Resenhas 10jan • 2018

Lock e Moripor Heather W. Petty

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: Lock & Mori
Gênero do Livro: Young Adult, mistério
Editora: Galera Record
Ano de Publicação: 2017
1º livro da série Lock & Mori
Número de Páginas: 256
Código ISBN: 9788501110114

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: SubmarinoAmazon

Sinopse: Uma pessoa foi assassinada no Regent’s Park, a polícia não tem pistas. Sherlock Holmes, um adolescente brilhante, desafia a jovem James Moriarty a resolver o crime antes que ele mesmo o faça. Existe uma única regra: devem compartilhar todas as informações que encontrarem. O que começou como um jogo divertido logo se torna assustador. À medida que se aproxima da solução do caso, Mori descobre que o assassinato está conectado ao próprio passado. Agora, a garota está guardando segredos de Sherlock, de sua família e da melhor amiga... E esses segredos podem trazer severas consequências. Para salvar aqueles que ama, Mori está disposta a acabar com tudo com as próprias mãos. Será que Lock ainda estará ao seu lado quando tudo estiver resolvido? Esse é um mistério que Mori não pode solucionar.

Às vezes você encontra um livro que chama a sua atenção pelo título. Você olha pra ele, lê a sinopse, mas não consegue largar a sensação estranha que aquele título te dá. Lock e Mori foi assim pra mim. A ideia de uma versão adolescente de Sherlock Holmes não é exatamente original, e a sinopse parece com várias fanfics que existem por aí na internet. Mesmo assim, eu encarei essa leitura com a esperança de que ele me surpreendesse. E de uma certa forma, ele surpreendeu, mas não sei se foi da maneira que eu queria.

Sherlock Holmes, um adolescente brilhante desafia sua colega de escola, a igualmente inteligente James Moriarty a um jogo muito interessante: vence o primeiro a desvendar a série de assassinatos que assombra a cidade de Londres. O jogo só tem uma regra, os dois devem compartilhar um com o outro todas as informações que conseguirem sobre o caso. Mas o que começa como um jogo se transforma em algo muito mais assustador quando Mori descobre que o assassino pode estar ligado ao seu passado

Começando pela escrita, Lock e Mori não é nem um pouco ruim. A narração, feita em primeira pessoa pela Mori, é muito eficaz em entregar os detalhes da história, e ao mesmo tempo passar as emoções e conflitos da história. Outra coisa que a narração consegue fazer muito bem é passar a personalidade da Mori e até mesmo do Lock nas cenas em que eles interagem. Esse livro conseguiu fazer uma coisa que muitos outros livros não conseguem: apresentar dois personagens inteligentes, arrogantes, que ainda assim conseguem ser simpáticos o suficiente para o leitores se afeiçoar a eles.

“Eu, claro, já tinha ouvido falar em Sherlock Holmes e seu laboratório secreto no porão do teatro. Era uma imagem tão caricatural que acabou se popularizando pela escola.”

E as partes da história que focam na investigação são bem legais. Elas entregam exatamente o que eu queria do livro, Sherlock Holmes e James Moriarty, dois adolescentes muito inteligentes, investigando uma série de assassinatos em Londres. Eu gostaria que o livro passasse mais tempo focando nessa investigação, mas as cenas que mostram o processo de dedução que Lock e Mori utilizam para determinar quem é o assassino é bem legal e me manteve entretido.

Por outro lado, o resto do livro não é tão interessante assim. Em alguns momentos da história, o livro se perde nos dramas pessoais da vida de Mori e no romance que ela e Lock começam a desenvolver e o mistério é praticamente esquecido. Um pouco de romance em um livro não é nenhum problema, mas nesse caso, ele realmente tirou o foco da parte mais interessante do livro, na minha opinião. Talvez porque a sinopse do livro realmente tenha vendido a história pra mim como sendo principalmente um mistério, e não tanto um drama adolescente.

E isso acaba levando ao outro problema que eu tenho com esse livro. Além dos nomes dos personagens, e do fato de que a história envolve a investigação de um crime, o livro não tem quase nada de Sherlock Holmes. Se você trocar os nomes dos personagens, o livro se transforma em uma história de mistério qualquer protagonizada por adolescentes. E pra quem, assim como eu, ficou interessado no livro por causa do aspecto Sherlock Holmes, isso acaba sendo uma tremenda decepção.

No geral, Lock e Mori cai em algum lugar entre “potencial desperdiçado” e “história mediana”. Apesar da escrita boa e do lance do mistério ser interessante, a história não tem elementos originais o suficiente para chamar a atenção. E não tem referências suficientes as histórias de Sherlock Holmes para conquistar leitores que gostam dos livros do detetive. Não é exatamente a melhor maneira de começar um ano de leituras, mas não é o pior livro que li nos últimos anos.

Gostou da resenha? Então não esqueça de se inscrever no nosso top comentarista deste mês, tá?  Tem muito livro legal para você colocar na estante!

Vinicius Fagundes ver todos os artigos
24 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

26 Comentários

  • Ana I. J. Mercury
    31 jan 2018

    Que bom que não foi tão bem desenvolvido.
    Eu achei a premissa bem legal.
    Fiquei com vontade de ler, acho que é daqueles livros mais leves pra descontrair mesmo.
    bjsss

  • Jéssica Maria
    30 jan 2018

    Nossa , q triste n ter sido tão bom quanto deveria ,apesar disso adoraria ler ,mas começaria o livro sem grandes espectativas .

  • Mariana Paiva
    29 jan 2018

    Não conhecia o livro, achei que ele tem uma proposta interessante, mas não sei se essa capa (que eu gostei) junto com o título apresentam bem o que o livro realmente é. O livro é narrado em primeira pessoa, o que já é um ponto positivo pra mim. Tem esses mistérios que precisam ser resolvidos, algo que eu gosto bastante. Só que isso da história meio que se perder por causa de romance é muito chato. Acho que ter isso haver com o Sherlock Holmes pode ser mais porque a autora gosta e quis fazer uma homenagem.

  • Carolina Santos
    29 jan 2018

    Ainda não li esse livro mas pela resenha acho que o livro deve deixar alguma coisa desejar e não fiquei nem um pouco interessada na leitura Vou ver se dou uma chance a esse livro mas por enquanto ele não me chamou atenção

  • Samantha Correa
    28 jan 2018

    Nossa é muito triste ver uma história assim ser desperdiçada. Sherlock Holmes tem histórias incríveis e claro que nenhum autor consegue chegar aos pés de Sir Arthur quanto a isso, mas é muito legal ler histórias diferentes do personagem, mas essa não parece tão legal, acho que perde muito a essência do personagem, isso eu já notei só na resenha. Uma pena, tinha tudo para dar certo.

  • Lana Silva
    23 jan 2018

    Entendo que a sinopse vende que a obra tem como ponto central as investigações, mas que acaba se perdendo e tomando outro rumo por causa do romance existente entre os personagens, e seus dramas adolescentes. Sendo sincera não curto muito trama de investigação principalmente quando descreve essas cenas, por isto acredito que talvez esta obra venha a me agradar. Mas por enquanto não me senti muito interessada, mas futuramente talvez venha dar uma chance.

    Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

  • Bianca Melo
    19 jan 2018

    Minha grande expectativa com este livro era justamente por carregar essa inspiração em Sherlock Holmes. Pena que não passa do nome dos personagens, como disse na resenha. Apesar de duvidar da qualidade de um young-adult com quês de romance policial (porque já sofri algumas decepções), ainda tenho curiosidade em saber como essa história se desenrola.

  • Lily Viana
    18 jan 2018

    Olá!
    Eu gostei do livro, ainda mais sobre Thriller e adoro muito livros desse gênero com investigação, mistério e suspense. Esse tem uma premissa muito boa e uma historia incrível que prender o leitor até na sinopse.

    Tempos Literários

  • Thuanne Hannah Ramos de Souza
    17 jan 2018

    Poxa, pena que você não gostou tanto… Acho que a sinopse deu uma enganada né… E os nomes dos personagens também. A autora podia ter abordado as coisas de uma maneira melhor, sem levar pro lado do romance, nesse caso.
    Uma coisa que me incomodou foi essa capa viu, não gostei dela não.

  • Raquel Rodrigues
    17 jan 2018

    fiquei bastante curiosa com a sinopse, porém a resenha me deu um banho de água fria, eu amo amo amo romances, mas quando esse não é o tema principal e acaba roubando a cena e tirando o foco do tema principal é muuuito chato, com certeza se você disse que as partes de investigação são boas e tals, é obvio que vamos querer mais daquilo e não de um romance nada ver. Bom eu n entendo nada de Sherlock Holmes então n posso dizer nada a respeito de o livro n se parecer em quase nada c Sherlock… enfim, é um livro que me parece ser realmente mediano, que tem seus pontos bons, mas bastante ponto ruim.

  • Brenda Ketellyn
    17 jan 2018

    Não gostei muito da capa, e saber que as partes de investigações são boas, mas não vou colocar na minha lista pois não gostei de saber que o livro se foca muito nos dramas, seria melhor se fosse mais sobre as investigações.

  • Lynn Prado
    17 jan 2018

    Ooi Vinicius, quando li a sinopse fiquei super curiosa para ler, amo as histórias de Sherlock Holmes.
    Gosto muito de livros investigativos, e é uma pena que história tenha seguido outro rumo.
    Mas ainda assim fiquei com vontade de ler.

  • Camila Rezende
    15 jan 2018

    Olá Vinicius,
    Que pena que o livro não agradou, eu estava curiosa para ler por causa da ideia de uma versão diferente para Sherlock Holmes.
    Pela sua resenha parece que a autora acabou se perdendo no decorrer do livro.
    Ainda quero ler, mas agora não estou mais com pressa pra começar logo

  • Pamela Liu
    11 jan 2018

    Olá.
    Não tinha ouvido falar sobre esse livro e tinha achado a premissa bem interessante.
    Mas, depois de ler a sua resenha a minha vontade de ler o livro diminuiu bastante.
    Acho que para os fãs de Sherlock Holmes deve ser um pouco frustrante a história não ter sido bem desenvolvida ou o foco ter sido tirado do mistério para dar espaço ao romance.
    Bjs

    • Vinicius Fagundes
      14 jan 2018

      Oi, Pamela! Olha, eu nem sou tão fã de Sherlock Holmes assim, e fiquei bem decepcionado. Imagina quem for fã de verdade. A história em si é legal, mas se você tirar o aspecto Sherlock, não sobra nada muito marcante.

  • Julia campanha
    11 jan 2018

    Confesso que fico com um pé atras com esses livros tipo fanfic mas depois dessa resenha vou dar uma chance. Gostei muito da capa , sou uma grande fã do Sherlock Holmes e já li todas as suas histórias.

    • Vinicius Fagundes
      14 jan 2018

      Julia, vou confessar pra você que eu tenho um fraco por livros tipo fanfic, mas esse realmente não me ganhou. Fazer o que, né??

  • Janaina Silva
    11 jan 2018

    Gosto de livros investigativos e com boas doses de suspense.
    E é uma pena que a trama tenha seguido um outro caminho… Mas apesar disso,fiquei com vontade de ler pela junção desses dois personagens extremamente inteligentes.

    Gostei!

    • Vinicius Fagundes
      14 jan 2018

      Janaina, como eu falei na resenha, a parte do livro que foca na investigação é bem legal. Eu só queria que essa parte fosse maior, sabe?

  • Vitória Pantielly
    10 jan 2018

    Oi Vinícius !
    Não me julgue, mas nunca li (nem vi) nada do Sherlock Holmes, então ler a sinopse do livro foi até uma surpresa pra mim.
    Apesar de você comentar que a ideia do livro não é tão original, eu nunca li nada nesse estilo, e gostei dessa investigação entre dois adolescentes.
    Acredito que tem alguns livros que o romance nem é essencial ter, como esse, pena que um enredo tão bom deixou a desejar ..
    Gostei bastante dessa capa, bem diferente.
    Beijos

    • Vinicius Fagundes
      14 jan 2018

      Oi, Vitória! Então, eu digo que pra mim ela não é tão original, porque já li muita fanfic com enredos parecidos, personagens famosos em versão adolescente.
      E eu nem teria me incomodado com o romance se ele não fosse tão mais presente que o mistério. Se o livro tivesse conseguido equilibrar os dois, eu tenho certeza que teria gostado bem mais dessa leitura.
      E a capa é bem legal mesmo!

  • Ludyanne Carvalho
    10 jan 2018

    É a primeira vez que vejo esse livro. Pra mim é uma história original visto que nunca li nada nesse estilo, ainda mais baseado em Sherlock Holmes.
    Não sou muito fã de mistérios e investigações, mas acharia interessante a parte do drama adolescente e do romance. Mas quando adquirimos um livro porque ele nos promete uma coisa e acaba se tornando outra é realmente frustrante.

    Beijos

    • Vinicius Fagundes
      14 jan 2018

      Oi, Ludyanne! Pra você ver como gosto é um lance doido, os motivos pelo qual eu não gostei do livro parecem ser os motivos pelo qual você gostaria! E pois é, se o livro deixasse claro que teria muito romance, eu não teria me incomodado tanto, mas como ele foi vendido como um mistério, eu fiquei meio assim, sabe?
      Beijos!

  • Lili Aragão
    10 jan 2018

    Oi Vinicius, a forma como o livro foi apresentado parece ter sido o maior problema dele né?! acho que acaba fazendo com que o público “errado” o compre. Eu até gosto de romance e acho que poderia gostar dessa história, mas é realmente uma pena o pouco espaço que é dado ao mistério, gosto de romance mas na medida certa, e um livro vendido como uma versão adolescente de Sherlock Holmes deveria focar mais na investigação.

    • Julia campanha
      11 jan 2018

      Também prefiro mais investigação e menos romance kkkkkk, Sherlock Holmes está se revirando no túmulo (rs).

    • Vinicius Fagundes
      14 jan 2018

      Oi, Lili! Exatamente, se o livro fosse vendido como um romance adolescente, com algum mistério logo de cara, não teria sido um problema. Mas ele foi vendido como mistério, e aí a parada desandou toda!

  • O Usuário laoliphantblog não existe ou é uma conta privada.