Resenhas 03jan • 2018

Quando a Bela Domou a Ferapor Eloisa James

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: When Beauty Tamed the Beast
Gênero do Livro: Romance histórico
Editora: Arqueiro
Ano de Publicação: 2017
1º livro da série Fairy Tale
Número de Páginas: 320
Código ISBN: 9788580416800

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: SubmarinoLivraria CulturaAmazon

Sinopse: Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

Eloisa James era uma leitura que eu estava louca para fazer desde que Quando a Bela Domou a Fera foi lançado no Brasil. Houve muito burburinho em cima desse romance de época e se você não ouviu nada, então provavelmente vive debaixo de uma pedra – aconselho a checar o seu CEP. Demorou um tempo até eu finalmente me decidir por ler esse livro e agora que eu o fiz, estou completamente apaixonada por essa autora. Linnet é uma das heroínas mais divertidas que eu já li e os diálogos inteligentes de James fazem com que a leitura seja descontraída.  Quando a Bela Domou a Fera foi uma leitura que eu me apaixonei no primeiro capítulo e agora eu estou bastante arrependida por não ter lido esse livro assim que ele foi lançado.

Eu sempre fico um pouco preocupada com as releituras de A Bela e a Fera. Primeiro, é o meu conto de fadas favorito e, segundo, poucas autoras conseguem fugir do óbvio – o que me deixa bastante decepcionada no final. Mas Eloisa James veio me provar que ela não é nenhuma amadora e que sabe realmente adaptar um conto de fadas. Apesar das pequenas semelhanças com o conto original, James tomou a liberdade de dar o seu próprio toque pessoal ao enredo, criando uma Bela completamente refém da sua beleza e uma Fera presa ao rancor de acontecimentos do passado que ele simplesmente ainda não conseguiu resolver.  Não era, nem de perto, o que eu estava esperando e a surpresa foi muito mais do que maravilhosa.

“— Ah, mas eu acho que somos perfeitos um para o outro — disse ela, só para cutucá-lo.
— Um médico totalmente maluco — esse sou eu — e uma beldade terrivelmente conivente — essa é você — mancando juntos rumo a vida de felicidade? Duvido muito. Você tem lido contos de fadas demais.”

James tem um talento nato para escrever uma boa narrativa. Os capítulos do livro fluem de uma forma muito gostosa, não demorando para que a história se desenvolva. Um ponto que eu gostei muito, foi que a autora não perdeu tempo alimentando o “drama” do livro, tornando tudo mais complicado para o casal principal. O primeiro ponto forte do enredo de Quando a Bela Domou a Fera é saber que tudo está nas mãos do casal principal e se eles estão realmente dispostos a deixar o passado para trás e começar novamente, juntos. Uma aposta muito original para uma releitura que, mais uma vez, deu muito certo.

Os diálogos de Eloisa James são sensacionais e outro ponto muito forte do enredo de Quando a Bela Domou a Fera. Linnet tem uma personalidade desprendida e bastante independente, não se deixando abalar pelo o que as pessoas dizem e sempre tendo uma resposta afiada na ponta da língua. Com isso, nós leitores ganhamos os melhores diálogos que poderíamos querer em um romance de época. Sempre que essa heroína maravilhosa aparece em uma cena, eu tenho certeza de que eu vou rir até a barriga doer. E eu nem preciso dizer que esse humor ácido que ela tem só tornou ainda mais fácil para que eu me conectasse com ela, não é mesmo?

Eu gosto da forma como Eloisa James desenvolve os seus personagens, sempre focando nos pontos certos e não tentando me convencer de que alguma coisa é real. Quando a autora nos apresenta Piers, é possível ver que o homem tem seus próprios fantasmas para enfrentar e James não usa isso como desculpa para que o romance aconteça. Pelo contrário, ela trata dos problemas do herói ao longo do enredo, fazendo com que o romance entre ele e Linnet seja algo a parte, único e exclusivo dos dois, como um universo alternativo, entende? Eu amei isso, principalmente porque fez com que o ato de “se apaixonar” deles fosse ainda mais natural.

Linnet e Piers são um casal de romance de época que eu realmente amei conhecer. Os dois não só combinam perfeitamente, mas a forma como eles se apaixonam em meio a todo o medo e rancor que existe na vida deles naquele momento em que se conhecem, é lindo demais! James me deu algo que eu ansiava demais em um romance de época, que eram personagens que se apaixonavam de uma forma verdadeira, intensa e que não soasse como algo que o autor do livro estava me obrigando a acreditar. Além disso, ambos os personagens são únicos a sua maneira, o que os torna ainda mais especiais quando estão juntos. *fangirling*

“– Acho que talvez você não tenha percebido que sua noiva entrou na sala.
– Boa noite, noiva.
– Belzebu – cumprimentou ela, inclinando a cabeça.”

O único ponto que me incomodou no livro, e isso não tem a ver com a escrita da James e nem com o enredo, foi a questão da tradução que, eu acredito que tenha incomodado muita gente. A edição do livro não é a das mais maravilhosas, e isso todo mundo tem que admitir, mas eu encontrei um pouco de dificuldade na leitura por conta de erros de tradução, digitação e frases que não estavam fazendo muito sentido. Mais uma vez, isso não diminui nem um pouco a maravilha do trabalho de Eloisa James nesse livro, mas é uma observação que talvez ajude a editora num futuro.

E Quando a Bela Domou a Fera não era uma leitura que eu estava esperando me apaixonar, e como diz o ditado “não julgue um livro pela capa”, aqui estou eu pagando pelo meu próprio julgamento. James tem uma escrita maravilhosa e eu mal posso esperar para ler o segundo livro dessa série. Se você ainda não conhece o gênero de época, aqui está uma lista de autoras que eu recomendo que você conheça. E se por um acaso você esbarrar com um livro da James por aí, não hesite em comprar, prometo que vale muito a pena!

Ei! Não vá embora sem se inscrever no nosso top comentarista deste mês, tá?!

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

33 Comentários

  • Ana I. J. Mercury
    31 jan 2018

    Aiiiii eu tô muitooooooooooo louca pra ler esse livro!
    Ele parece ser sensacional!
    Desde a capa, ao todo da história!
    Ai a Linnet parece ser superdivertida, eu adoro o que leio sobre ela nas resenhas kkkkk
    Tem cara de ser uma história de amor, superação e perdão.
    Vou ler em fevereiro sem falta!
    bjsss

  • Carolina Santos
    29 jan 2018

    Adorei esse livro adoro romances de época e adoro mais ainda releituras de contos de fada Então esse livro foi praticamente um prato cheio para mim mas eu vi Através de outros blogs que esse livro é o segundo da série que o primeiro é o da Cinderela mas só lançaram esse nível primeiro porque o lançamento foi na mesma época do filme da Bela e a Fera com a Emma Watson então a editora quis pegar carona no marketing

  • Mariana Paiva
    27 jan 2018

    Gosto de releituras. Como disse no outro post eu ainda não li nenhum romance de época e uma das razões disso é porque eu gosto muito de livros que tem a narração em primeira pessoa e pelo o que eu vi na maioria dos romances de época a narrativa é em terceira pessoa, o que é algo bobo da minha parte porque eu já li ótimos livros em que eram narrados em terceira pessoa, onde a escrita era leve e gostosa. No evento que teve ano passado da Editora Arqueiro vi algumas pessoas criticando que a parte erótica dos livros tem palavras desnecessárias e chulas, mas acho que isso vai de cada um. Sobre os erros de tradução não lembro de terem comentado. Mas lembro que disseram que o protagonista é inspirado no Dr. House e que algumas pessoas que souberam disso antes de ler o livro acharam engraçado ler e acabar imaginando o ator como o personagem do livro em forma física.

  • Bianca Melo
    19 jan 2018

    Eu amo a história da Bela e Fera ♥
    Porém, nunca li uma releitura desse conto ou de qualquer outro conto de fadas e espero poder começar esse ano (uma das metas!). Essa é uma história que merecia mesmo ser trabalhada e fiquei bem feliz que gostou – pra mim já é um incentivo e tanto para começar a ler livros baseados em contos de fadas.
    E claro: a capa é só um detalhe. Vivo me esquecendo disso, mas no fundo é uma coisa que pouco importa quando vc começa a se aventurar nas páginas de um livro.

  • Thuanne Hannah Ramos de Souza
    17 jan 2018

    Eu nunca li romance de epoca, parece uma coisa, sempre aparece um livro na frente kkk
    Vou te contar que achei essa capa muito feia, só de olhar, perco a vontade de ler o livro :/
    Mas é aquela coisa de não julgar o livro pela capa né, tenho lido tantas resenhas dele, todas falando muito bem que até estou com vontade de ler agora.
    Que bom que você gostou e se surpreendeu, algumas releituras são bem chatinhas, mas parece que esta é interessante.

  • Lily Viana
    17 jan 2018

    Olá!
    Eu já li muitas resenhas sobre esse livro, a história é muito envolvente. Já vi que muitas fazem releitura de contos e fico muito receosa por isso, ainda mas sendo meu conto favorito. Eu quero muito ler esse livro é conhecer mas sobre a autora.

    Meu blog:
    Tempos Literários

  • Brenda Ketellyn
    17 jan 2018

    A capa é linda.
    Tambem adoro os contos da bela e a fera.
    Esse já esta a um tempo na minha lista de desejados, e gostei de saber que a história se desenvolve e não fica parada, ansiosa para ter ele em mãos e começar essa leitura.
    É uma pena sobre a tradução, sei que vai me incomodar um pouco, mas mesmo assim ainda pretendo ler.

  • Lynn Prado
    16 jan 2018

    Ooi Débora, fico um pouco preocupada com as releituras de A Bela e a Fera também, pelo mesmo motivo que o seu: é o meu conto de fadas favorito!!!!
    Quero ler esse livro há um tempão, mas fico enrolando, a sua resenha me motivou a colocar ele como meta de 2018!!!
    Admito que julguei um pouco pela capa, mas agora estou louca para ler!
    Bjs

  • Camila Rezende
    15 jan 2018

    Olá Debora,
    Eu comecei a ler romance de época recentemente com os livros da Julia Quinn (só li dois até agora)e quero muito ler outros livros do gênero. A Bela e a Fera tbm é meu favorito. Eu gosto de ler livros com releitura de contos de fadas e ver outras opções para para os personagens que eu gosto.
    Gostei de saber pela sua resenha que a autora soube trabalhar bem os personagens e o livro tem diálogos inteligente entre eles.
    Quanto aos problemas de tradução eu espero que a editora tenha mais cuidado com os outros livros da série.
    Eu gostei da capa do livro

  • Janaina Silva
    15 jan 2018

    Confesso que releituras sempre me deixam um pouco apreensiva!
    Já li algumas que me deixaram bem frustrada!

    Mas já li algumas resenhas dos livros da autora Eloisa James e são sempre positivas como a sua.
    Com diálogos interessantes e inteligentes dos personagens e contando com a sagacidade e graça da Linnet,essa história tem tudo para me agradar.

    Eu pretendo ler em breve esse livro,e me apaixonar por esse casal.
    Abraços!

  • […] você chegou no blog há pelo menos um mês deve ter ficado sabendo da minha resenha de Quando a Bela Domou a Fera, livro que eu amei cada segundo da leitura, mesmo sendo uma releitura de conto de fadas. No […]

  • Lana Silva
    09 jan 2018

    Também prefiro releituras que possuem um toque de originalidade, e vejo que a autora não polpou esforços para que esta estória conseguisse surpreende o leitor, já que e notório que aqui temos apenas alguns pontos iguais ao do conto, todo o resto e apenas a imaginação da autora. Outro ponto que gostei muito e os diálogos que foram muito bem elaborados, até o desenvolvimento do romance entre o casal, e interessante de se acompanhar. Este e um livro que pretendo ler em breve.

    Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros>>> http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

  • Julia campanha
    09 jan 2018

    Romance de época é um dos meus gêneros favoritos, faz tempo que só vejo resenhas positivas sobre esse livro, está na minha meta de 2018.

  • Pamela Liu
    08 jan 2018

    Oi Débora.
    Eu amo romances de época e releituras de contos de fadas. Quando a bela domou a fera parece ter tudo que eu adoro em um bom livro.
    Personagens interessantes (já sei que vou amar o senso de humor sarcástico de Linnet), um romance que vai se desenvolvendo em seu próprio tempo (nada de amor à primeira vista ufa!) e uma narrativa bem gostosa de acompanhar.
    Preciso ler esse livro logo!
    Bjs

  • camila rosa
    08 jan 2018

    Oi, tudo bom?
    Amei a resenha do livro, estou curiosa para ler ele desde que o vi como lançamento, amo romances de época, e como você A Bela e a Fera é meu conto de fadas favorito, fico muito feliz em ver uma resenha tão positiva sobre essa releitura, não vejo a hora de poder conhecer esses dois personagens que parecem ser tão incríveis, me arrependi de não ter comprado esse livro quando tive a oportunidade.
    Beijos *-*

  • Cristiane de Souza
    06 jan 2018

    Oi Débora…
    A Bela e a Fera também é o meu conto de fadas favorito e tudo que vem como releitura dele também fico com um pé atrás… Sabendo que esta é uma releitura feita em forma de romance de época já me deixou bastante curiosa para ler… Uma pena que a tradução deixou um pouco a desejar…. Confesso que estou amando as capas dessa série e pretendo ter ela completa em minha estante e ler em breve…
    Beijinhos…

  • Samantha correa
    05 jan 2018

    Estou tão ansiosa para ler esse livro. Sei que não é unanime mas eu gostei da capa, lembra muito a história do conto de fada. E os personagens parecem apaixonantes, daqueles que quando terminamos o livro fechamos os olhos e ainda os imaginamos rsrsrsrs
    Pena a tradução, fico bem incomodada com isso, e passo muito trabalho para ler quando o texto está com algum problema assim, mas espero poder lê-lo o quanto antes.

  • Danielle Gaspar
    05 jan 2018

    Sou apaixonada por romances de época, mas sou crítica demais também. Gosto dos antigos clássicos, e acho dificil encontrar algo bem escrito e com historia verossímil.
    A Bela e a Fera também eh meu conto de fadas favorito, e acho quase impossível achar uma adaptação boa, exatamente como você, não me interessei pelo livro nem um pouco…
    Depois de sua resenha já considero a possibilidade de incluir na minha lista de leitura, pois adoro personagens com humor irônico e cínico.

  • Raquel Rodrigues
    04 jan 2018

    Olaaa!! Estou checando o meu CEP aqui pois acho que moro debaixo de uma pedra hahaha eu nunca tinha visto ou ouvido falar deste livro, mas adoro romances de época e amo releituras, ainda mais de A bela e a fera que é o meu conto de fadas favorito !!! Gostei muito dessa exclusividade da autora e de como ela deixou a história com a cara dela, não aquela coisa obvia das releituras hahaha ! Essa fera ai não é mole não ein hahah e só pelos quotes que você colocou da pra ver que o diálogo deles são bem engraçados haha acho que vou me conectar muito bem com ela, por esse humor acido dela! Gostei muito de saber sobre o romance dos dois, e saber que foi natural sem parecer aquele romance forçado, isso em um livro de época é uo haha ! Gostei muito da sua resenha e com certeza esse livro vai entrar para minha listinha !

    • Débora Costa
      05 jan 2018

      Mulher, como você não conhecia esse livro maravilhoso?! Eu acho que se você gosta muito de A Bela e a Fera como eu, então essa releitura vai te conquistar. Eu achei incrível que a autora tenha trabalhado em cima da essência da história, mas deixado que o enredo tivesse a sua própria voz. Linnet é a melhor personagem e as reviravoltas do enredo vão te encantar. Não deixa essa leitura passar não!

  • Vitória Pantielly
    04 jan 2018

    Oi Débora!
    É a primeira resenha que leio de alguém que se apaixonou pela história. Meu conto favorito é “A bela e a fera”, por isso quando vi esse lançamento fiquei encantada, mas li algumas resenhas que me desanimaram bastante, é uma questão de opinião, mas me falaram que o casal do livro não tem química nenhum.
    Lendo sua resenha vi com outros olhos a história, fiquei até curiosa para saber como vai surgir amor entre Piers e Linnet, melhor ainda saber que não é aqueles romances sem pé nem cabeça, rsrs.
    Espero ter a oportunidade de ler, tanto esse como os outros da série.
    Beijos

    • Débora Costa
      05 jan 2018

      Oi Vitória, como eu disse na resenha, muitos leitores tiveram problemas com o livro por causa da capa e da tradução. Inclusive, eu só fiquei sabendo dele porque muitas leitoras estavam inconformadas com a editora e não queriam que o livro fosse lançado. Os erros de tradução me incomodaram, mas não mudam o fato de ser uma leitura maravilhosa. Vale muito a pena deixar os pequenos defeitos de lado e se jogar nesse romance, os diálogos são ótimos!

  • Adriana Holanda Tavares
    03 jan 2018

    Nossaaaaaa….ainda não havia lido nenhuma crítica do livro e com a sua só aumentou a minha vontade de ler. Posso dizer que minha princesa preferida é a Bela e assim como vc eu estava receosa em ler pois achava que estavam fazendo mais do mesmo, lançando vários livros em volta deste universo e lendo a resenha, pude perceber que este é bem diferente. Mais um que entra para a minha infinita listinha

    • Débora Costa
      05 jan 2018

      Com “mais do mesmo” você não precisa se preocupar. Eu também fiquei preocupada com isso, mas o grande trunfo da Eloisa James é que ela só pegou a essência do conto original e criou em cima personagens originais e um enredo com um toque muito pessoal. Não tem como você nãos e apaixonar, sério!

  • thanara ribeiro
    03 jan 2018

    Só pq me recomendou a Eloisa no outro post lkkk acho que é o destino querendo me apresentar a autora rsrs tbm é meu conto de fadas preferido e desde o lançamento estou super a fim de ler
    Amo, amo, amo uma mocinha de época com a língua atrevida como a Linnet parece ter. Já vou buscar na Amazon o livro *_*

    • Débora Costa
      05 jan 2018

      Se joga sem medo, viu? A Linnet é a melhor amiga que todo mundo gostaria de ter, de verdade. Eu gosto da forma como ela domina o ambiente onde ela está e não esconde a sua opinião. Depois me conta se você gostou da leitura tanto quanto eu.

  • Mari Magalhães
    03 jan 2018

    Se tem um gênero que domina minha estante e o meu coração, esse é o romance de época e eu confesso já estar um tanto saturada das mesmas tramas de sempre. Recuperei minha fé no gênero com a série Agentes da Coroa da Julia Quinn. Já li muitos comentários positivos sobre a trama de Eloisa e entendo que o casal é realmente convincente, mas o enredo em si me parece com tantos outros que me deixa desanimada pela obra.Além do mais, assim como você, adoro A Bela e a Fera, portanto, vou deixar passar essa dica por enquanto.

    • Débora Costa
      05 jan 2018

      Oi Mari, vamos ser melhores amigas e falar de romance de época para sempre? Porque eu amo essas histórias, acho que são simples, mas cheias de emoção. É tão lindo *-* Eu li os Agentes da Coroa também, inclusive estou muito animada para a nova duologia da Julia que a Arqueiro está lançando esse ano.
      Mas não desiste da Eloisa não, de verdade, eu sei que quando a gente fala de “releitura” você pensa em mais do mesmo, mas a escrita da autora é ótima e o enredo é muito original. Eu mesma achei que ia ser mais do mesmo e me surpreendi.

  • Ludyanne Carvalho
    03 jan 2018

    Então… esse livro foi muito comentado em 2017, mas nenhuma resenha que li sobre conseguiu me despertar interesse. A sua resenha me mostra uma outra visão da história, e isso me chamou um pouco de atenção.
    Eu gosto de releituras, e uma releitura em outra época parece tão mágica.
    Quero ler mais romances de época nesse ano, não sei se vou incluir esse, mas vou pensar com carinho.

    Beijos

    • Débora Costa
      05 jan 2018

      Se joga sem medo na Eloisa James, de verdade. Eu tive um pezinho atrás com a autora no começo, mas não me arrependo de ter escolhido esse livro pra ler. É lindo demais!

  • Lili Aragão
    03 jan 2018

    Oi Débora, eu amei esse livro e li ele pouco depois do lançamento, lendo tua resenha já me deu vontade de reler. Romances de época são os livros que mais leio e amei esse pelos pontos que você citou na resenha, a escrota da Eloisa é surpreendente e os diálogos são mesmo o ponto forte, o casal é mesmo aquele tipo que se encaixa perfeitamente e isso envolve e encanta o leitor. Eu gostei de tudo e só posso dizer que a Arqueiro acertou em cheio ao trazer essa autora pra cá 😉

    • Lili Aragão
      03 jan 2018

      escrita*

    • Débora Costa
      05 jan 2018

      Oi Lili, não tem como não amar a Eloisa James não é? Eu só confesso que queria que a Arqueiro melhorasse essas capas porque, gente… complicado. As capas da Julia são sempre lindas, porque essas não poderiam ser assim também?!

  • O Usuário laoliphantblog não existe ou é uma conta privada.