Resenhas 07out • 2018

Sem Coraçãopor Marissa Meyer

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: Heartless
Gênero do Livro: Fantasia, Releitura, Young Adult,
Editora: Rocco
Ano de Publicação: 2018
Número de Páginas: 416
Código ISBN: 9788579804007

Obs: Este livro foi cedido pela editora em parceria para resenha.

Comprar: Amazon

Sinopse: Catherine era uma das garotas mais desejadas do País das Maravilhas e a favorita do ainda solteiro Rei de Copas, mas seus interesses eram outros. Por seu talento na cozinha, ela só queria abrir uma confeitaria em sociedade com sua melhor amiga e oferecer ao Reino de Copas os mais deliciosos doces e bolos. Porém, de acordo com sua mãe, era uma ideia inaceitável para a jovem que poderia ser a próxima rainha. Em um baile real em que o rei pretende pedi-la em casamento, Cath conhece Jest, o belo e misterioso bobo da corte. Pela primeira vez, sente a força da pura atração. Mesmo correndo risco de ofender o rei e contrariar os pais, ela e Jest iniciam um relacionamento intenso e secreto. Cath está determinada a escolher o próprio destino e se apaixonar nos seus próprios termos. Mas em uma terra repleta de magia, loucura e monstros, o destino tem outros planos... A aclamada autora das Crônicas Lunares oferece uma visão do País das Maravilhas diferente de qualquer outra já vista e conta a história de uma garota que viria a ser um dia a famosa Rainha de Copas.

Marissa Meyer é a princesa dos contos de fada dos meus sonhos. Confesso que, quando eu peguei Sem Coração para ler, eu não tinha grandes expectativas porque, na minha cabeça, nenhum livro da Marissa poderia ser tão maravilhoso quanto As Crônicas Lunares. Mas não é que pode? Sem Coração não só é uma releitura linda de Alice no País das Maravilhas, como eu nunca mais vou conseguir olhar para a Rainha de Copas da mesma maneira.

Eu nunca duvidei que a escrita de Meyer fosse incrível, mas a forma como ela construiu e desenvolveu o enredo de Sem Coração, ultrapassou totalmente as minhas expectativas enquanto leitora. A narrativa é lenda em alguns pontos, admito. Houve momentos em que eu realmente achei que não ia acontecer nada no livro, mas Meyer tem um dom único para te envolver no enredo e, quando eu me dei conta, não conseguiria viver sem saber o desfecho dessa história.

“Às vezes seu coração é a única coisa que vale a pena ouvir.”

O ponto forte do enredo é, definitivamente, o desenvolvimento dos personagens. Nós conhecemos a nossa protagonista, Catherine, em uma fase de sua vida onde ela é apenas uma mulher cheia de sonhos e desejos, mas acompanhamos o seu caminho mudar completamente e toda a bondade em seu coração se perder por conta de acontecimentos irreversíveis. É impossível você não sentir aquele aperto no peito ao ver o sofrimento no seu coração se transformando em ódio e nada podendo ser feito a respeito.

Eu gostei muito da construção do universo de Meyer e do fato de ela ter brincado com personagens que nós já conhecemos e já amamos. Eu me senti tão no País das Maravilhas como se estivesse realmente lendo Alice, mas ao mesmo tempo, eu gostei do toque de novo que ela conseguiu dar para o universo, trazendo um pouco da era Vitoriana e  brincando com todas as possibilidades que aquele universo permite. Quem assistiu a adaptação de Tim Burton vai encontrar muitas referências maravilhosas que não temos na adaptação da Disney, ok?

Eu gostei muito de Catherine como protagonista, embora eu esteja escrevendo essa resenha com uma dor enorme no peito pelo o que o destino reservou para essa personagem. É praticamente impossível você imaginar que uma garota que só queria viver um amor e abrir uma confeitaria, se tornaria a rainha de copas que a gente conhece. A transformação ao longo dos capítulos foi feita com uma maestria que eu sei que só Meyer conseguiria entregar.

“Ainda sim é impossível não se apaixonar pela trama, e não torcer para que tudo dê certo mesmo sabendo qual será o fim da doce Cath.”

Jest foi um personagem que roubou meu coração, desde o começo. Os diálogos entre ele e Catherine são os melhores do livro e não tinha como alguém não se apaixonar com aquele flerte disfarçado de brincadeira. Eu gostei muito da personalidade dele ao longo do livro e como o personagem cresceu entre os plot twists do livro, se mostrando bem mais do que apenas um bobo, mas alguém digno dos sentimentos que Cath tinha por ele.

Infelizmente, não tenho como falar muito sobre o romance sem dar spoilers para vocês, mas acreditem quando eu digo que é muito impossível não torcer por esses dois até o último segundo. Eu acho que o fato de eles terem construído um sentimento tão bonito entre eles dá uma visão muito mais verdadeira do desfecho do livro. Esse background da Rainha de Copas me fez pensar que a dor pode ser muito mais forte que o ódio, e no caso da Rainha de Copas, nada poderia ser feito.

Acho que o único motivo de eu não ter conseguido dar 5 estrelas para esse livro foi o desenrolar lento do enredo. Acho que, se você nunca leu um livro da Marissa na vida, Sem Coração não é a melhor opção para você começar. Demora um pouco mais de 150 páginas antes do enredo realmente começar a realmente andar e as coisas acontecerem. Infelizmente, a demora é necessária para que você entenda as angustias da protagonista, mas ainda assim, poderia ter sido feito de outra forma, acredito eu.

Meyer disse em uma entrevista que queria que as pessoas terminassem de ler Sem Coração e fossem direto para o livro de Lewis Carroll e eu acho que ela conseguiu fazer isso muito bem. Apesar de algumas decisões de Catherine parecerem estúpidas e impensadas, você consegue entender que ela é uma adolescente cometendo erros na esperança de acertas. Eu realmente nunca mais vou conseguir olhar para a rainha de copas da mesma maneira depois desse livro.

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

8 Comentários

  • Alice Pereira
    16 out 2018

    Estou tentando conter minhas expectativas para com este livro, mas não estou conseguindo, haha.

    Li algumas resenhas sobre ele e elas também apontavam a lentidão. Isso costuma ser um ponto negativo para mim, mas ainda quero conhecer o cenário que Meyer repintou para a nossa protagonista. Ainda não li nenhum livro da autora e, teimosamente, talvez eu comece por este, haha.

    Confesso que dentro do país das maravilhas, a Rainha de Copas era a minha favorita e não poderia deixar de ler uma história na qual ela estivesse no foco.

  • […] que Marissa Meyer criou para a Rainha de Copas mexeu comigo do começo ao fim do livro e, publicar uma única resenha dessa leitura maravilhosa não era o suficiente para mim. Eu precisava falar mais sobre esse livro. Então aqui estamos, com […]

  • Vitória Pantielly
    10 out 2018

    Oi Débora,
    Ah, eu sempre fiquei pensando nos vilões, em como eles se transformaram em personagens odiosos, e seus motivos, então esse lançamento foi uma belíssima surpresa para mim.
    Nunca li nada da autora, e mesmo você dizendo que a história demora um tanto a se desenvolver, eu realmente pretendo ler esse livro em breve, porque estou muito curiosa.
    Acredito que se a rainha de copas já era marcante, depois de conhecer seu passado deve se tornar ainda mais, e que belo enredo, eu amei.
    Beijos

  • Pamela Liu
    08 out 2018

    Oi Débora.
    Eu AMEI as Crõnicas Lunares e desde então quero ler todos os livros da autora.
    Fico feliz em saber que ela não perdeu a mão em sem coração. Eu não me importo com inícios lentos, desde que seja para construir uma boa base para o desenvolvimento da trama ou para entender por que a personagem age de x forma. E parece que a autora se redime depois da página 150, trazendo uma trama muito envolvente e personagens maravilhosos.
    A capa é realmente lindíssima.
    Beijos

  • Ludyanne Carvalho
    08 out 2018

    Ah, desejando esse livro!
    Ainda não li nada da Marissa, e apesar de recomendar iniciar por outro, quero iniciar por esse.
    Amo releituras, e essa me parece que tem um toque diferente.
    Já fico tentando imaginar o que aconteceu para essa menina sonhadora se tornar quem se tornou.
    Espero que a narrativa lenta não seja um grande problema.

    Beijos

  • Kleyse Oliveira
    08 out 2018

    Nossa. Mega spoiler. Mais quero muito ler esse livro, gostei da capa e do enredo, e também será meu primeiro contato com essa autora.

  • Angela Cunha
    08 out 2018

    Mesmo com uma linguagem um pouco mais arrastada, este novo trabalho da autora é impecável! Andei dando uma boa conferida nele, desde seu lançamento e realmente não é uma releitura de um conto de fadas, é bem além disso.
    É trazer uma Rainha totalmente do que a gente está acostumada a desenhar em nossa mente e que já foi retratada de tantas formas e jeitos.
    Com certeza, o livro está na lista de desejados e espero poder ter e ler ele em breve!
    Beijo

  • Siga o @laoliphantblogInstagram