Resenhas 02jul • 2020

Rádio Silênciopor Alice Oseman

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: Radio Silence
Gênero do Livro: Jovem adulto, LGBT, Contemporâneo
Editora: Rocco
Ano de Publicação: 2019
Número de Páginas: 448
Código ISBN: 9788579804359

Obs: Este livro foi enviado em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Amazon

Sinopse: Rádio Silêncio não é um livro leve e apresenta uma trama que prende o leitor até suas páginas finais. A história principal que envolve Frances e os gêmeos Last é acompanhada por dramas secundários que são tão envolventes quanto o cerne principal desta narrativa. É apenas lutando contra nossos medos mais secretos que podemos superá-los. E é apenas sendo verdadeiros com nós mesmos que podemos encontrar a felicidade. Frances vai precisar de cada gota de coragem que ela tem para viver esta aventura.

resenha-radio-silencio-alice-oseman

Sabe quando alguém te recomenda um livro e você até acha que vai gostar, mas acaba se surpreendendo com o quanto o livro te agarra? Minha leitura de Rádio Silêncio foi exatamente assim. Depois de muito tempo ouvindo a Débora falar o quanto eu ia adorar esse livro, eu me rendi e devorei essa história em 2 dias.

Me faltam palavras para explicar o quando Rádio Silêncio me destruiu emocional e psicologicamente.

Frances Janvier é uma adolescente focada inteiramente nos estudos, que tem como única válvula de escape criativo desenhar fanarts para o seu podcast favorito, Universe City.Sua vida vira de cabeça para baixo quando ela descobre que o criador anônimo do podcast é na verdade seu vizinho, o tímido e excêntrico Aled Last.

❝ Você provavelmente acha que Aled Last e eu vamos nos apaixonar um pelo outro ou coisa assim. Já que ele é um garoto e eu, uma garota. Só queria dizer que… Não vamos. Só isso.❞

Vamos começar pelo mais importante. Rádio Silêncio é, acima de qualquer outra coisa, uma linda história sobre amizade. O relacionamento entre Frances e Aled é lindo demais, e eu adoro como a narrativa do livro retrata a amizade deles como sendo tão importante quanto qualquer relacionamento romântico. A conexão dos dois é a força que carrega toda a narrativa da história, até nos momentos em que o plot pode ficar um pouco arrastado.

A escrita da Alice Oseman é maravilhosa, do tipo que você começa a ler e quando percebe já leu mais de 50 páginas e não quer mais parar. Ela consegue passar todas as emoções que os personagens sentem sem passar do limite do dramático.

Gostei muito também da forma que o livro aborda os problemas de saúde mental dos personagens. Ter personagens que lidam com transtornos como ansiedade e depressão, e que dialogam abertamente sobre os problemas que esses transtornos trazem é muito importante, principalmente nos dias de hoje. O estigma da saúde mental ainda é muito presente, e é importante ter histórias que deem a devida importância para esses temas.

resenha-radio-silencio-alice-oseman

Eu gostei demais de Frances e Aled. Frances funciona muito bem como protagonista e narradora, já que ela é bastante inteligente e observadora. Aled por outro lado é o tipo de personagem que você quer guardar em um potinho e proteger do resto do mundo. Eu realmente amei a amizade dos dois.

Mas nesse livro inteiro, meu coração pertence principalmente a mãe da Frances. No mesmo segundo em que eu conclui a leitura, eu já dei início aos procedimentos para que ela me adote de forma definitiva. Todo diálogo que ela tinha com a Frances era um abraço que o livro me dava, e depois de algumas cenas da mãe do Aled, eu realmente estava precisando.

E falando no diabo, fazia muito tempo que eu não odiava tanto um personagem em um livro. As cenas da mãe do Aled são extremamente enfurecedoras, e podem até mesmo trazer gatilhos para pessoas que não lidam bem com cenas de abuso emocional e físico. Essas cenas são um retrato muito doloroso de como o relacionamento entre pais e filhos pode ser abusivo. Eu realmente me senti incomodado com a forma que ela trata o Aled, mas eu entendo que essa é exatamente a reação que o livro quer de quem está lendo.

❝ Olá. Espero que alguém esteja ouvindo. Estou enviando esse sinal via rádio num pedido sombrio e desesperado de socorro.❞

Apesar de ser principalmente um livro sobre amizade, Rádio Silêncio não fica sem os seus subplots de romance. Tanto Frances quanto Aled passam por aqueles dramas românticos que nós adoramos ver em livros adolescentes, mas é bem legal ver Rádio Silêncio ser um caso de representação para personagens que se encaixam nas outras letras da sigla LGBTQIA+.

Eu não sou uma autoridade no que diz respeito a representatividade asexual, então levem meus comentários com um pouco de ceticismo. Mas eu achei a forma que o livro mostra a asexualidade do Aled bastante positiva. Se você é asexual e tem uma opinião sobre isso, por favor deixe nos comentários, eu realmente gostaria de saber.

resenha-radio-silencio-alice-oseman

No livro, vemos também um retrato de como os jovens de hoje em dia sofrem com as pressões impostas neles pela sociedade, e até mesmo pelas próprias famílias. Até mesmo Frances, que tem uma mãe que a apoia bastante sofre com a pressão de ser uma boa aluna, sempre correndo atrás de seu futuro. Esse é um dos motivos para amar tanto a amizade dela com o Aled. É a partir dessa amizade que ela percebe que existem outro caminhos para a felicidade dela.

Rádio Silêncio é a combinação perfeita de vários elementos que nós amamos nos livros: Um plot focado na amizade, sem triângulos amorosos, representação LGBTQIA+, diversidade racial dos personagens, um podcast que eu PRECISO que exista na vida real. Preciso falar mais ou você já está comprando o livro na Amazon?

O livro superou toda e qualquer expectativa que eu tinha antes da leitura, e e u já estou com todos os livros da Alice Oseman na minha lista de TBR. Eu imagino que você já tenha lido muitas resenhas positivas desse livro, mas aqui vai mais uma recomendação: Rádio Silêncio é muito bom e você precisa ler esse livro.

Vinicius Fagundes ver todos os artigos
24 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

4 Comentários

  • Elizete Silva
    06 jul 2020

    Olá! Já tinha visto algumas resenhas bem positivas sobre o livro, e não tenho dúvidas que preciso lê-lo, gostei de saber que a autora conseguiu construir uma história bacana que preservou a amizade entre os protagonistas, mas que ainda temos aquela pitada de romance na história, e que faça essa crítica a maneira como os pais lidam com seus filhos, a questão LGBTQIA+ abordada também é muito importante e é muito bacana quando tão bem trabalhada.

  • Bruna Lago Santos
    03 jul 2020

    Uau, que resenha profunda hein? Raramente leio livros com propostas assim, mas acho que faltam resenhas que nos envolvam como essa fez. Acho que desde a sinopse o livro já vem mostrar que de alguma forma ele vai ser complexo e profundo. Que lindo saber que traz uma amizade verdadeira como tema principal.
    Aliás, preciso dizer que esse blog é muito lindo! Dá muito prazer ler o texto inteiro… as cores, as fotos, a fonte. Parabéns mesmo 🙂 Abraços

  • Angela Cunha
    03 jul 2020

    Já tinha o visto o nome deste livro, olhado ele meio que por cima e não tinha dado muita atenção.
    Aí vem uma resenha dessas, com tanto sentimento, com tanto amor, amizade e cumplicidade, que fico já doida por ele.
    Engraçado que não é um livro “modinha”, que todos elogiaram ou comentaram. Chega a ser como um desconhecido.
    Já preciso dele em mãos para ontem!!!
    beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

  • Michelle Lins de Lemos
    03 jul 2020

    Vou correndo no Skoob procurar Rádio Silêncio.
    Adorei!!!
    Com certeza uma leitura que traz muitas reflexões

  • Siga o @thelaoliphantInstagram