Resenhas 13set • 2018

O Livro do Bem - Gratidãopor Ariane Freitas e Jessica Grecco

O livro no Skoob e no Goodreads.

Gênero do Livro: Não-ficção
Editora: Gutenberg
Ano de Publicação: 224
Número de Páginas: 224
Código ISBN: 9788582355060

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Amazon

Sinopse: Este é um livro especial, porque é sobre uma prática que vai mudar sua vida: a gratidão. É oportunidade de aprender a se conectar melhor com o mundo exterior e desenvolver sua atenção e sua respiração para que sua vida se torne mais leve. É, também, a chance de olhar com mais carinho para os momentos da sua vida e perceber o quanto ela é incrível – ainda que você, muitas vezes, deixe isso passar batido. Este é um livro sobre tudo o que você sente e como reage a cada acontecimento vivido. E ele só estará pronto quando você preenchê-lo com sua rotina e as suas verdades. Será que você tem vivenciado a gratidão – não a palavra bonita, conhecida e adorada por tantas pessoas –, o sentimento real? Venha descobrir com a gente! E fica aqui um convite: fotografe e publique tudo o que você fizer neste livro nas redes sociais com a tag #LivroDoBem. Porque tudo o que é do bem merece ser compartilhado!

A Gutenberg acaba de lançar mais um livro amor das meninas do Indiretas do Bem. O Livro do Bem – Gratidão é a mais nova empreitada de Ariane Freitas e Jessica Grecco, repleto de amor e positividade, o livro nos ensina a viver uma vida repleta de gratidão.

Gratidão é uma coisa necessária para viver em completude. Se não enxergamos as bênçãos diárias acabamos presos em uma vida vazia, com a impressão de que não há motivos para ser feliz. O Livro do Bem vem com a proposta de mostrar-nos o que realmente importa na vida: as pequenas coisas. Parece meio clichê, virou quase uma resposta pronta, mas a vida possui mais momentos simples e cotidianos do que situações bombásticas de plotwist, eles são o bem mais precioso que temos.

“Eu agradeço por estar vivo, por ser capaz de respirar, pelo presente e pelas pessoas que tenho ao meu lado hoje.”

Em um dia comum, o que nos vai fazer levantar da cama? Estamos tão presos em uma rotina que acabamos sem perceber o valor de escutar uma música, ou então a felicidade que se esconde em comer um chocolate assistindo Netflix. São os pequenos detalhes que escondem a beleza da vida, se paramos para notar, vamos nos ver cheios de gratidão.

O Livro do Bem vem com várias listas e atividades para preenchermos. São propostas que, ao primeiro olhar, parecem simples, mas escondem a profundidade de um iceberg. Na hora de listar “10 coisas pelo que somos gratos no dia”, somos obrigados a refletir sobre o momento presente e buscar o que realmente importa. O mundo é muito maluco, estamos sempre sendo levados a querer mais, a sermos mais bonitos, mais magros, mais ricos, dar tudo de si nunca é o bastante. Nessa loucura de nunca ser o bastante, paramos de valorizar nossas pequenas vitórias diárias. Levantar da cama quando se está triste uma coisa incrível. Criar forças para dizer não é difícil. Se olhar no espelho e dizer para o reflexo, “Você é incrível”, é um trabalho hercúleo. Sentir gratidão é amar mais a si mesmo. É valorizar a pessoa incrível que você é e entender que ela erra, é humana e está tudo bem. Não somos perfeitos e isso é normal.

“Seja uma pessoa boa, justa e não tenha medo de levantar a voz quando for necessário. Você não precisa se preocupar em agradar aos outros o tempo todo.”

Estamos no Setembro Amarelo, momento em que paramos para pensar sobre a depressão e o suicídio. Acho que esse é o melhor momento para ler um livro assim. Exercitar o perdão e a gratidão é algo difícil, mas se não decidirmos enfrentar essa batalha ninguém o fará por nós. Somos incapazes de amar o próximo se não amamos a nós mesmos. Amar a si mesmo é perceber quando é a hora de pedir ajuda, quando é a hora de parar e respirar.

Entrei de cabeça e me aventurei a fazer cada atividade proposta. A cada página aumentava o meu carinho por mim e pelo mundo. A tarefa mais difícil para mim foi preencher as páginas onde deveria dizer no que sou boa, quais os meus talentos e qualidades. Sempre tive problemas de baixa estima, lido com a ansiedade e passei por alguns momentos bem obscuros.

Olhar para mim com bondade foi algo complicado e tem sido uma luta diária desde que decidi começar essa batalha, foi no final de 2016 e percorri um longo caminho até então, se não me segurar nas conquistas acabo me perdendo, mesmo passando tanto tempo ainda tenho um longo caminho para percorrer. Fico feliz de ter um livro assim pra olhar quando tenho uma crise e entro em desespero. É só ir até a minha lista de coisas que me ajudam a estar de bem com a vida e escolher uma opção. Na maioria das vezes a decisão é escutar um álbum do BTS, ler um livro ou assistir um episódio de minhas séries favoritas.

Não é só de listas que o livro é feito. Temos playlists, dicas de meditação, bilhetinhos para recortar e espalhar pela casa, receitinhas, tudo criado com muito amor. É fácil ver o carinho com que o livro foi feito, as autoras estão de parabéns! Leitura muito recomendada. Pode ir atrás de braços abertos que o livro não vai te decepcionar.

Beatriz Kollenz ver todos os artigos
Queria ser mesmo uma garota mágica, infelizmente não deu nessa vida. Amo borboletas, mangas shoujo, desenhos animados e livros. Quando não estou voando nas nuvens costumo tocar piano, assistir um dorama ou sentar ao ar livre. Apesar de ser leonina sou muito tímida, a vida é assim, repleta de contradições.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

9 Comentários

  • […] é jovem, mas já conta com vários prêmios. Ganhadora do Prêmio SESC, não uma, mas duas vezes, e também finalista do Jabuti e do Machado de Assis, ela é considerada uma das maiores vozes da literatura brasileira […]

  • Luana Martins
    25 set 2018

    Oi, Beatriz
    Esse livro tem uma capa linda e a leitura deve ser fascinante, o projeto que as autoras tem em cada livro é diferente e sempre encorajador com lindas mensagens.
    Quero ter meu exemplar logo, anotado na lista de desejos.
    Obrigada pela dica, beijos!

  • Michelli Prado
    21 set 2018

    Com certeza deve ser uma leitura incrível cheia de ensinamentos e lições para nosso dia a dia.Com certeza é um livro que amarei conferir, pois creio que pequenas ações podem transformar nosso dia a dia ♥

  • Patrini Viero
    17 set 2018

    Eu sempre achei a proposta das meninas nesse projeto muito incrível e pertinente, apesar de não tão simples. Em um mundo como o nosso, aprender a ser grato pelas pequenas coisas que o universo nos dá ou que nós mesmos conquistamos é um trabalho árduo, mas gratificante a necessário. Acho que esse livro é um ótimo instrumento de auxílio nessa tarefa, ele te dá subsídios para aprender a valorizar a vida e a si mesmo.

  • GISLAINE LOPES
    14 set 2018

    Oi Beatriz,
    Eu acredito muito no poder da gratidão e do quanto ser grato é importante. Levei muito tempo, anos eu diria, para entender que agradecer e ser grato não são a mesma coisa. Hoje não espero algo acontecer ou se concretizar para exercer a gratidão e tento me lembrar disso todos os dias, pois é um caminho longo. Este livro me parece ser o ideal para se manter por perto, para presentear e compartilhar, pois nele consta a representação de algo que o ser humano precisa saber praticar com mais frequência. Achei a edição um amor e gostei muito de receber essa indicação.

  • Ludyanne Carvalho
    14 set 2018

    Aah, já quero!
    Acho o projeto das meninas muito lindo; ainda não tive a chance de ler o 1°, mas depois dessa resenha vou colocar ambos na lista de desejados.
    Às vezes precisamos dessa pausa, de parar e olhar para dentro…
    Não a conheço além do blog, mas posso dizer que você é boa com as palavras, escreveu um texto belíssimo.

    Beijos

  • Daiane Araújo
    14 set 2018

    Oi, Beatriz,

    Gostei desse diferencial no livro, por ter essa interação com o leitor. Esse detalhe o torna mais enriquecedor, por juntamente com isso, nos trazer uma reflexão.

    Acredito que saber o significado da palavra ‘gratidão’ não é algo válido, se não soubermos usá-la devidamente ao nosso redor. O mundo precisa de mais gratidão.

  • Pamela Liu
    14 set 2018

    Oi Beatriz.
    Esse é o tipo de livro que todos deveriam ter na cabeceira.
    Uma dose de ânimo, ver as coisas sobre outras perspectivas, valorizar e ser grato pelo que temos.
    Precisamos dar mais valor para as coisas pequenas, que acabam passando despercebidas por nós.
    Já quero esse livro para mim! Essa edição está lindíssima.
    Beijos

  • Kleyse Oliveira
    13 set 2018

    Oi Beatriz!
    Eu sou apaixonada pelos livros dessas duas autoras, desde que ganhei O livro do bem ano retratado me encantei e apaixonante por esses livros delas. Ainda pretendo ter os outros.

  • Siga o @laoliphantblogInstagram