Resenhas 08jun • 2016

Talvez Um Diapor Colleen Hoover

O livro no Skoob e no Goodreads.

Editora: Galera Record
Ano de Publicação: 2016
1º livro da série Maybe
Número de Páginas: 368
Código ISBN: 9788501050311

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Livraria SaraivaAmazon

Sinopse: Um dos livros mais comentados de 2015, nos Estados Unidos, este é mais um sucesso arrebatador de Colleen Hoover, autora das séries Slammed e Hopeless. Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

Eu não sei nem por onde começar essa resenha, de verdade. Colleen Hoover é uma autora que me deixa muito confusa. Hora eu acho que ela é a autora mais incrível do mundo, outrora já não tenho tanta certeza. Comecei a ler Talvez Um Dia sem expectativas, mesmo sabendo que, de todos os livros da autora já lançados no Brasil, esse era o único pelo o qual eu já vinha esperando há uns bons três anos. E sabe o que mais me deu raiva? Era como se eu tivesse lendo Colleen Hoover pela primeira vez e me apaixonando completamente pela sua escrita de novo, como foi com Métrica e Um Caso Perdido.

Sidney é uma jovem que está tentando conquistar sua independência. Aluna do curso de música, ela divide seu tempo entre o trabalho, seu namorado Hunter e ouvir o vizinho do prédio da frente tocar músicas realmente maravilhosas. As coisas começam a ficar complicadas quando, no seu aniversário de 22 anos, ela acaba descobrindo que seu namorado e sua melhor amiga – e colega de quarto – estão tendo um caso há um bom tempo. Sem ter para onde ir e determinada a não voltar para o apartamento, ela acaba aceitando a ajuda de Ridge – o vizinho que tocava as músicas maravilhosas – e se muda temporariamente para um quarto vago em seu apartamento.

talvez um dia 03

Ridge e Sidney compartilham o mesmo amor pela música, e para ajudar a jovem enquanto ela não encontra outro emprego e nem um lugar para morar, Ridge propõe que ela trabalhe como compositora da sua banda, Sounds of Cedar, como uma forma de pagar o aluguel. É assim que os dois começam a trabalhar juntos, e logo Sidney descobre que ela sente por Ridge muito mais do que um sentimento de amizade. O problema é que Ridge tem uma namorada, e conforme os dois se aproximam cada vez mais, começa a ficar impossível para Sidney esconder seus sentimentos.

De todos os romances que eu já vi Colleen Hoover escrever, Talvez Um Dia é, certamente, o mais próximo da realidade e o mais fácil do leitor se envolver. O livro é narrado em primeira pessoa e tem o ponto de vista dividido entre os personagens principais, Sidney e Ridge, o que para mim foi maravilhoso porque me deu esperanças de que – pelo menos dessa vez – eu não vou me deparar com um segundo volume contando a mesma história, só que do ponto de vista masculino. Ponto positivo pra Colleen? Com certeza.

talvez um dia 01

Gostei muito da forma como o enredo do livro se desenvolveu. Começamos a história pegando uma personagem completamente desacreditada de tudo. A vida independente de Sidney não estava dando certo, tudo estava saindo o oposto do que ela esperava até ela encontrar Ridge e a história dos dois finalmente começar a acontecer. O interessante dessa narrativa é que tudo acontece em um ritmo bom, nem rápido e nem muito devagar. Os personagens têm seu próprio tempo para se conectar e o leitor consegue sentir que a conexão entre eles é real.

O enredo de Talvez Um Dia é simples, mas Colleen tem um dom para deixar o simples mais interessante. De todos os livros da autora que eu li até hoje, Talvez Um Dia foi o que mais me tocou – emocionalmente falando – porque eu conseguia sentir os personagens e entender suas escolhas na hora de lidar com as situações complicadas do enredo. Me pareceu algo que eu poderia viver, ou qualquer pessoa poderia viver, e foi bom – pela primeira vez – ver Colleen trabalhar em cima de uma ideia que eu realmente conseguia me identificar.

talvez um dia 02

Eu gostei demais dos personagens desse livro. Cada um deles tinham os seus próprios problemas para lidarem, e eu conseguia me identificar e me envolver com cada um deles de uma forma bem individual. Sidney foi uma personagem muito menos chata do que eu estava esperando, principalmente porque eu tenho péssimas experiências com personagens na posição em que ela se encontrava – apaixonada por um cara comprometido. Mas, diferente do que eu estava esperando, ela lidou com a situação da melhor forma possível, mesmo quando eu achei que não seria possível ela conseguir ser tão madura.

Talvez Um Dia aqueceu meu coração de formas que eu nem mesmo sei explicar. E se não bastasse todo o livro ser um grande amor, ainda pude contar com a playlist do Griffin Peterson feita especialmente para a leitura desse livro. De todos os livros da Colleen – e eu estou incluindo Métrica nesta lista – Talvez Um Dia é o meu favorito, falo sério. Os personagens são encantadores e o enredo ganha você desde o primeiro capítulo. Qualquer leitor um pouco apaixonado por romance vai se entregar completamente à esse livro, pode ter certeza!

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

13 Comentários

  • […] Desde então minha relação com a autora tem sido uma constante montanha russa emocional onde, às vezes ela acerta no enredo, outras vezes não. Confesse é um dos meus “nãos”. Eu estava louca para ler esse livro desde […]

  • […] mais um livro da Colleen Hoover na estante. Talvez esse tenha sido o mais desejado depois de Talvez Um Dia, apesar de eu ainda ter um pouco de receio com os livros da autora depois das intermináveis […]

  • Gabriela Erler
    19 jul 2016

    Esse é um dos livros da autora que mais tenho curiosidade de ler. A forma como as pessoas contam sobre essa história já me deixa emocionada, então imagino que será uma leitura bem forte para mim. Espero poder ler em breve e me encantar ainda mais com a autora.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura || Participe do top comentarista de julho e concorra aos livros O Amor nos Tempos de #Like e Em Algum Lugar nas Estrelas

  • Nicolle Por Deus
    18 jun 2016

    Comecei pensando que ela socou a cara da pessoa errada. Se ela namorava o menino e ele a traiu, que tirasse satisfações com ele, pô.

    Mas aí a gente para e reflete: a traição foi com a melhor amiga. Melhor amiga, véi…

    Percebi que me sentiria mais traída pela amizade que foi quebrada, do que pela parte do namoro. Essas coisas mexem comigo, aff fjgnfjgnfj

    Ainda não li nada da autora. Será que esse vai ser o primeiro?!

  • Catharina
    15 jun 2016

    Oie
    eu to louca para ler esse livro da autora, não só esse como todos, li poucos e já a adoro, muito legal o enredo da história e que bom que você gostou, agora só to mais ansiosa pela leitura, essa capa tá uma graçaaaa

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

  • SUZZY CHIU
    13 jun 2016

    Oioi! Tudo bem?
    Tudo que sair da Colleen Hoover eu vou querer!
    Claro que já garanti o meu Talvez um dia e amei ler a resenha aqui.
    Bom que ja sei o que me espera e ja vi que vou surtar mto haha.
    Otima dica.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

  • Rafaelle Vieira
    12 jun 2016

    Oi, Débora!
    Eu estou louca por esse livro! Sério, quero muito ler, acho que vou me apaixonar novamente pela autora e também pelos personagens. Colleen já tem lugar garantindo na minha estante, sempre quero todos os livros dela (tirando aqueles que contam a mesma história sob o ponto de vista do outro protagonista, isso é cansativo! rsrsrsrs). Adorei a resenha!

    Beijos,

    Rafa [ blog – Fascinada por Histórias]

  • Daniela
    11 jun 2016

    Estava muito curiosa para saber como é esse livro e amei tanto a resenha como o livro! Gosto da autora e essa obra dela parece maravilhosa, sua resenha não poupou elogios! Vou ler, com certeza. Obrigada pela dica.

  • Jess
    09 jun 2016

    Olá!
    Eu nunca li nada da autora, mas sempre vejo a galera rasgando elogios pra ela, o que me deixa curiosa.
    Eu adoro livros do gênero e gostei bastante da premissa desse livro. Fico feliz de saber que a narrativa se alterna, eu também não aguento mais livros lançados pra mostrarem o pov do protagonista hahaha.
    Amor, música e personagens carismáticos… é, acho que vou gostar desse livro =)
    Ótima resenha!
    Beijos!

  • Joanna Amaro
    09 jun 2016

    Oh autora que recebe críticas e elogios hauhsau Toda vez que vejo uma resenha fico com vontade de ler um livro dela, mas infelizmente são sempre muito caros para mim. Eu já tinha lido uma resenha sobre este livro e ela meencheu de vontade de ler este livro. A história parece ser simplesemnte magnífica.

  • cristina deutsch
    09 jun 2016

    Oi, como vai?
    A sinopse é de suspirar e resenha impecável, parabéns! Ainda não li nada da autora, mas fiquei apaixonada por esse livro e com vontade ler. Obrigada pela dica!
    http://www.cristinadeutsch.org/
    Saudações literárias.
    Beijos no ♥

  • cristina deutsch
    09 jun 2016

    Oi, como vai?

    A sinopse é de suspirar e resenha impecável, parabéns! Ainda não li nada da autora, mas fiquei apaixonada por esse livro e com vontade ler. Obrigada pela dica!

    http://www.cristinadeutsch.org/
    Saudações literárias.
    Beijos no ♥

  • vanessa
    08 jun 2016

    Olá!!
    Eu fiquei simplesmente apaixonada pela história que o livro trás. Quero muito ler, amo histórias nesse estilo.
    Beijos.

    meumundosecreto

  • O Usuário laoliphantblog não existe ou é uma conta privada.