Posts arquivados em: Tag: Editora Arqueiro

Resenhas 12dez • 2018

A Torre do Amor, por Eloisa James

Eloisa James é a melhor coisa que já aconteceu na minha vida. Esqueçam tudo o que eu falei sobre os livros anteriores dessa série, A Torre do Amor é o meu livro favorito e eu acho que nunca mais vou conseguir superar essa leitura. Um romance que te deixa sem fôlego, diálogos tão perfeitos que te deixam se palavras e protagonistas que te envolvem na trama do começo ao fim. Se isso não é tudo o que a gente quer num romance de época, eu não sei mais de nada.

Eu estou boquiaberta com o que Eloisa James fez neste enredo. Diferente de todos os livros dessa série, A Torre do Amor gira em torno de um casal que está verdadeiramente apaixonado um pelo outro, porém, quando a vida conjugal finalmente acontece, as coisas acabam se mostrando completamente diferentes do que eles imaginavam. Eu nunca pensei que pudesse me deparar com um enredo romântico realista, mas aqui estamos com A Torre do Amor. Leia mais

Resenhas 14nov • 2018

Um Acordo e Nada Mais, por Mary Balogh

Qualquer um que chegou a ler a minha resenha sobre o primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes sabe o quão ansiosa eu estava para colocar as minhas mãos no segundo livro. Para a minha sorte, a Arqueiro é uma editora maravilhosa e não demorou mais do que alguns meses para colocar Um Acordo e Nada Mais nas livrarias. E ainda bem, não é mesmo? Com um enredo simples, porém emocionante, o segundo livro de Mary Balogh nos traz um romance que começa na praticidade mas aos poucos se transforma numa paixão verdadeira.

Eu acho que sempre vou me impressionar com a maneira que a Balogh constrói o seus enredos. Nós começamos Um Acordo e Nada Mais com dois protagonistas com problemas próprios e situações de vida complicadas a sua maneira. Enquanto Vincent precisa encontrar uma forma de escapar de um casamento forçado, Sophia precisa encontrar uma forma de sair da casa dos seus parentes horríveis, que se recusam a notar a sua existência. Dois protagonistas opostos, mas com feridas que os unem de uma forma muito inesperada. Leia mais

Resenhas 06nov • 2018

Sem Escolha, por Abbi Glines

Abbi Glines, você conseguiu me enganar com essa série Sea Breeze. Por um único livro eu realmente acreditei que pudéssemos ter algum potencial aqui, mas você tinha que fazer “Sem Escolha” sobre um daqueles romances instantâneos onde os protagonistas não conseguem ficar longe um do outro mesmo sabendo que eles não trocaram meia dúzia de palavras ao longo do livro inteiro, não é mesmo? Uhr, como eu detesto esses plots de romance forçados e sem contexto.

Sem Escolha é um romance – supostamente. Eu realmente estava animada para essa leitura porque Sea Breeze me pareceu uma das séries mais “legais” da Glines para eu começar, mas ela tinha que estragar o rolê no segundo livro, não é mesmo? Enquanto no primeiro livro dessa série eu tinha ao menos um contexto plausível para o enredo, no segundo livro nós temos basicamente nada… e dois protagonistas com problemas irrelevantes que ficam naquela tensão sexual desnecessária até metade do livro. Leia mais

Resenhas 05set • 2018

Amor Sem Medidas, por Sophie Jackson

Eu não sei se começar Desejo Proibido pelo terceiro livro da série foi a melhor ideia que eu tive nos últimos tempos, honestamente. Eu sei que as histórias podem ser lidas separadas, mas se eu tivesse começado pelo segundo livro, talvez eu pudesse ter tido uma conexão diferente com o enredo, o que não aconteceu no caso de Amor Sem Medidas. A escrita de Sophie Jackson me pareceu muito superficial e combinada com esses personagens que não me prenderam, dizer que a leitura foi um desastre é pouco!

Mas vamos começar do começo? Amor Sem Medidas é o terceiro de uma trilogia que aparentemente conta a história de ex-presidiários e, como todo o New Adult que conhecemos, os nossos protagonistas são musculosos, tatuados e com aquela vibe sedutora que uma vez, lá em 2009, me conquistou. O meu primeiro problema com o livro começa com o fato da autora não conseguir fugir muito do teor sexual do enredo. São parágrafos e mais parágrafos focados na conexão física dos personagens e poucos voltados para a conexão emocional. Leia mais

Resenhas 14ago • 2018

A Duquesa Feia, por Eloisa James

Eu já falei para vocês que eu amo Eloisa James? Acho que já, não é mesmo? Quando eu penso que ela não pode escrever mais um livro maravilhoso, ela me aparece com A Duquesa Feia para provar que eu estava completamente errada. Além de ter uma narrativa deliciosa, o terceiro livro da série Contos de Fadas nos trás personagens apaixonantes, diálogos maravilhosos e uma protagonista capaz de provar por A mais B que não precisa de um marido para ser a mulher mais feliz da Inglaterra. Como é que não ama esse livro, me diz?

Eu realmente não achei que eu fosse gostar de outro livro dessa série mais do que eu gostei de Quando a Bela Domou a Fera, mas eu estava errada. A Duquesa Feia é um romance que te conquista logo no primeiro capítulo com a escrita viciante de Eloisa James. A autora nos joga diretamente no olho do furacão, quando James, o nosso duque, está prestes a tomar a decisão que vai mudar o rumo da sua vida e de Theo, nossa heroína e, a partir desse momento, a leitura de A Duquesa Feia se torna um caminho sem volta para quem está lendo. Leia mais

Resenhas 16jul • 2018

Uma Noiva para Winterborn, por Lisa Kleypas

A felicidade da minha vida foi a Arqueiro ter anunciado o lançamento desse livro ainda este ano, sério. Eu me apaixonei completamente pelos Ravenels quando li Um Sedutor sem Coração e, depois de como as coisas ficaram no final do primeiro livro dessa série, eu estava roendo unhas de ansiedade para colocar as minhas mãos em Uma Noiva para Winterborn e, devo dizer que, está muito difícil escolher qual dos dois livros me proporcionou a melhor leitura até agora. Eu vou enlouquecer com esses Ravenels, é muito sério isso!

Mas, vamos falar do enredo, não é mesmo? Neste segundo livro, nossos protagonistas são Rhys e Helen, personagens que nos são apresentados no primeiro livro da série. Como eu mencionei na minha resenha de Um Sedutor sem Coração, Kleypas resolveu trabalhar uma série interligada, logo, alguns acontecimentos do segundo livro, começam exatamente nas últimas páginas do primeiro. Sendo assim, quando o enredo de Uma Noiva para Winterborn começa, nós nos deparamos com a nossa heroína determinada a conquistar o coração do seu amado. Leia mais

Lista 13jul • 2018

3 motivos para você ler a duologia Agentes da Coroa

Loucos por romances de época, estou de volta e muito bem acompanhada de Julia Quinn! Eu acho que todo mundo que já leu pelo menos um romance de época na vida e gostou, precisa colocar Julia Quinn na estante. Eu mesma fui apresentada ao gênero por essa autora maravilhosa e, me bastou O Duque e Eu para me fazer passar o final de semana inteiro na companhia de Os Bridgertons, ansiando mês a mês pelo próximo livro da série. Não sei o que ela coloca nesses livros, mas é viciante!

Depois que Os Bridgertons foi concluído, a Arqueiro nos presenteou com algumas outras séries e duologias da autora. Graças a Deus, Julia é uma autora que está sempre lançando novos livros, então eu sei que não vamos ficar sem novidade dela por um bom tempo. E, uma dessas novidades acabou sendo a duologia Agentes da Coroa que, acabou se tornando meus livros favoritos da autora até então. Além de diálogos divertidos e situações inusitadas, Julia Quinn nos mostra seus personagens por um ângulo completamente novo que me conquistou desde a primeira página. Leia mais

Entrevistas 08jul • 2018

A mente criativa por trás de A Mulher na Janela

Em um suspense, como na vida, as coisas nem sempre são como parecem. Vemos os eventos através de lentes semelhantes, embora não idênticas. E aí está a diversão, tanto entre as capas de “A Mulher na Janela”, a mais audaciosa estréia no gênero de suspense psicológico do ano, quanto na intrigante reviravolta na vida real do seu autor pseudônimo, A.J. Finn.

Quando “A Mulher na Janela” se abre, encontramos a Dra. Anna Fox, uma psicóloga infantil de Nova York que se transformou em uma moderna bagunça depois de sua separação inexplicável do marido e da filha, 11 meses. Agora, uma escuta agorafóbica e voyeurística, Anna passa os dias em Manhattan, com uma taça de vinho na mão, monitorando seus vizinhos do parque por sua câmera digital, assistindo filmes clássicos (Rear Window, alguém?) E aconselhando outros agorafóbicos online.

Em seguida, Anna observa e denuncia à polícia um ato chocante de violência na residência de um novo vizinho. Será que ela imaginou isso? A polícia (e o leitor) podem confiar em sua interpretação do evento? Basta dizer que as reviravoltas que se seguem desestabilizam de seu mundo cuidadosamente isolado. Leia mais

Resenhas 21jun • 2018

Mais Forte Que o Sol, por Julia Quinn 

Eu tinha todas as minhas reservas quanto a essa leitura. Primeiro, eu não gostei do primeiro livro dessa duologia e existia pelo menos 50% de chances de eu simplesmente não gostar do segundo livro. Segundo, esse foi um dos primeiros livros da Julia Quinn, então a escrita dela ainda não estava tão madura quanto a que fez com que eu me apaixonasse completamente por ela, ou seja, era um risco muito grande. Porém, vocês (a parcela que insistiu para eu não desistir das irmãs Lyndon) estavam certos. Mais Forte Que o Sol foi o primeiro passo na direção da Julia Quinn que conhecemos hoje e eu amei cada minuto que passei com esse livro.

Primeiro nós precisamos falar sobre a personagem maravilhosa que é Ellie Lyndon. Diferente da irmã, personagem do primeiro livro, Ellie é dona de uma personalidade determinada, marcante e de uma inteligência que te conquista logo nos primeiros capítulos. Eu gostei muito da forma como ela foi crescendo ao longo do livro e, principalmente do fato de ela já ter planejado uma vida para si mesma, muito antes de seu futuro marido cair no seu colo de uma maneira inesperada. Além disso, eu tenho que avisar que a nossa protagonista tem uma língua bastante afiada e é a rainha dos melhores diálogos de todo o enredo. Leia mais

Resenhas 15jun • 2018

A Mulher na Janela, por A. J. Flinn

Um dos meus tipos de plots favoritos é aquele que envolve um personagem confinado a um único local, e que aos poucos começa a questionar tudo o que ele acha que sabe. O melhor exemplo desse plot é Janela Indiscreta, clássico do mestre do suspense, Alfred Hitchcock. E foi exatamente esse tipo de impressão que eu tive quando li a sinopse de A Mulher na Janela, romance de estréia de A.J. Finn. E eu fico muito feliz em dizer que essa leitura me entregou tudo o que eu queria, e um pouco mais. Eu estou me afundando cada vez mais no buraco de livros de suspense, e A Mulher na Janela foi mais um que me agradou bastante.

Anna Fox vive sozinha na casa luxuosa que um dia abrigou sua família. Anna sofre de agorafobia, resultado de um trauma que destruiu sua família, sua carreira e sua vida. Agora, solitária e entediada, Anna passa seus dias bebendo vinho, vendo filmes antigos e espionando os seus vizinhos. Mas numa noite, enquanto espiona a família que acabou de se mudar para a casa ao lado, Anna testemunha algo que a deixa aterrorizada. Mas será que o que ela viu realmente aconteceu? Leia mais

Resenhas 19abr • 2018

Uma Proposta e Nada Mais, por Mary Balogh

Existe uma squad de autoras de romance de época que eu amo de paixão e Mary Balogh, definitivamente faz parte desse time incomparável de escritoras. Sua nova série, Clube dos Sobreviventes, chegou aos leitores brasileiros para mostrar que ela não é só uma escritora maravilhosa, mas também é capaz de criar os enredos mais interessantes e os melhores diálogos que uma apaixonada por romances de época como eu poderia querer. Uma Proposta e Nada Mais é o primeiro livro desta nova série e seus personagens não deixam a desejar. Com um enredo criativo e personagens inteligentes, este novo romance de Mary Balogh vai ser a melhor leitura que vocês poderiam colocar na estante.

Clube dos Sobreviventes me lembrou bastante de O Clube dos Canalhas, da Sarah Maclean, exceto pelo fato de que neste caso não temos uma casa de jogos, mas sim um grupo de pessoas unidas pela dor. Podemos esperar personagens atormentados de dor, culpa ou até mesmo arrependimento, tudo o que compõe um bom romance de época e revela heróis e heroínas ainda mais interessantes. No caso de Uma Proposta e Nada Mais, primeiro livro da série, conhecemos Gwen e Hugo, dois personagens que perderam muito ao longo da vida e que buscam uma forma de continuar com suas vidas solitárias. Leia mais

Promoções 19mar • 2018

É ingresso para o cinema que você quer, @?

Vocês pediram mais sorteio de ingressos e eu obedeci, é claro. Dessa vez o La Oliphant quer levar vocês para assistir o filme Operação Red Sparrow, o mais novo trabalho da Katniss aka. JLaw. Mas a nossa surpresa não para por aí, não é mesmo? Além do par de ingressos para o filme, nós estamos sorteando em parceria com a linda da Editora Arqueiro, UM EXEMPLAR do livro que deu origem ao filme. GO BIG OR GO HOME.

Para participar do sorteio é preciso que vocês cumpram TODAS AS OBRIGATÓRIAS definidas no Rafflecopter, ok? Também não esqueçam de conferir o regulamento antes de participar, é sempre importante entender as regras primeiro. O resultado dessa promo vai ser anunciado nas redes sociais do blog, então não deixa de seguir a gente no Facebook, Twitter e Instagram para conferir se você foi o grande vencedor, tá?

O sorteio é válido até dia 26 de março de 2018. Ah, e não esquece de convidar os amigos para participar, vai que um deles é o grande ganhador e te leva de plus one no cinema?! *dedos cruzados*  E que a sorte esteja sempre à seu favor.

a Rafflecopter giveaway

Confira o regulamento do sorteio!

  1. A promoção é válida ATÉ 26/03, tendo seu ganhador anunciado nas redes sociais do blog;
  2. Este sorteio é realizado através da plataforma Rafflecopter;
  3. Para validar o prêmio o ganhador devera cumprir com todas as obrigatorias do Rafflecopter;
  4. Ao fim da promoção será sorteado apenas 01 ganhador para todos os prêmios cedidos neste sorteio;
  5. A promoção é válida somente para quem tem endereço de entrega no Brasil;
  6. O primeiro ganhador terá o prazo de 03 dias para responder ao e-mail que lhe será enviado. Caso não o faça, um novo ganhador será definido;
  7. O envio do livro será feito pela Editora Arqueiro, enquanto os ingressos serão enviados separadamente pelo La Oliphant em até 10 dias;
  8. O blog não se responsabiliza por extravio ou atraso na entrega dos Correios. Assim como não se responsabiliza por entrega não efetuada por motivos de endereço incorreto, fornecido pelo próprio ganhador;

Ficou com alguma dúvida em relação ao sorteio? Envie um e-mail para contato@laoliphant.com.br

1 2 3 6
Siga o @laoliphantblogInstagram