Resenhas 03jun • 2020

Sadiepor Courtney Summers

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: Sadie
Gênero do Livro: Ficção, Jovem adulto, Suspense e Mistério
Editora: Plataforma21
Ano de Publicação: 2019
Número de Páginas: 392
Código ISBN: 9788592783983

Comprar: Amazon

Sinopse: Uma garota foi brutalmente assassinada. Seu corpo foi encontrado entre um pomar de macieiras e uma escola incendiada nos arredores de Cold Creek, Colorado. Seu nome era Mattie Southern, e ela só tinha treze anos.A pequena Mattie era a única conexão de sua irmã mais velha, Sadie Hunter, com o mundo. Quando elas foram abandonadas pela mãe, que era viciada em álcool e outras drogas, Sadie cuidou da irmãzinha como se nada mais importasse.Agora, tudo o que a garota de dezenove anos quer é fazer justiça com as próprias mãos. E nem mesmo a gagueira que dificulta sua comunicação vai impedi-la de encontrar o paradeiro do assassino. Desde que partiu atrás do abusador que tirou a vida de Mattie, Sadie nunca mais foi vista. O que aconteceu com ela?A única pessoa disposta a encontrar respostas é o jornalista West McCray. Quando a polícia não conseguiu resolver o caso, a avó de consideração das garotas pediu a ajuda dele. O repórter está seguindo o rastro de Sadie e, ao longo de sua investigação, ele produz um podcast. Cada pista descoberta revela uma verdade desoladora.Dividido entre o podcast de West McCray e a narrativa da personagem, Sadie é um thriller que perturbará você até a última página. Afinal, uma garota desaparecida é sempre uma história inacabada.

resenha-sadie-courtney-summers

É sempre complicado quando você começa uma leitura de um livro que vem com muito hype. Um livro que vem tão recomendando por tantas pessoas cujos gostos se alinham com os seus não pode ser ruim, não é? Mas sempre tem aquele medinho no fundo na nossa mente: E seu não gostar?

É exatamente por isso que eu encho a boca para falar que a leitura de Sadie superou toda e qualquer expectativa que eu tinha.

De tanto ouvir falar de como a narrativa do livro era boa, de como a escrita da Courtney Summers acaba com o emocional de quem lê, de como a história da Sadie ia me deixar simplesmente inconsolável, eu achei que não ia ter como esse livro me surpreender. Mas no final das contas, ele foi ainda melhor do que eu tinha imaginado.

❝ E começa, como tantas outras histórias, com uma garota morta❞

A narrativa do livro é dividida entre duas timelines que vão se misturando ao longo dos capítulos: Em uma delas, acompanhamos Sadie Hunter enquanto ela busca pelo responsável pela morte de Mattie, sua irmã mais nova. Na outra, vemos o podcaster West McCray seguindo a história das duas irmãs através de seu podcast, As Garotas. Junto com West, nós vamos aos poucos juntando as peças sobre o paradeiro de Sadie.

Essa maneira de contar a história é incrível, e faz do livro uma narrativa ainda mais envolvente. É impossível entrar nessa leitura e não se sentir angustiado com a história de Sadie. Ao longo da leitura, a coisa que mais passava pela minha cabeça era “Pelo amor de Deus, alguém ajuda essa menina, por favor”. Quase como assistir um acidente de carro, você sabe que não tem nada que pode fazer e não quer ver o desastre acontecer, mas não consegue desviar os olhos.

resenha-sadie-courtney-summers

O livro aborda diversos temas pesados, como abuso sexual e pedofilia, mas nunca de uma forma que parece apelativa. Esses elementos são parte da história de Sadie, e todos deixam marcas terríveis na personagem. Nunca são utilizados para chocar ou como plot twists desnecessários.

Eu realmente adorei como o livro explora os relacionamentos complicados que Sadie tem com as mulheres de sua família. Começando pela mãe, Claire, uma mulher viciada em drogas e álcool que não consegue ser a mãe que suas filhas precisa, e as abandona. As feridas entre Sadie e Claire são incrivelmente bem retratadas na história e a morte de Mattie só torna tudo ainda mais difícil.

Mattie é outra figura complexa na vida de Sadie. Apesar de amar a irmã e fazer de tudo para protege-la, o convívio das duas é bastante difícil para Sadie, que precisa muitas vezes fazer o papel de irmã mais velha e de mãe para Mattie, que demonstra dificuldade em aceitar essa situação. Para muitas pessoas, o comportamento de Mattie com a Sadie pode parecer um pouco antipático, mas considerando os problemas emocionais que essa família tem, eu acho que é compreensível.

O que fica muito claro é o peso que a Sadie carrega tendo que levar essa família nas costas, praticamente sozinha.

❝ Garotas desaparecem o tempo todo. E não saber é maravilhoso. Eu não queria essa história porque estava com medo. Eu estava com medo do que não encontraria e estava com medo do que encontraria.❞

A investigação de West sobre o desaparecimento de Sadie através dos episódios de podcast é realmente fascinante. Como uma pessoa que é completamente viciado em podcasts de true crime, falo com tranquilidade que a Courtney Summers acertou em cheio o tom dos capítulos narrados pelo West. Fiquei muito afim de ouvir esse podcast.

A conclusão da investigação talvez não seja exatamente o que muitas pessoas vão querer de uma leitura assim, mas eu achei bastante adequado. A verdade é que a intenção é mostrar até onde vai uma garota determinada a se vingar de alguém que destruiu a coisa mais importante da vida dela. E Sadie faz isso de um jeito que me deixou completamente transtornado.

resenha-sadie-courtney-summers

A jornada de Sadie é repleta de reviravoltas e de momentos intensos e a escrita da Courtney Summers não poderia ser mais perfeita para contar essa história tão dilacerante. Você sabe que não tem como a história estar caminhando para um final feliz, mas mesmo assim não consegue parar de ler porque precisa saber o que vai acontecer na próxima página. Exatamente o tipo de leitura que a gente tanto gosta.

Sadie não é apenas uma história sobre uma menina que procura vingança pelo assassinato de sua irmã. É uma história sobre como uma menina é decepcionada pelas pessoas que deveriam cuidar dela, as pessoas que teriam como dever protege-la dos males do mundo.
E sobre como infelizmente essa decepção se transforma em uma coisa muito mais sombria do que qualquer um deveria sentir.

Como eu já falei lá em cima, todas as minhas expectativas foram completamente superadas. Courtney Summers saltou para o topo da minha lista de autores favoritos e eu estou completamente faminto por mais livros dela. Todo mundo precisa ler esse livro e isso não é um exagero.

Vinicius Fagundes ver todos os artigos
24 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

8 Comentários

  • Aline Teixeira
    21 jun 2020

    Olá Vinicius!
    Realmente uma recomendação de livro por pessoas próximas deixa a gente preocupada com a possibilidade de não gostar da história. Eu não conhecia a autora mas gosto bastante de thrillers então acho que iria gostar da história. Adorei a ideia dos podcasts, não poderia ser algo mais contemporâneo, né? As circunstâncias que levam as irmãs a morarem juntas não são das melhores mesmo, e pra um irmão fazer o papel de pai/mãe é algo muito complicado, uma grande responsabilidade que ninguém está pronto para assumir. Gosto bastante de vários pontos de vista e nesse caso é algo até essencial para a história. Dica de leitura anotada.
    Beijos

  • Elizete Silva
    09 jun 2020

    Olá! Confesso que não conhecia o livro, ou pelo menos não estou lembrada de tanto burburinho em relação a ele! Mas depois dessa resenha já quero ler, alias, é uma ótima dica, principalmente para mim, que estou tentando dar uma variada nas minhas leituras! Todo livro que trás aquele mistério sempre me deixa para lá de curiosa para conhecer e claro tentar descobrir o que de fato aconteceu, mas prevejo que durante essa leitura serei surpreendida.

  • Amanda Almeida
    04 jun 2020

    Ei, Vinícius!!
    Em que mundo eu estava que não lembro de todo esse hype? hahahh
    Eu, como uma amante de suspenses, fiquei com muita vontade de ler esse livro! Ainda mais depois de você exautá-lo e dizer ser uma leitura que todos deveriam fazer. Eu amo livros intensos, que foi o que eu senti sobre ele enquanto lia sua resenha, então já adicionei à minha lista! A personalidade e as histórias que cercam a Sadie são intrigantes, mas estou tentando não elevar tanto as minhas expectativas, como você comentou no início do post hahah mas creio que irei gostar, visto que até me lembrou de alguns livros que já li.

    Beijos,
    Amanda Almeida

  • Michelle Lins de Lemos
    04 jun 2020

    Tenho essa mesma questão com livros muito hypados. Será que devo ler? Será que é tudo isso mesmo? E se não curtir?
    Agora sobre Sadie. Já vi muita coisa boa sobre ele no Skoob e nos ig’s literários.
    Até agora não me deu vontade de ler mas parece ser uma história interessante e cheia de reviravoltas

  • ingriD Figueiredo
    03 jun 2020

    O livro e muito bem escrito, porém acredito que possa trazer gatilhos para quem já sofreu violência sexual.
    O enredo é sobre uma menina tímida que faz de tudo para encontrar quem assassinou brutalmente sua irmã mais nova. Mas o livro fala muito sobre a própria garota salvar a si mesma.

    Ao mesmo tempo que acompanhamos a personagem principal, também vemos o ponto de vista de um jornalista que investiga o caso, o que dá a impressão que temos informações privilegiadas a cada momento.

    Eu gostei bastante da leitura, ficava o dia todo pensando nesse livro!

  • Alison Teixeira
    03 jun 2020

    Olá Vinicius!
    Não tem nada melhor do que constatar que um livro é realmente bom e que é tudo aquilo mesmo que as pessoas tanto falam, né?
    A obra causou impacto durante seu lançamento, mas confesso que nunca me interessei muito pra saber do que se tratava, mas agora bateu aquela vontade de conferir esse thriller de tirar o fôlego.
    Sadie se destaca pelos temas complexos que aborda, e percebe-se que Summers teve todo um cuidado para desenvolver a trama sem que a mesma passasse a soar forçada (o que sabemos que é muito comum nos livros do gênero). E a sacada dos podcasts faz com que o leitor não queria desgrudar do livro, pois quer sempre mais informações e descobrir o babado completo.
    Só esses nomes que confunde tudo a cabeça da gente, né? Eu por exemplo confundiria toda hora Sadie e Mattie HAHAHAHA.
    Beijos.

  • Thaís Cristina Marcelino
    03 jun 2020

    Quando lançou esse livro fiquei doidaaa para ler. Muitas pessoas estavam falando sobre ele e quão bom ele é, pretendo ler em breve e depois dessa resenha eu amei ainda mais. Sou apaixonada por esse gênero, amo Thriller e esse parece ser aquele eletrizante. Que bom que você gostou, espero gostar também. Livros de vingança sempre tem um final meio transtornado kkkkk e realmente é difícil quando a protagonista tem que cuidar de todo mundo, sendo que ninguém cuida dela. Amei a resenha, quero ler para ontem

  • Angela Cunha
    03 jun 2020

    Aquele tipo de livro que a gente fica lendo resenhas e resenhas, fica com medo de ler, fica feliz de não desejar ler , aí vem uma resenha assim, completa e deixa a gente com cara de alface murcha em frente a tela do pc.
    Não são apenas assuntos polêmicos, tristes e intensos,mas é muito além.
    Sadie traz uma dor tão grande,um peso tão grande nas costas. A dor, o luto, a vingança.
    Nossa..melhor resenha até o momento e preciso deste livro para ontem!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

  • Siga o @thelaoliphantInstagram