Doramas 30nov • 2017

The Heirs

Vamos falar desse dorama lindo e que me apresentou um dos meus atores favoritos? The Heirs não foi exatamente um dos primeiros que assisti, mas está guardado eternamente no meu coração por ser o primeiro a me apresentar o ideal romântico dos dramas coreanos, aquele lindo ideal de que caras ricos vão ficar com a prota (personagem principal feminina) humilde e ferrada de dinheiro.

The Heirs conta a história de vários estudantes de um colégio rico, todos os seus dilemas emocionais, financeiros, de relacionamento e etc.  Kim Tan é um jovem que foi enviado aos estados unidos muito jovem, por ser considerado a vergonha da família, já que é filho da amante do patriarca da família, afastado a muito tempo da família ele encontra Eun Sang passando por uma situação muito ruim e acaba ajudando ela, porém isso acaba sendo um causador de conflitos entre ele e sua noiva Rachel Yoo. Ao voltar a Coreia, nem tudo permanece fácil já que Eun Sang é filha da empregada da casa de Kim Tan e pra piorar sua situação ela acaba por ir estudar no mesmo colégio de Kim Tan, Rachel Yoo e Young Do, que é mimado e decide que terá Eun sang a todo custo.

A forma como iniciei esse post foi meu rude e pode assustar você mas acredite não é exatamente ruim, é apenas uma das coisas que observei em alguns doramas e é basicamente isso que acontece, alguns dramas dão aquele ideal de que caras ricos vão ficar com as gurias de família humilde, bem ao estilo Cinderela, como bem conhecemos. E Heirs não foge dessa perspectiva, mas o que me fez amar esse drama foram os personagens, e não exatamente o casal.

Young Do (meu favorito) é aquele típico adolescente mimado que faz tudo o que quer e desconta sua “crueldade” nos mais fracos, mas com o decorrer da história vamos compreendendo que toda essas atitudes ruins que ele tem são geradas pela forma que ele foi criado, pela falta de cuidado e afeto do pai e a falta da mãe, não digo que é justificável mas compreendi que na verdade é apenas uma máscara que ele criou pra não precisar por pra fora toda a dor que sente. Kim Tan passou parte de sua infância em outro país, apenas por ser um “erro” cometido pelo pai, e convive com essa dor a muitos anos, mas diferente de Young Do ele não utiliza da crueldade como arma de defesa, tenta apenas sobreviver a pressão de ser filho de um homem rico que acredita mandar em sua vida e decida-la como bem entende.

Eun Sang é o oposto da maioria dos personagens, de família pobre sempre lutou para ajudar a mãe e também ter um futuro melhor, e mesmo não sendo a mais carismática das personagens demonstra muita resiliência e achei isso incrível quando paramos pra pensar que a personagem é bem jovem. Cada um dos personagens tenta sobreviver ao ambiente nocivo em que foram criados, usando as armas que podem, e mesmo com as diferenças sociais, acabam compreendendo que são iguais em diversas questões.

Mas nem tudo são flores na vida né? The Heirs é um dorama muito bom por abordar as diferenças sociais na Coreia, mas ele ainda reforça relacionamentos complicados, não digo abusivos porque é um pouco demais, ainda mais sem analisar com um olhar mais crítico, mas não gostei de como algumas relações são construídas e mantidas. Mas assista e tire suas próprias conclusões, saiba o que te agrada ou não, e se divirta com as possibilidades.

Gostou do post? Então se inscreve na nossa newsletter para acompanhar os próximos conteúdos do blog!

Paac Rodrigues ver todos os artigos
Taurina, apaixonada por Harry Potter e fascinada por serial killers, é estudante de psicologia e mãe de uma cachorrinha linda chamada Neve. Viciada em jogos online, conheceu o amor de sua vida em um jogo e agora vivem juntos em um reino distante, provavelmente lendo algo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

O Usuário laoliphantblog não existe ou é uma conta privada.