26dez • 2020

@morpor Daniel Glattauer

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: @amor
Gênero do Livro: Romance, Ficção, Contemporâneo
Editora: Suma das Letras
Ano de Publicação: 2013
1º livro da série Gut gegen Nordwind
Número de Páginas: 188
Código ISBN: 9788581051246

Comprar: Amazon

Sinopse: Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. Após trocas contínuas de mensagens, está claro para ambos que o marido dela e as feridas emocionais dele não serão obstáculos para que marquem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade.

mor-daniel-glattauer

tenho esse livro na minha estante há algum tempo, acho que até mencionei ele nos stories algumas vezes. daniel glattauer escreve sobre duas pessoas que se conhecem acidentalmente por e-mail e, através dele, acabam desenvolvendo uma relação virtual. o leitor acompanha a troca de e-mails de leo e emmi e, apenas através das palavras, observamos sentimentos serem construídos, vividos, superados.

eu sempre tive um fraco por livros narrados através de cartas e e-mails, não é atoa que eu sempre recomendo teto para dois por aqui. @amor tem um toque diferente, são duas pessoas com vidas encaminhadas — emmi é casada enquanto leo está navegando um relacionamento fracassado. as conversas começam de forma inocente, descontraída, mas é difícil não se sentir tentado pelas palavras um do outro.

afinal, escrever é algo tão íntimo quanto sexo.

é impossível não sentir a emoção dos personagens em cada e-mail, cada frase escrita. a cada novo assunto, o conforto. a troca de e-mails se torna um lugar confortável, seguro e quanto mais eles se desnudam através das palavras, mais intensa se torna a relação improvável que eles estão construindo.

glattauer tem uma escrita que não só me emociona, mas também me tira o fôlego. é como ana holanda diz em seu livro — como se encontrar na escrita — ❝a escrita pressupõe intensidade, como a vida❞.

glauttauer consegue colocar essa intensidade em cada e-mail, em cada momento sentido no livro. não é possível fazer essa leitura sem mergulhar de cabeça dos sentimentos dos protagonistas ou terminá-lo sem o desejo de voltar para o mar agitado que são as incertezas, os medos e os desejos de emmi e leo.

a forma como ambos os protagonistas crescem ao longo dos poucos capítulos é perfeita. houve um momento em que achei que as poucas páginas não dariam conta de abraçar todas as nuances que o autor estava criando para a trama, mas glauttauer com certeza pensou nestes personagens do começo ao fim.

eu gosto desta atmosfera de amor não turbulento, de flerte inocente seguido de uma paixão inesperada. emmi e leo não imaginavam que uma troca de e-mails inocentes fosse se transformar em algo mais, mas a química que eles esbanjavam na troca de e-mails jamais poderia ficar limitada ao papel.

existe uma tensão na escrita de glauttauer que me agrada muito. enquanto leo pondera se permitir um novo relacionamento, emmi se vê entre a vida que poderia ter ao lado do homem que troca e-mails e a que já possui com seu marido — não infeliz, mas também não contente o suficiente para não se tentar.

gosto da forma que a honestidade é mantida entre os dois, mesmo sabendo que estão andando em uma linha tênue — infelizmente não podemos ignorar o fator traição do livro, mas eu gosto da maneira como glauttauer navega a situação ao longo dos capítulos. gosto mais ainda de personagens imperfeitos e romances turbulentos.

não tem como não se apaixonar pelas 184 páginas desse livro. e mesmo depois que você termina de ler, não tem como conter a vontade de começar de novo apenas para reviver todas as emoções de novo, e de novo. é uma leitura perfeita para quem é apaixonado por narrativas em cartas, é perfeito para quem é apaixonado por emoções também.

Tags: , , ,

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário