Posts arquivados em Tag: Editora Intrínseca

28 ago, 2018

Hush Hush: 3 motivos para a adaptação de Sussurro não acontecer

Aparentemente alguém perdeu o memorando de que o momento certo para fazer uma adaptação de livro sobrenatural ficou lá em 2008, quando outra pessoa achou que era uma boa ideia dar vida aos personagens de Stephenie Meyer. Todo mundo lembra dessa fase, não é mesmo? Vampire Diaries estreou como série de TV no ano seguinte (2009) e o amor de todas as adolescentes da época se dividiam entre lobisomens, vampiros e anjos caídos. As garotas queriam ser a próxima Bella e os meninos estavam tentando entender o que tinha de tão interessante nesse tal vampiro que brilhava no sol, Edward. Foi uma fase muito intensa, até mesmo Felipe Neto se deu ao trabalho de fazer um vídeo falando sobre isso – todo mundo lembra né?

Foi uma boa época, mas infelizmente passou. Quando Divergente estreou nos cinemas, as pessoas já estavam um tanto quanto saturadas de adaptações literárias e, depois do fracasso em tentar transformar o romance de Tris e Quatro em um sucesso, o mundo dos livros foi deixado um pouco de lado e os roteiristas começaram a procurar um outro nicho de pessoas para destruir os sonhos. Mas, aparentemente, todo mundo percebeu isso menos a turminha dos anjos caídos. Continue lendo

24 ago, 2018

5 livros para você ler depois de assistir Para Todos os Garotos que Já Amei

Eu não estou sabendo lidar com essa adaptação do Netflix, sério! Eu assisti 4 vezes no dia em que o filme foi lançado e agora, sempre que eu abro a Netflix, é a única coisa que eu quero continuar assistindo. Particularmente, eu achei muito melhor do que o livro – e eu não sou muito o tipo de pessoa que diz essa frase com frequência, né? Tá sendo meio que impossível não amar a Lara Jean e o Peter depois dessa interpretação maravilhosa da Lana Condor e do Noah Centineo.

Morta, apenas, morta.

Mas vamos ao que eu estou fazendo aqui, não é mesmo? Agora que Para Todos os Garotos que Já Amei chegou na Netflix e todo mundo que não leu o livro já foi correndo comprar os três livros da série, nós, leitores que lemos o livro quando foi lançado no Brasil, ficamos com aquele vazio de quem leu, se apaixonou, sofreu e sentiu o vazio de uma leitura que acabou. E foi pensando nisso que eu resolvi montar uma lista maravilhosa de livros que vocês podem ler para suprir a falta que Para Todos os Garotos que Já Amei deixou em nossos corações. Continue lendo

23 fev, 2018

Simon vs. a agenda Homo Sapiens, por Becky Albertalli

Mais uma leitura que eu deveria ter feito assim que coloquei o livro na estante?! Hm, provavelmente. Simon vs. a agenda Homo Sapiens está na minha estante há algum tempo e, confesso que eu nem me lembro bem como ele foi parar lá, mas posso dizer que me arrependi demais por não ter entrado de cabeça nesse livro quando as pessoas vieram me dizer que iria ser um dos melhores livros da minha vida. Porque foi, sabe?! Uma mistura de enredo que eu já conhecia com aquela sensação de algo totalmente novo. Eu estou apaixonada pela forma linda que Albertalli, e ainda bem que eu li o livro antes de ele chegar nos cinemas.

Não é muito difícil você se identificar com o Simon. Todo mundo um dia na vida já ficou se questionando sobre contar ou não a verdade sobre si mesmo, independente de qual verdade seja essa. Eu entendo o Simon neste ponto, sabe? Às vezes você só precisa de mais um dia no conforto do que você acredita ser o melhor para você naquele momento, mas não demora muito até você começar a se sentir sufocado por todas aquelas coisas que você “deveria ser”, mas no fundo sabe que não é. E talvez esse seja o ponto que mais me encantou no livro de Albertalli: a profundidade do personagem e das suas dores trabalhadas de uma forma tão cuidadosa e simples. Continue lendo

11 dez, 2017

Fox 2000 compra os direitos de adaptação de Tartarugas até lá embaixo

Apaixonados por Hazel e Gus, mais uma história inesquecível de John Green será adaptada para os cinemas! A Fox 2000 acaba de comprar os direitos de Tartarugas até lá embaixo, novo livro do autor, que conta a história de Aza Holmes, uma garota de 16 anos que sofre de transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e tenta se libertar das espirais de pensamento que a aprisionam.

Essa será a terceira adaptação cinematográfica de John Green. Lançado em 2014, A Culpa é das Estrelas se tornou um fenômeno mundial, arrecadando 307,2 milhões de dólares e transformando Shailene Woodley e Ansel Elgort em grandes estrelas. Em 2015, Cidades de Papel teve estreia mundial aqui no Brasil com a presença do próprio John Green! Protagonizado por Nat Wolff e Cara Delevingne, o longa arrecadou 85,4 milhões de dólares no mundo todo.

No canal que divide com o irmão Hank, Vlogbrothers, o autor falou sobre suas expectativas para o filme e já perguntou aos leitores: que atriz seria perfeita para interpretar Aza Holmes?

Este conteúdo foi originalmente publicado no site oficial da editora Intrínseca. O La Oliphant é responsável apenas pela reprodução do mesmo.