Resenhas 29nov • 2018

O Príncipe Adormecidopor Melinda Salisbury

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: The Sleeping Prince
Gênero do Livro: Young Adult, Fantasia, Romance
Editora: Rocco
Ano de Publicação: 2018
2º livro da série A Herdeira da Morte
Número de Páginas: 336
Código ISBN: 9788568263617

Obs: Este livro foi cedido pela editora em parceria para resenha.

Comprar:

Sinopse: Errin Vastel cuida da mãe e sobrevive da venda clandestina de suas poções e ervas medicinais. Mas quando o Príncipe Adormecido desperta de seu sono encantado e a aldeia onde vivem precisa ser evacuada devido à ameaça de uma guerra sangrenta, as coisas se tornam ainda mais difíceis para a jovem. Desabrigada e temendo pela mãe e por sua própria vida, ela se vê obrigada a confiar no misterioso Silas Kolby, que promete ajudá-la. Silas, porém, tem seus próprios segredos e, quando ele desaparece sem aviso, Errin parte sozinha numa perigosa jornada por um reino à beira da guerra. E o que ela descobre pelo caminho não só abala suas convicções e desconstrói tudo em que sempre acreditou, mas também exigirá que ela faça uma escolha difícil que pode mudar o futuro de todo o reino.

Está permitido começar essa resenha com “eu tô no chão”? Porque eu realmente não consegui encontrar outra maneira de descrever o que eu senti lendo O Príncipe Adormecido. Eu realmente achei que a Melinda Salisbury não ia conseguir me surpreender tanto no segundo livro, mas a genialidade dela foi tão grande que eu cheguei na última página desse livro mais chocada que ovo. Sério, que plot twist senhoras e senhores.

O Príncipe Adormecido começa mais ou menos um mês depois do final do primeiro livro e nós não temos ideia do que aconteceu com Twylla, Merek e Lief depois que o príncipe adormecido voltou a vida. Neste segundo livro nós também ganhamos uma segunda protagonista, Errin, que é ninguém menos do que a irmã mais nova de Lief, muito citada no primeiro livro. Sendo bem honesta, eu amei que a autora tenha começado o segundo livro com uma protagonista totalmente nova e com uma personalidade totalmente diferente da Twylla.

“- Pensei que você fosse ele, sabe. Quando bateu à porta. Vocês têm o mesmo jeito de bater. Não é estranho? Pensar que algo desse tipo possa vir de família? Mas é claro que viria. Aposto que seu pai ou sua mãe, ou os dois, batem em portas do mesmo jeito”

O enredo ainda é narrado em primeira pessoa, o que não é um problema considerando que a Errin é uma protagonista maravilhosa. Sabe aquela narradora que não fica sentada vendo as coisas acontecerem? Errin é essa pessoa. Eu gostei muito de conhecer aquele universo pelo ponto de vista de alguém que não está envolvida com todas as crenças de Lormere. Além disso, o ponto de vista de Errin também abre espaço para conhecermos melhor o relacionamento de Lief com a família – já que estabelecemos que ele não é um “narrador” confiável, né?

Neste segundo livro, Salisbury não poupa esforços para explorar tudo o que pode sobre a guerra contra o príncipe adormecido. Nós temos a oportunidade de conhecer ainda mais da cultura do universo que ela criou e ainda fazer uma imersão em um dos assuntos que eu mais gosto: alquimia. Eu realmente gostei muito de como ela trabalhou esse elemento do universo no segundo livro, dando ainda mais contexto para o que já vimos em A Herdeira da Morte.

Mas podemos falar um pouco sobre crushs criados? Eu não sei como eu vou viver essa minha vida depois do Silas. Ele não só tem todo aquele ar de mistério que qualquer leitora gosta, como ele é um dos personagens mais descentes desse livro. Eu gosto da forma como o relacionamento dele e da Errin se desenvolve, embora eles tenham os seus próprios problemas ao longo do caminho. Além disso, Silas tem um papel muito importante nesse segundo livro e ele, Twylla e Errin se tornaram o meu trio do amor.

“- Você ficou desapontada?
Ela inspirafundo e olha para suas mãos.
– Meu coração ficou. Minha mente, não. Na maior parte do tempo estou em guerra comigo mesma. Minha mente costuma ganhar. E eu sou grata por isso.”

Ah, para vocês que leram A Herdeira da Morte e estão pensando que a Twylla não iria dar o ar da graça nesse livro, podem respirar aliviados. Um dos pontos que eu mais gostei na leitura de O Príncipe Adormecido foi como a autora conseguiu encaixar os enredos mais pra metade do livro. O encontro de Errin e Twylla revela muito sobre o que aconteceu depois da última página de A Herdeira da Morte e vem para mostrar como a autora conseguiu criar duas protagonistas que se equilibram muito bem ao longo enredo. Eu não estou sabendo lidar com essa amizade maravilhosa que surgiu entre elas, de verdade.

Vale dizer também que Salisbury usou muito da segunda metade do livro para explica mais sobre as crenças de Lormere e tudo o que envolvia o mistério do veneno de Twylla e eu achei isso muito importante porque nos ajuda a entender melhor o papel que cada um dos personagens precisa desempenhar no terceiro livro, embora eu não tenha ideia do que está por vir, afinal, Salisbury cria cada plot twist que me deixa com o queixo arrastando no chão.

Infelizmente não temos muito um desfecho na situação Twylla-Merek-Lief. Eu sigo achando que Lief não merece nenhum tipo de consideração por parte da Twylla, principalmente depois dos acontecimentos do primeiro livro. Também não consigo acreditar que uma pessoa como ele consiga dividir a mesma genética com um ser maravilhoso como a Errin. Ainda assim, vale dizer que Salisbury deixou bastante espaço nesse ponto do livro para desenvolver a história da maneira que ela achar melhor. – Eu precisava reclamar no Lief nessa resenha também, desculpa.

Eu preciso dizer que eu não achei que a tática do plot twist fosse me conquistar mais uma vez, porém tem algo na escrita da Salisbury que realmente consegue me prender até o final. O universo que ela criou é maravilhoso e os seus personagens são um convite para você se aventurar nesse mundo totalmente original. Eu estou realmente envolvida com essa trilogia e mal posso esperar para colocar as minhas mãos no terceiro livro e saber o que eles vão fazer para salvar as suas vidas e derrotar o príncipe adormecido.

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

8 Comentários

  • Pamela Liu
    30 nov 2018

    Oi Débora.
    MEU DEUS preciso do primeiro livro agora! A autora criou um universo bem original, diferente do que estamos acostumados a ver por aí. Adorei saber que tem um toque de alquimia na história.
    Fiquei super curiosa para saber mais sobre os plot twists! Adoro ser arrebatada por eles rsrs
    Parece que a autora conseguiu manter o bom nível nesse segundo livro, o que é ótimo.
    Já vai para a lista de desejados.
    Beijos

  • Vitória Pantielly
    30 nov 2018

    Oi Débora,
    Apesar de não ser livros que eu morrooo de vontade de ler, achei as resenhas super positivas, e isso me anima um pouco. Um ponto que não me agrada tanto, é a quantidade de personagens, acho meio exagerada, mas fico feliz de saber que a autora soube lidar bem com isso.
    Sobre o enredo, um dos melhores que vi esse ano em questão de originalidade, ficou muito bom, e mais ainda que é um universo completo!!
    Beijos

  • Luana Martins
    30 nov 2018

    Oi, Débora
    Gostei muito do primeiro livro e agora lendo a sua resenha, sinto que preciso ler esses livros mais rápido possível.
    Um enredo intrigante, que prende o leitor com vários personagens inseridos na trama.
    Capa maravilhosa e cores vibrantes.
    Beijos

  • Kleyse Oliveira
    30 nov 2018

    Olá Débora.
    Ahhhh ainda bem que você gostou desse segundo livro. Eu não lembro da sua resenha no primeiro mais estava querendo muito comprar mais livros assim mês que vem, e é esses estão na minha lista. Se você gostou então eu irei gostar também. Bjs

  • Ludyanne Carvalho
    30 nov 2018

    Ainda não li essa série, mas é bom saber que te deixou no chão.
    Parece bem instigante.

    Beijos

  • Maira Schein
    30 nov 2018

    Não conhecia essa série mas depois de ler essa resenha tive que ir ver a do primeiro livro e fiquei com muita vontade de ler! Até já adicionei na minha listinha. Essas protagonistas parecem ser maravilhosas demais!

  • Aline M. Oliveira
    30 nov 2018

    Oi Se tem uma trilogia que eu quero muito ler é essa! além do universo super maravilhoso que a autora criou, os personagens também são um atrativo a mais pra iniciar a leitura! Nunca li uma resenha negativa sobre qualquer um dos livros, e a sua vem justamente pra confirmar a boa história. Quando um autor consegue mexer tanto com a gente, fazer sentir raiva ou amor pela narrativa, é porque vale muito a pena ler. A alquimia também é algo que me interessa muito, nesse caso, quero muito saber como ela é essencial na trama toda. Amei a resenha, mal posso esperar pra ler!
    Bjoxx

  • Angela Cunha
    30 nov 2018

    Tão gostoso quando a gente pensa que já leu de tudo e vem um novo livro mostrando que tinha mais ainda a ser mostrado!
    Mesmo não tendo lido o primeiro livro, acompanhei a resenha dele, primeiro por conter uma capa maravilhosa e um enredo do jeitinho que gosto!
    E agora o segundo livro, além de mostrar mais dos personagens e de todo o universo que compõe a história, traz também novos elementos e oh, conseguiu ganhar na beleza da capa!rs
    Espero ler os livros o quanto antes!
    Beijo

  • Siga o @laoliphantblogInstagram