livros
Categoria(s): livros

Desejo à Meia-Noite, por Lisa Kleypas

de Lisa Kleypas
Gênero do Livro: Romance de Época, Era Vitoriana,
Editora: Arqueiro
Ano de Publicação: 2013
Número de Páginas: 272
Série: Os Hathaways
Código ISBN: 9788580411492
Sinopse: Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos. Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos. Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?

resenha-desejo-meia-noite-lisa-kleypas-imagem

Desejo à Meia-Noite é o primeiro livro da série Os Hathaways escrito pela autora Lisa Kleypas e publicado no Brasil pela Editora Arqueiro. Neste romance de época, somos apresentados aos Hathaways, uma família bastante unida que enfrenta muito mais do que apenas seus problemas financeiros.

Após a morte de seus pais, uma onde de má sorte começou a assombrar a família Hathaway.

Com três irmãs mais nova e um irmão mais velho sempre perdido entre casas de jogos, bordeis e bebida, Amélia Hathaway já havia desistido da ideia de se casar, aceitando sua condição de solteirona e dedicando todo o seu tempo livre para cuidar sua família e tentar resolver os problemas que tinham.

Quando seu irmão mais velho, Lorde Ramsay, desaparece por três dias, Amélia sai a sua procura pelas ruas de Londres e é quando seu caminho se cruza com o do cigano Cam Rohan, gerente de uma das casas de jogos mais frequentadas da cidade.

Os dois sentem uma atração imediata um pelo outro, e sem acreditar que chegaria a vê-lo novamente, Amélia resolve guardar para si os sentimentos despertados por esse encontro.

Buscando um novo começo para a família e tentando impedir que seu irmão gaste todo o dinheiro que lhes restara, os Hathaways se mudam para Hampshire.

Com todos os problemas financeiros ainda pendentes, e com um irmão sem intensão nenhuma de cooperar, Amélia vê seus caminhos se cruzarem novamente com os de Cam e dessa vez ela não poderá simplesmente esconder seus sentimentos.

“- Como gerente de um clube de jogo, é natural que o senhor entenda tudo sobre chances e probabilidades. O que significa que, racionalmente, não pode dar crédito à sorte, ao destino ou nada parecido.
– Sei tudo sobre chances e probabilidades – concordou Rohan. – Mesmo assim, acredito na sorte. – Ele sorriu e havia um brilho sereno em seu olhar que fez Amelia perder o fôlego. – Acredito em magia e mistério, em sonhos que revelam o futuro. E acredito em algumas coisas que estão escritas nas estrelas… Ou mesmo na palma das mãos.”

O livro é narrado em terceira pessoa, permitindo que a gente tenha uma visão bem ampla do universo criado pela autora.

Apesar do foco estar em Amélia e Cam, a autora permite que o leitor conheça e se aprofunde nos personagens secundários, já identificando alguns elementos e enredos que serão explorados nos próximos volumes da série, e isso foi o que eu mais gostei na leitura de modo geral.

Por mais que o livro fosse focado em Amélia, a autora não excluía os outros personagens do enredo, dando uma breve introdução sobre quem eles eram, seus medos e suas principais características. Achei muito importante poder conhecer todos os irmãos Hathaway e já me conectar com eles logo no primeiro volume do livro.

Foi fundamental para que eu gostasse da história e tivesse vontade de continuar com a leitura.

Amélia foi uma das heroínas que mais me surpreendeu, dentro do universo de romances de época. Apesar da condição social da sua família, ela não abriu mão da sua independência como mulher, mesmo sabendo que um casamento seria a melhor saída.

Durante todo o livro, a personagem mantém seus conceitos, não permitindo que nem o irmão ou qualquer outra pessoa, digam o como ela deve viver sua vida ou mesmo se comportar.

É quando Cam Rohan entra na sua vida, com sua personalidade, desejos e sonhos completamente opostos.

Cam acredita na liberdade, em dormir sob as estrelas e não tem nenhuma intenção de viver sob um teto por mais tempo que o necessário. Sua cultura faz com que a sua personalidade seja rígida, até mesmo um pouco fria, mas ao mesmo tempo, atraente.

Apesar de não acreditar em bens materiais, e se julgar amaldiçoado por ser rico, o cigano acaba vendo nos seus infortúnios uma oportunidade de estar com a mulher que roubou seu coração.

“Abaixando a cabeça, passou as mãos no cabelo rebelde. O peito doía como sempre que ansiava pela liberdade. Mas, pela primeira vez, ele se perguntou se tinha certeza do que queria. Porque não parecia que a dor seria curada pela partida. Na verdade, ela ameaçava se tornar bem pior.”

Os personagens de Lisa Kleypas tem algo que eu amo: são opostos que se atraem e dão certo.

Enquanto Amélia jamais aceitaria obedecer um homem por convenção social, Cam tem um comportamento ciumento e protetor por conta da sua cultura. Isso obriga os personagens a evoluírem e trabalharem suas personalidades, defeitos e qualidades para que possam ficar juntos.

E essa evolução ao longo do enredo é que fez com que eu me apaixonasse pela escrita da autora.

Desejo à Meia-Noite foi o primeiro romance que li da autora, e fiquei completamente apaixonada pelo enredo e por todo o universo criado.

Houve, é claro, alguns pontos na narrativa que me incomodaram um pouco, mas nada que tornasse a leitura menos satisfatória do que foi.  Os personagens criados são envolventes, mesmo aqueles que ainda vão receber destaque nos próximos volumes da série. É uma leitura fácil, perfeita para quem apenas quer distrair a cabeça com uma boa história de amor.

Lisa Kleypas entrou para a minha lista de autores favoritos, ao lado da minha linda Julia Quinn, e eu mal posso esperar para ler os próximos volumes da série.

Gostou? Compartilhe!pinterest twitter facebook
Débora Costa

Uma intelectual contemporânea que entende a importância da convergência de mídias, telas e narrativas. Acompanhando mais séries do que deveria e não consigo fazer uma coisa de cada vez. Ainda quero escrever um romance de época um dia.

Deixe seu comentário

  1. Oi Débora tudo bem, meu primeiro contato com a autora Lisa Kleypas foi com o livro número 4 Manhã de Núpcias, o que mais gostei é que eles podem ser lidos fora de ordem, eu tenho os livros lançados e quero ler em breve, ao ler sua resenha fiquei animada.
    Bjs

    Dani Casquet – Livros, a Janela da Imaginação

  2. Olá, sou apaixonada por esses livros! Adoro e a Amélia é minha segunda irmã preferida! Perdendo apenas para a Beatrix! E o Cam é tuuuudo
    Otima resenha
    beijos

  3. Olá!
    Não conheço o livro, mas pela sinopse, não gostei muito. Depositar esperança em casamento segue uma linha ideológica distante do que acredito… Sei que ficaria entediada. Porém, algo chama minha atenção quanto ao livro, o fato de ter ciganos… Acho que se ganhasse de presente, leria, mas não compraria

  4. Oi Débora, tudo bem?
    Eu sou apaixonada por livros de época e essa série está na minha mira! rsrs
    Já li resenhas super positivas sobre os livros dessa série e a cada resenha que leio, só fico mais curiosa ainda.
    Pretendo assim que tiver um dinheirinho extra investir nesses livros! E agora com sua resenha mais ainda.
    Acho lindas essas capas e mal vejo a hora de ter todas na estante ♥.

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

  5. oiiii. Essa capa tá linda. Mas confesso que não leio muito romance de época. Mas quero começar, pois parecem tão lindos e encantadores. Que estou com muita vontade de entrar nesse gênero. rs. Adorei a resenha. Só não encaro esse por ser série. E no momento tenho várias para finalizar.

    beijinhos

    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br

  6. Silvana comentou:

    Olha eu já vi muita gente falando muito bem dessa série, mas eu ainda não tive a oportunidade de ler.
    Gostei bastante da sua resenha, principalmente por ser um romance que é meu ponto mais forte. Espero ter a chance de ter toda a série na minha estante.
    Outra coisa, sobre a resenha, gostei bastante de como você desenvolveu, pois eu li algumas resenhas que não me agradaram muito e a sua está muito boa. Parabéns =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-as-estranhas-e-belas-magoas-de.html

  7. Que bom saber que vc também foi fisgada pelos Hathaways. Eu amei essa série e pretendo reler assim que minha pilha de não lidos der uma diminuída.
    Continue lendo pq os livros só melhoram e os personagens nos conquistam ainda mais. Enfim adorei saber sua opinião sobre sua leitura.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

  8. Bruna comentou:

    Sou bastante curiosa com esse livro e depois dessa resenha… espero um dia poder ler ele *-*

  9. Hey, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro. A série toda parece ser muito legal e desperta bastante meu interessante. Parece ser um ótimo romance de época.
    Que bom que a personagem principal é tão forte, faz com que seja ainda mais fácil gostar da narrativa.
    Beijos.
    Dois Dedos de Prosa

  10. Rafaela Souza comentou:

    Acabei de ler o livro hoje e to viciada na escrita da Kleypas mas to resistindo a ler todos os livros de uma vez. Eu ja li os 3 primeiros da serie da Julia Quinn e nao tem como nao comparar as duas series a da Kleypas consegue trabalhar melhor toda a familia, pelo menos nesse primeiro livro, voce ja conhece bem os irmaos e todos seus dramas so nao gostei do Kev quase morrendo e tendo força para fazer cara feia e querer discutir com alguem.

  11. Ema comentou:

    Estou com vontade se sair correndo e comprar a coleção toda haha Gostei do fato da principal não ser apenas mais uma coitadinha. 🙂

  12. Aiii, adoro esse livro, e a Amelia é minha personagem favorita, até o momento. Essa personalidade forte e independente dela é demais.
    O que eu mais gosto na série, é justamente o fato de a família ser o foco, e não apenas o casal. Os Hathaways são incríveis, e nos rendem histórias riquíssimas. O livro seria pobre se não desse o devido espaço a todos os irmãos
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

  13. Oi, Débora! Olha eu aqui de novo hahaha
    Eu já havia visto esse livro e cheguei a ler as primeiras páginas dele, mas não me interessei. Mas é uma questão de gosto pessoal mesmo, sabe?
    Um beijinho,
    http://www.literasutra.com

  14. Olá
    Poxa, adorei a resenha, ficou ótima, eu não curto o gênero mas achei a premissa do livro bem interessante e a capa está bem bonita, sempre ouço elogios sobre o livro e a série 😉

    Beijos
    Reality of Books
    Catharina

  15. Oi Débora!!
    Eu adoooro romances de época e sou apaixonada por heroínas que não se conformam com as restrições que a sociedade lhes impunha!
    E esse Cam? Meio cigano, meio irlandês? Já me apaixonei! =P

    Este livro com certeza foi para a minha lista!

    Beijos,
    Fernanda
    http://www.oprazerdaliteratura.com.br/

  16. Oi Débora!
    Ai é tão bom qd amamos a leitura né?!
    Já ouvi maravilhas sobre esta série, quero logo ler um romance de época p ver se vou gostar do estilo!!
    Bjos!!
    Aline Praça
    http://www.leituravipblog.com

  17. Larissa Gaigher comentou:

    Oi, tdo bem?
    Esse livro é perfeitooooooo! Amo a autora de paixão, e me divirto horrores com seus personagnes! Melhor que esse, só o próximo que é mais lindo ainda!
    Romances de época são muito amor <3
    Beijos
    http://www.romanceseleituras.com

  18. Olá, desde o lançamento desse livro que eu estou bem curioso, nunca li nenhum romance de época e essa série me chama muito a atenção, além de vários comentários positivos acerca da obra. Que bom que gostou.

    Beijos!

  19. Amei sua sinopse e da forma esclarecedora que define a Obra Desejo à Meia Noite, de Lisa Kleypas!
    Parabéns!
    Também sou apaixonada por romance de época!
    Bjs,
    Adriana Manduco
    Escritora Romancista