Resenhas 25mar • 2018

Mr. Romancepor Leisa Rayven

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: Mister Romance
Gênero do Livro: Ficção, Literatura Estrangeira, Romance
Editora: Globo Alt
Ano de Publicação: 2017
1º livro da série Masters of Love
Número de Páginas: 358
Código ISBN: 9788525064684

Comprar: Amazon

Sinopse: Max Riley pode fazer com que as fantasias mais incríveis ganhem vida: sob o alter-ego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro homem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando sua identidade e suas artimanhas. Desesperado para proteger seu anonimato, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história. Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?

Então, eu finalmente fiz a minha primeira leitura de Leisa Rayven. E eu sei, desde que Meu Romeu foi lançado pela Globo Alt, vocês vêm me mandando mensagens no Facebook e no Instagram do blog dizendo “Pelo amor de Deus, leia Leisa Rayven”. Honestamente? Eu não acho que Meu Romeu seja a série certa da autora para mim, mas posso dizer que Mr. Romance causou uma boa impressão. Tudo bem, eu tenho que admitir que a escrita da autora não foi o que mais me impressionou, mas o enredo e seus personagens foram gostosos de conhecer e, por fim, acho que Leisa Rayven cumpriu o que prometeu na contracapa.

Não vou mentir, Mr. Romance não é um romance que vai te impressionar por causa da escrita da autora. Apesar de ter personagens bem construídos, a escrita de Rayven me lembra muito as fanfics que eu lia quando era adolescente. A forma como ela conduz o romance entre os personagens principais é previsível e bastante imaturo, eu diria, como se ela só tivesse pensado no enredo de forma muito superficial e não estudado o que mais ela poderia tirar de todo aquele drama – que não era realmente um drama.

“— […] Mas o amor é como uma doença latente. — Ele apoia o copo no balcão e se aproxima. Quando pressiona a mão fria contra o meu coração, eu inspiro, tensa. — Já está dentro de você, Eden. Só esperando pela pessoa certa para ativá-lo.”

Os diálogos não foram o ponto forte do livro, infelizmente. Mas para dar créditos a autora, eu tenho que admitir que eu consegui me envolver bastante com a história. Eu realmente gostei da ideia de um cara que “vende romance”, e como ele faz para entender o desejo das mulheres que o contratam. Infelizmente Rayven não se profundou muito nesses detalhes, mas o pouco que conhecemos do trabalho do Max é suficiente para fazer com que nos apaixonemos por ele desde sua primeira cena. Eu tenho que admitir que o cara sabe exatamente o que está fazendo.

Por outro lado, Tate é uma personagem insuportável. A sua personalidade e atitude não combinam nem um pouco com a sua profissão de jornalista. Aliás, o fato de ela se envolver com o Max já inviabiliza totalmente a sua matéria e compromete a imparcialidade da sua opinião. Claramente, Leisa Rayven não pensou nesse detalhe quando escreveu o livro. Além disso, Tate é uma daquelas heroínas que tira conclusões precipitadas o tempo todo, fazendo com que o leitor fique preso a sua montanha russa de julgamentos. Particularmente, eu detestei isso nela e talvez seja o motivo de eu não ter conseguido me conectar com a personagem.

De uma forma geral, o enredo de Mr. Romance é bastante infantil. Claramente um romance escrito para gente ler num domingo a tarde, quando quer relaxar. Rayven não trabalha nenhum obstáculo realmente impactante para tornar o romance entre os personagens principais real, mas ao mesmo tempo, você fica tão intrigada com a forma como Max age com Tate, que você acaba comprando todo o “eu te amo” dos dois porque parece certo. Eu não consigo dizer ao certo em que momento do livro eles se apaixonaram, mas a química entre eles estava ali, e isso foi mais do que o suficiente para mim.

“Eu não sou uma pessoa que costuma viver esses encontros de comédia romântica. Eles são para mulheres com estilo de protagonista, e essa não sou eu.”

Eu senti falta de profundidade no enredo, confesso. E eu digo isso porque já me deparei com mais de cinco enredos com a mesma “pegada” de Mr. Romance. Eu achei que Max era um personagem interessante, eu queria ter conhecido mais sobre a sua história e não ficado apenas no superficial, revelado apenas através dos diálogos entre os personagens. Além disso, Rayven não chegou a dar um real desfecho os personagens secundários do livro, o que eu espero que seja corrigido no segundo livro dessa série, Professor Feelgood.

Eu sei que não parece, mas eu realmente tive um bom momento lendo Mr. Romance. Não foi um dos livros mais impressionantes que eu já li, mas para quem estava sedenta por um romance picante e cheio de momentos marcantes, Rayven me entregou exatamente o que eu estava procurando. Afinal, eu terminei o livro querendo contratar os serviços do Max para ontem, então acho que toda a ideia de romance do livro funcionou muito bem para mim.

Sendo honesta com vocês, Mr. Romance não vai ser uma leitura de tirar o fôlego e, nem vai fazer você querer começar o livro de novo quando terminar. Mas, ao mesmo tempo, é uma leitura gostosa, com personagens que realmente vão te prender até o final do livro e com uma história cheia de potencial. Para quem está procurando uma leitura para de distrair, acho que a escrita de Rayven vai ser exatamente o que você quer.

Agora me contem, já chegaram a ler Mr. Romance? O que acharam do enredo? Não deixem de me contar tudo aqui nos comentários.

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

8 Comentários

  • […] Confira a resenha completa de Mr. Romance clicando aqui. […]

  • Ana I. J. Mercury
    31 mar 2018

    Eu tava na dúvida entre ler ou não, daí li uma resenha que me deixou supercuriosa, e agora lendo a sua, deu pra ver que é um livro água com açúcar, mas dos bons kkkkk
    Que a gente se distrai, da risada, e é fofo, o que ando precisando ultimamente!
    Vou querer ler, embora sem muitas expectativas! rs
    bjs

  • Ana Carolina Venceslau Dos Santos
    31 mar 2018

    Tive que parar o livro na metade por conta da faculdade mas eu Sinceramente adorei esse livro da autora eu não era muito fã da série meu Romeu dela mas esse livro conseguiu me tirar o fôlego várias vezes

  • CATARINE HEITER MORAES BONESS
    30 mar 2018

    Leiturinha fácil, ideal para aqueles dias em que a cabeça anda preguiçosa demais para refletir sobre o que se anda lendo… É o tipo de livro que, se cair na minha mão, eu não rejeito.Porém, não é o estilo que coloco na lista como prioridade para aquisição ou leitura. Já se for um empréstimo, uma troca ou um promoção imperdível num sebo; eu não resistiria!

  • Pamela Liu
    26 mar 2018

    Oi Débora.
    Eu já li Mr. Romance e achei a leitura bem gostosa, mas o enredo é bem raso, mal trabalhado.
    Acho que a autora podia ter mostrado mais como Max fazia seu trabalho, como era a sua pesquisa para incorporar o cara perfeito para cada uma das suas clientes.
    Achei Tate bem chata e temperamental. Ela tira conclusões precipitadas a todo momento e só me dava vontade de dar um chacoalhão nela e pedir pra ela deixar de ser tão idiota.
    E a conclusão? Foi tão fácil para Max e Tate resolverem seus problemas e dilemas. Por que criar uma problemática tão grande em cima disso se vai ser resolvido nas últimas páginas?
    Foi uma leitura ok, mas esperava bem mais.
    Beijos

  • Raquel Rodrigues
    26 mar 2018

    Nunca li nenhum livro dessa autora, mas ja ouvi falar muito de Meu Romeu, eu amo romances e também amo quando a escrita da autora me surpreende e o livro é de tirar fôlego, pena q não é isso que acontece neste livro ne, fiquei muito curiosa para conhecer mais de Max e é uma pena que você não tenha conseguido se conectar com a personagem, espero que caso eu leia eu tenha uma experiência melhor com a obra.

  • suzana cariri
    26 mar 2018

    Oi!
    Já um livro da Leisa Rayven e gostei muito de sua escrita, o que já não funcionou para mim foi seus personagens, nessa novo livro dela estou vendo que esta ao contrario, achei interessante a historia do livro, fiquei sabendo recentemente desse novo lançamento e fiquei curiosa para poder ler, achei uma pena ela não se aprofundar mais no tema, mas se tiver oportunidade quero conhecer essa historia !!

  • Daiane Araújo
    26 mar 2018

    Oi, Débora.

    Bom, o Max lançou um desafio e tanto para a Tate… Tendo assim, que conquistá-la, mostrar um outro lado para ela.

    Acredito que, para o Max, não foi nada fácil.

  • O Usuário laoliphantblog não existe ou é uma conta privada.