Resenhas 05ago • 2018

Uma Estranha em Casapor Shari Lapena

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: A Stranger in the House
Gênero do Livro: Thriller, Mistério, Suspense
Editora: Record
Ano de Publicação: 2018
Número de Páginas: 266
Código ISBN: 9788501113603

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Amazon

Sinopse: Karen Krupp acorda no hospital, sem ter a menor ideia de como foi parar nele. Tom, seu marido, diz que a porta estava destrancada quando ele entrou em casa, as luzes acesas, e que a esposa provavelmente saiu às pressas quando estava preparando o jantar, pelo que ele viu na cozinha. Karen perdeu o controle do carro enquanto dirigia a toda a velocidade e bateu de frente num poste. O mais estranho: o acidente aconteceu num dos bairros mais perigosos da cidade. A polícia suspeita de que Karen esteja envolvida em algo obscuro, mas Tom tem certeza de que não. Ele está casado com ela há dois anos, conhece muito bem a mulher. Será mesmo? Vai perguntar tudo a Karen quando chegar ao hospital, depois de dizer que a ama e que está feliz por ela ter sobrevivido, é claro. Mas Tom não obtém resposta nenhuma... porque ela não se lembra de absolutamente nada.

No ano passado, eu fiz a resenha de O Casal que Mora ao Lado, e contei pra vocês o quanto eu curti a escrita da Shari Lapena. Bom, um ano depois, eu vim contar pra vocês o que achei da leitura de Uma Estranha em Casa. Como eu já tinha gostado muito do primeiro livro dela, esse novo livro me deixou cheio de expectativas. E mais uma vez, a autora conseguiu entregar uma história de mistério cheia de suspense e surpresa, mas que não chegou ao mesmo nível que a primeira leitura dela chegou, pelo menos na minha opinião.

Karen Krupp acorda no hospital, sem memória de como chegou lá. Logo, ela é informada de que sofreu um acidente de carro numa área perigosa da cidade, bem longe de onde mora com seu marido Tom. Aos poucos os detalhes do que podem ter levado Karen ao local do acidente começam a se revelar e estes detalhes podem causar a destruição de seu casamento com Tom. Além disso, o mistério se transforma em uma investigação de assassinato quando um corpo é descoberto bem perto de onde Karen sofreu seu acidente.

“Desconfiança é um negócio insidioso: as dúvidas começaram a surgir, coisas que antes ele conseguia ignorar.”

Logo no começo do livro, a narração faz um ótimo trabalhando apresentando a normalidade da vida dos personagens, para logo em seguida destruir completamente essa tranquilidade. Esse contraste é um pouco bruto e repentino, mas é exatamente assim que ele precisa ser. O choque dos acontecimentos da história e a forma que ele afeta os personagens fica muito claro durante a leitura, e as emoções deles são muito bem transmitidas pela narração. Assim como em seu primeiro livro, Shari Lapena continua sendo uma escritora muito boa.

Outra coisa que Uma Estranha em Casa traz que O Casal que Mora ao Lado também tinha é a habilidade de manter o leitor curioso ao longo da leitura. Em nenhum momento do livro eu perdi o interesse em saber o que iria acontecer na história. Karen e Tom passam por poucas e boas durante o livro, e nó os acompanhamos por cada um dos problemas que eles encontram. E em todos esses momentos, eu continue com a curiosidade de saber qual seria a próxima reviravolta que o livro iria me apresentar.

Como protagonistas, Karen e Tom são bastante satisfatórios. Eu gostaria de ter visto um pouco mais do relacionamento deles antes dos acontecimentos da história, mas eu entendo que o foco do livro é no quanto os problemas que eles encontram afetam o bem estar emocional e mental deles. E isso é muito bem retratado na história. Fica evidente o quanto os acontecimentos do livro desgastam o relacionamento dos dois. E eu realmente não tive como não torcer para que eles conseguissem resolver os problemas que a história jogava neles.

“Se não fosse pelos hematomas, ele praticamente poderia acreditar que nada havia mudado. É quase como antes. Mas não é nada como antes.”

A única outra personagem de importância na história que não é um dos policiais investigando os acontecimentos da história é Brigid, vizinha de Tom e Karen, e melhor amiga de Karen. Desde o primeiro momento em que ela aparece, eu já conseguia ver que ela iria se envolver de alguma forma na história, e foi exatamente isso que aconteceu, mas não da maneira que eu tinha imaginado. E isso é bem legal, quando uma história vai na direção que você imagina, e de repente de leva em uma outra direção completamente diferente.

O único problema que eu encontrei com a história acontece mais pro final do livro (não se preocupem, não vai ter spoiler). Chegando no fim da história, o livro joga plot twists demais para o meu gosto. Depois de algum tempo, ficou meio chato. Do nada, a história jogava um plot twist na sua cara, quase que sem motivo nenhum. Eu não sei se esse livro vai ter uma continuação, mas se sim, posso dizer que esses twists pareceram uma espécie de tentativa de esticar a história um pouco mais.

Fora isso, o livro não tem muitos pontos negativos. Aquilo que eu já mencionei sobre querer um pouco mais de backstory no relacionamento de Karen e Tom, e talvez um pouco menos de exposição nas narrações, mas isso nem me incomodou muito, pois passou muito do que se passava na cabeça dos personagens. Eu estou um pouco sem saber o que falar sobre o livro porque não quero entregar nada da história, afinal descobrir o mistério é uma das partes mais legais dessa leitura.

No geral, Uma Estranha em Casa é uma história envolvente e intrigante, mas não chega a ser tão boa quanto O Casal que Mora ao Lado. Mesmo assim, é uma leitura bem satisfatória e é mais um exemplo da ótima escrita da Shari Lapena, que vem se tornando uma autora que eu tenho prazer em acompanhar. Dando uma olhada pela internet, vi que ela tem um novo livro a caminho, e gostaria de deixar um recado para a Record: Tragam esse livro o mais rápido possível pois eu quero ele logo.

Aproveite as promoções da Amazon e coloque Uma Estranha em Casa na estante.

Vinicius Fagundes ver todos os artigos
24 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

5 Comentários

  • Iêda Cavalcante
    30 ago 2018

    Oiee!
    Apesar de não ler muitos trillers me surpreendi com a escrita da Shari. Me parece ser uma escrita simples, sem muitas complexidade e ainda assim não deixa nada a desejar a outros trillers maiores.
    Sua resenha não é primeira que comenta sobre o final do livro ter seus problemas, mas que dá pra relevar, diante de toda a estória.
    Quero muito lê-lo, espero gostar.
    Bjs!

  • Lily Viana
    30 ago 2018

    Olá!
    Como eu amo livros assim, já li um livro mas o menos nesse estilo e adorei bastante, foi como sair da minha zona de conforto. A trama me chamou bastante atenção e claro que irei ler ele com certeza…

    Meu blog:
    Tempos Literários

  • Elizete Silva
    22 ago 2018

    Olá! Gosto desse tipo de leitura que nos matem curiosa em toda a história, e ainda nos surpreende com os acontecimentos, ocorrendo tudo aquilo que não tínhamos imaginado nos dando aquela sensação de “eita”, uma pena que esse excesso de plot twist atrapalhe um pouco, mas acredito que seja incrível quando finalmente desvendamos esse mistério.

  • Daiane Araújo
    06 ago 2018

    Oi, Débora,

    A perda de memória é um elemento que dá um gás a história. E, nota-se que foi bem utilizada aqui, por trazer mais mistério à trama, quanto a isso. Além de envolver o leitor.

    Afinal, as evidências transparecem conforme o desenrolar do livro. Somado tudo isso, acredito que livros assim, trazem questionamentos de quem realmente somos ou se realmente conhecemos aqueles que estão ao nosso redor.

    Livro super desejado por mim. Espero lê-lo em breve, e gostar.

  • Kleyse Oliveira
    06 ago 2018

    Oi Débora.
    O primeiro livro que li desse gênero foi a mulhermulher na janela e simplesmente adorei a história mesmo não tendo descoberto o mistério do livro, o casal que mora ao lado também está nos meus desejados para comprar e ler e esse também vou comprar futuramente, pois gostei bastante do gênero. Bjs

  • Siga o @laoliphantblogInstagram