livros
Categoria(s): livros

Segredos de Uma Noite de Verão, de Lisa Kleypas

de Lisa Kleypas
Título Original: Secrets of a Summer Night
Gênero do Livro: Romance Regencial, Romance de Época
Editora: Arqueiro
Ano de Publicação: 2015
Número de Páginas: 384
Série: As Quatro Estações do Amor
Código ISBN: 978-8530601737
Sinopse: Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar. Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle. No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar – apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz. As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon... e descobre que o amor é um jogo perigoso.

resenha-segredos-de-uma-noite-de-verao-lisa-kleypas-imagem

Verdade seja dita, eu estou questionando todas as minhas escolhas de vida depois de ler Segredos de Uma Noite de Verão. As Quatro Estações do Amor era a única série da Lisa Kleypas que eu ainda não tinha lido e, sendo sincera, me arrependo amargamente de não ter devorado esses livros quando eu tive a chance.

O livro com a capa feia pode se tornar a sua leitura favorita no futuro. E eu sei, muitas de vocês preferem as capas originais, mas me permitam ser o ponto fora da curva e amar a edição popchic dessa série. Eu não teria chegado até aqui sem ela.

Segredos de Uma Noite de Verão foi o primeiro livro da minha primeira leitura coletiva. Nem preciso dizer que, apesar de não ser o meu favorito da série, esse livro ganhou um lugar especial no meu coração. A história de Anabelle e Simon deu início a uma série de leituras divertidas, com vilões inesperados e reviravoltas de tirar o fôlego.

Eu sei que já falei isso muitas vezes no Instagram, mas agora eu realmente entendo por que essa série se tornou a favorita de muitas leitoras de romance de época.

A escrita da Lisa Kleypas é impecável

Não que em outros livros não fosse, mas a forma como ela constrói e escala os relacionamentos nesse livro é simplesmente incrível. E aproveito para avisar que: é um caminho sem volta.

Um dos pontos que eu mais gostei foi a construção da amizade do nosso quarteto. Apesar de ser um romance de época, Lisa tomou muito cuidado para que nossas heroínas conseguissem construir uma conexão genuína.

A amizade de Anabelle, Lilian, Evie e Daisy rouba a cena nos primeiros capítulos de Segredos de Uma Noite de Verão e logo de cara sabemos que podemos esperar diálogos maravilhosos, afronta aos costumes da aristocracia, muitas cenas de safadeza e confusões inimagináveis.

As quatro são uma verdadeira receita para o desastre, mas de uma forma boa.

A escrita de Lisa, mais uma vez, não decepciona. Eu gosto muito da forma como ela consegue equilibrar bem a narrativa do livro com os diálogos, fazendo com que a história consiga fluir de uma maneira viciante.

Quando você menos espera são 4 horas da manhã e você simplesmente não consegue deixar o livro de lado.

Anabelle é uma boa heroína, mas nem tanto

A nossa protagonista é egoísta, mas eu não posso julgá-la por isso. Com uma situação financeira a beira do precipício, vendo a mãe ser obrigada a favores sexuais para pagar as contas de casa, não me admira que Anabelle estivesse disposta a tudo para conseguir um marido rico.

Ainda assim, a caça pela fortuna não fez com que ela se tornasse uma boa heroína aos meus olhos.

Eu esperar um pouco mais de ousadia da parte dela, algo que fizesse com que o romance me saltasse aos olhos. Mas, Anabelle é uma protagonista que se deixa levar ao invés de conduzir a sua própria história e foi só no último segundo que ela tomou a decisão que, bem, ela deveria ter tomado desde o começo do livro.

Outro ponto que me incomodou um pouco foi a falta de honestidade dela com as novas amigas.

Tem uma parte de mim que gostaria que ela tivesse sido um pouco mais honesta, pelo menos com as amigas, sobre como ela realmente se sentia em relação ao Simon. Acho que isso pouparia muito tempo e esforço para elaborar uma situação comprometedora com alguém que ela nem ao menos queria se casar.

Simon Hunt é de tirar o fôlego

Uma coisa é certa: Lisa Kleypas escreve heróis que fazem a gente questionar a nossa própria realidade.

Simon Hunt não é exatamente um libertino, mas tem todas as habilidades de um. Eu tive muita dificuldade para conseguir visualizar o homem alto e parrudo que a autora descreve no livro, mas a parte onde ele seduz e leva Anabell a loucura?

Ah, essa eu consegui imaginar muito bem.

Sendo bem sincera, não é o casal com mais química de As Quatro Estações do Amor, mas por ser o primeiro livro da série, acredito que os dois entreguem uma quantidade muito satisfatória de cenas safadas.

Honestamente? O que mais me encantou no Simon foi o fato de ele amar Anabelle o suficiente para aceitá-la em qualquer condição: seja amante ou esposa. Virgem ou não. E você consegue perceber muito desse amor na forma como ele busca dar prazer à nossa heroína nos seus momentos íntimos.

Lisa Kleypas não economiza nas cenas quentes

É uma verdade universal que a gente vem pelo romance, mas fica mesmo pelas cenas de sexo. E, deixe-me dizer, Lisa Kleypas sabe como escrever cenas quentes.

Apesar da tensão sexual não ter sido tão bem construída como eu gostaria, não dá para negar que as pequenas investidas de Simon ao longo dos capítulos é de prender a atenção de qualquer leitora.

Eu admiro muito a presença de espírito que a Anabelle teve ao longo das 384 páginas desse livro para não se entregar na primeira oportunidade. Honestamente? Eu não seria tão resistente assim.

Gostaria muito que Lisa Kleypas tivesse me dado mais oportunidades de experienciar esse slow burn. Talvez mais algumas cenas de encontros escuros nos corredores da propriedade de Westcliff fossem o suficiente para eu me render ao nosso casal protagonista.

Segredos de Uma Noite de Verão dá o tom dos próximos livros

Divertido, sedutor e instigante, Segredos de Uma Noite de Verão foi um bom começo para As Quatro Estações do Amor e me deixou completamente obcecada por esse universo.

Existe alguém nesse mundo que conseguiu ler este livro e não ficar desesperada pelo próximo?

Lisa Kleypas escolheu uma forma muito divertida – e inesperada – de nos apresentar aos próximos protagonistas dessa série. Eu mal conheci Lillian e Marcus e já estou completamente apaixonada pelo ranço que um nutre pelo outro.

Não tem uma leitora de romances de época que goste mais de enemies to lovers do que eu. Era uma vez no outono é a minha próxima leitura de As Quatro Estações do Amor e eu sinto que eu vou devorar esse livro.

Gostou? Compartilhe!pinterest twitter facebook
Débora Costa

Uma intelectual contemporânea que entende a importância da convergência de mídias, telas e narrativas. Acompanhando mais séries do que deveria e não consigo fazer uma coisa de cada vez. Ainda quero escrever um romance de época um dia.

Deixe seu comentário