua opinião, mesmo que ela não tenha se expressado de forma direta. Além disso, de todos os personagens desse livro, ela foi a que mais me surpreendeu, eu nunca ia adivinhar o que ela estava tramando, sério mesmo!

Uma Dama Fora dos Padrões é uma leitura maravilhosa, acho que eu não consigo definir esse livro de uma outra forma. Eu gostei de como a leitura fluiu ao longo dos capítulos, principalmente por ter conseguido me prender do começo ao fim do livro. Preciso confessar que eu estava mesmo com saudade de me sentir tão animada lendo Julia Quinn, espero que os próximos livros dessa série mantenham o mesmo nível desse primeiro livro porque eu amei e quero mais!

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

6 Comentários

  • […] confessar que quando comecei a leitura de Um Marido de Faz de Conta eu realmente acreditei que ia ler apenas uns cinco capítulos e que terminaria o livro no dia seguinte. Bem iludida que eu sou, né? Às 1h30 estava eu […]

  • Lorenna Caoly
    24 fev 2019

    Incrível cm esse livro é queridinho de todos os sites literários. Confesso que não tenho tanto interesse em romances históricos e por enquanto não me vejo lendo Júlia Quinn. Mas é ótimo quando uma leitura nos deixa eufórica e desperta tantas sensações.

  • Maira Schein
    20 fev 2019

    Eu morro de vontade de ler os livros da Julia Quinn mas de alguma forma nunca sobra tempo (ou dinheiro hahahha). Sei que esse livro parece ser muito mais pra frente na história e tem vários outros pra ler antes, mas me interessei muito. Eu amo essa receita de romance em que os personagem “se odeiam” mas aos poucos vão percebendo que na verdade se gostam. <3

  • Alison de Jesus
    19 fev 2019

    Olá Débora!
    Tentar fazer uma crítica imparcial de uma das autoras mais queridas de romances de época é uma tarefa árdua, não é mesmo? E pela resenha é impossível não querer se aventurar em mais uma subtrama derivada da série magna da autora, a qual felizmente utiliza as mesmas fórmulas que tornam seus livros irresistíveis e ainda por cima mostra ao leitor toda a sua evolução na escrita. Os diálogos ácidos presentes em Uma Dama Fora dos Padrões são o ponto alto da narrativa, diálogos esses que são capazes de deixar o personagem íntimo do autor, tamanho o poder de caracterização de Quinn. Enfim, o que resta mesmo é aclamar de pé.
    Beijos.

  • Jora
    19 fev 2019

    Sobre a maioria dos livros de Julia Quinn só precisamos dizer : “você tem que ler”,concordo contigo. Acabei de ler os dois livros sobre as irmãs Lyndon, e apesar de ter gostado, não me conquistaram tanto quanto a série dos Bridgertons. Bom saber que a autora ainda tem muitas boas surpresas para revelar.

  • Angela Cunha
    19 fev 2019

    Mesmo não tendo livro tantos livros da Diva Julia, considero a autora como uma das melhores do mundo e com certeza, uma das que mais aprecio ler.
    Seja pelo bom humor que ela desenha em suas histórias, deixando sempre um tom mais leve e colorido aos enredos, seja por este jeito único dela trazer personagens reais demais, com problemas, medos, dificuldades.
    E oh, sempre com mulheres fortes e nada mocinhas..rsrs
    Por isso, namoro este livro desde seu lançamento e não vejo a hora de poder conferir ele.
    Beijo

  • Siga o @laoliphantblogInstagram