Posts arquivados em: Tag: Editora Rocco

Resenhas 14maio • 2019

O Chamado do Cuco, por Robert Galbraith

Eu realmente saí da minha zona de conforto quando decidi que iria entrar de cabeça no universo criado por Robert Galbraith. Minha primeira experiencia com um thriller policial acabou vindo de uma leitura que já passou muito tempo na minha estante e, de um autor que eu nunca imaginei que eu realmente fosse ler. Mas o mundo leitor tem dessas surpresas e, eu não só amei O Chamado do Cuco, como estou completamente viciada na escrita de Galbraith.

O primeiro ponto que me chamou a atenção em O Chamado do Cuco, foi como o autor conseguiu equilibrar bem o desenvolvimento do protagonista com o desenvolvimento do enredo em si. Na minha pouca experiência com o gênero, um dos pontos que sempre me incomodou era o fato do autor ou dar mais atenção a investigação ou ao protagonista do livro. No caso de Galbraith, nós temos um perfeito equilíbrio disso. Leia mais

Lançamentos 11maio • 2019

Robert Galbraith e o mistério por trás do criador de Cormoran Strike

O Chamado do Cuco chegou no Brasil com um nome e sobrenome já muito conhecido pelos leitores brasileiros, mas o que muita gente não sabe é que, quando o livro foi lançado lá fora, o nome de Robert Galbraith era totalmente desconhecido e pertencia a um ex-policial militar que agora atuava como segurança particular.

O livro foi bastante elogiado pela crítica, mas vendeu apenas 1.500 cópias na sua primeira semana. Apesar de ter sido descrito como uma “estreia estelar” pela Publisher’s Weekly, Galbraith ainda tinha muitas barreiras para serem quebradas, ainda assim, o futuro do novo autor ainda era bastante promissor. Leia mais

Projetos 05maio • 2019

Harry Potter e a Pedra Filosofal – Episódio 01

O primeiro vídeo de #LendoPotter is on e eu confesso para vocês que não ficou exatamente do jeito que eu queria. Acho que a maior dificuldade de começar um projeto que você nunca pensou em fazer é definir como fazê-lo. E o fato de A Pedra Filosofal ser o primeiro livro, não ajudou muito, afinal, é o começo de tudo, então a gente tem muita informação nova muito pouco sobre os personagens.

Nesse primeiro vídeo eu foquei mais em falar da escrita da J.K. Rowling e de alguns pontos na construção do enredo de Harry Potter que me incomodaram nesse primeiro livro. O fato da autora pular muito de cena de um parágrafo para o outro e ser extremamente repetitiva em alguns detalhes do livro, foram um dos pontos que mais pesaram pra mim nesse primeiro livro e vocês podem conferir tudo no vídeo abaixo: Leia mais

Resenhas 28abr • 2019

O Jogo do Coringa, por Marie Lu

Há quase um ano atrás, eu fiz aqui no blog a resenha de Warcross, o primeiro livro de uma duologia de Marie Lu, autora das séries Legend e Jovens de Elite. Agora vamos entrar novamente no mundo de Warcross para fazer a resenha do segundo livro, O Jogo do Coringa. E fico muito feliz em dizer que O Jogo do Coringa conseguiu entregar uma história melhor do que Warcross, e olha que o primeiro livro nem é tão ruim assim.

No mundo de Warcross, todos vivem conectados a um mundo virtual, e a caçadora de recompensas Emika Chen é contratada por Hideo Tanaka, criador do Warcross, para capturar Zero, um poderoso hacker que ameaça a segurança de todos os usuários do mundo virtual. Mas Emika acaba descobrindo que nem tudo é tão simples quanto parece, e seus maiores inimigos podem acabar se tornando aliados poderosos. Leia mais

Projetos 26abr • 2019

Eu vou ler Harry Potter pela primeira vez

Eu acho que a gente já pode sair gritando por aí que é oficial: eu vou ler Harry Potter. Não só vou ler, como eu acabei de terminar o primeiro livro, A Pedra Filosofal, e o roteiro desse vídeo está sendo estruturado em paralelo com esse post. Honestamente? Se vocês me contassem que eu iria mesmo ler Harry Potter há uns 16 anos atrás, eu ia debochar demais da cara de vocês.

Mas aqui estamos, anos depois da saga ter sido lançada e anos depois do último filme ter estreado nos cinemas. Já teve maratona de filme? Claro que sim. Também já pesquisei muitas coisas sobre os livros e tomei todos os spoilers possíveis que os filmes acabaram não me alertando sobre. Aliás, já adianto que eu reconheci muitas diferenças da adaptação, mas não posso falar sobre isso agora. Leia mais

Resenhas 11abr • 2019

Nada Fácil, por Radhika Sanghani

Sempre que a Ellie se envolve em uma nova confusão eu fico me perguntando se a minha vida aos 22 anos era tão agitada assim. Nesta hilária continuação de Virgem, a nossa protagonista está explorando sua sexualidade através de encontros casuais e perfis em sites de relacionamento e assim como toda garota que acabou de descobrir o sexo, ela tem muitas dúvidas, muitas aventuras e muitas situações constrangedoras para contar.

Sanghani tem um jeito único de dar vida a sua protagonista. Uma das coisas que eu mais gosto é a autora não medo de abordar assuntos como masturbação e relacionamentos complicados e que faz isso de uma maneira tão leve e descontraída que é praticamente impossível você não se envolver com o enredo. É muito gostoso você ler um livro que trata a sexualidade feminina de um jeito tão normal e divertido ao mesmo tempo. Leia mais

Resenhas 07abr • 2019

Lendo de Cabeça para Baixo, por Jo Platt

Uma das coisas que eu mais gosto quando se trata de leitura é terminar um livro com a sensação de ter escolhido a leitura certa, na hora certa e, Lendo de Cabeça para Baixo foi exatamente isso. Jo Platt entrega um enredo bastante reflexivo, que faz com que o leitor mergulhe no sofrimento da protagonista e, junto com ela, se reconstrua um pouco a cada capítulo. Inspirador, divertido e emocionante, Lendo de Cabeça para Baixo não poderia ter sido uma leitura melhor!

Eu preciso começar falando sobre a escrita da Jo Platt, que foi uma experiencia completamente nova para mim. Quando eu comecei esse livro eu, honestamente, pensei que cairia direto em mais um romance, mas Platt tinha uma história para contar e logo nos primeiros capítulos ela me envolveu na bagunça que era a vida de Ros Shaw e, por algum motivo, eu consegui me identificar com essa protagonista. Leia mais

Entrevistas 16fev • 2019

Radhika Sanghani sobre o seu romance de estreia, Virgem

Eu estou muito ansiosa para falar sobre Radhika Sanghani com vocês. Minha primeira experiencia de leitura com ela foi a mais maravilhosa possível e, se você chegou a passar perto da minha resenha de Virgem, provavelmente sabe o quanto eu sou completamente apaixonada pela forma como ela escolheu retratar a sexualidade feminina.

Agora que a Rocco finalmente anunciou a continuação dessa aventura – algo que eu realmente não acreditei que fosse acontecer tão rápido, eu resolvi traduzir uma entrevista da Sanghani com a Emily Nabney, do site The Boar, para que vocês pudessem conhecer um pouco mais sobre quem é essa autora maravilhosa que abriu um caminho na literatura para que possamos discutir sobre sexualidade deixando os tabus de lado. Leia mais

Resenhas 09fev • 2019

O Ano do Dilúvio, por Margaret Atwood

O Ano do Dilúvio é um romance de ficção científica escrito por Margaret Atwood e recém publicado pela Rocco. Como parte do relançamento da obra de Atwood no Brasil, a Rocco lança o livro que faz parte de uma trilogia que se inicia com Oryx e Crake e termina em MaddAddam (ainda inédito no Brasil). Cada um dos livros da série se passa no mesmo futuro pós-apocalíptico, onde uma grande pandemia destrói a raça humana. Em O Ano do Dilúvio acompanhamos Toby e Ren. Enquanto tentam sobreviver nessa nova e inóspita realidade, elas relembram os anos da juventude ao lado da seita religiosa dos Jardineiros de Deus.

  Os capítulos do livro se intercalam com as narrações de Toby e Ren, ao início de cada parte há um interlúdio narrado por Adão 1, líder da seita dos Jardineiros. Pelos interlúdios descobrimos mais sobre a religião que acredita que a natureza é uma manifestação do poder de Deus. Os membros dos Jardineiros vivem à parte da sociedade, na Plebelandia, lugar onde os excluídos lutam para sobreviver. Leia mais

Resenhas 30dez • 2018

Mulheres que correm com lobos, por Carissa Pinkola Estés

Quando a Rocco resolveu fazer uma nova edição de Mulheres Que Correm Com os Lobos eu fiquei eufórica, queria ler esse livro há bastante tempo e não o encontrava em lugar algum. Neste livro, Clarissa Pinkola Estés propõe utilizar os contos de fadas e mitos para desvendar a figura da Mulher Selvagem, um espectro de nossa personalidade, destruído e mascarado ao longo do tempo pela sociedade patriarcal. Para a autora, os problemas enfrentados pela mulher moderna são decorrentes da transformação da Mulher Selvagem em uma criatura domesticada.

Durante o passar do tempo, a Mulher Selvagem que existe em nós foi saqueada. Seus refúgios internos foram destruídos e seus ciclos naturais transformados de forma artificial para agradar os outros. Clarissa utiliza de sua formação como psicanalista junguiana para desvendar o que existe por detrás de nossa mente, e o que nos faz ter tanto receio e medo de se libertar. Para fazer essa varredura no self feminino, a autora utiliza-se de diversas histórias conhecidas, como Barba-Azul ou Os Sapatinhos Vermelhos, vários contos e histórias populares, passadas de maneira tradicional e que vivem em nosso subconsciente até hoje. Leia mais

Resenhas 28dez • 2018

Filhos de Sangue e Osso, por Tomi Adeyemi

Fazia muito tempo que eu não via um livro com tanto hype como Filhos de Sangue e Osso. Ainda mais se tratando de um livro de estréia. Com todo esse hype em volta do livro, eu comecei essa leitura com medo de que toda essa expectativa acabasse atrapalhando o meu aproveitamento da história, mas felizmente não foi isso que aconteceu. Filhos de Sangue e Osso foi uma leitura muito boa, e eu vou contar para vocês o porquê.

No país de Orïsha, um cruel rei erradica a existência da mágica, e dos maji, pessoas com capacidade de manipular a magia. Zélie é uma jovem divinal, uma pessoa que poderia ser maji, se a magia ainda existisse. Vivendo uma vida difícil com seu irmão Tzain e o pai Baba, Zéie sonha em vingança desde que viu sua mãe ser assassinada pelas forças do rei quando era criança. O que ela não imagina é que essa vingança pode ser tornar realidade, e que existe um ritual que pode trazer a magia de volta. Leia mais

Entrevistas 07dez • 2018

Entrevista com Melinda Salisbury, autora de A Herdeira da Morte

Desde que eu terminei a leitura de A Herdeira da Morte, eu realmente não consegui tirar esse livro da minha cabeça. Não é apenas porque a escrita da Melinda Salisbury é muito maravilhosa, mas também porque o universo que ela cria é algo totalmente único, com seus próprios mitos e lendas, com uma cultura religiosa ainda muito forte e com obrigações que, por mais fantasiosas que pareçam, lembram muito culturas antigas que nós já vivemos.

E vocês sabem o que eu faço quando eu me apaixono muito por um livro, não é mesmo? Entrevista. Infelizmente eu queria conseguir entrevistar pessoalmente todos os autores que eu gosto, mas sabemos que isso não é possível na maioria das vezes, por isso eu tento buscar parcerias com os blogs lá de fora para conseguir compartilhar com vocês o melhor que cada autor tem a oferecer.

Quem me ajudou na missão de trazer uma boa entrevista da Melinda Salisbury foi a Kristen do blog My Friends are Fiction, que entrevistou a autora logo depois do lançamento de A Herdeira da Morte. Nessa entrevista, Melinda fala um pouco sobre o seu processo de escrita e como o enredo de A Herdeira da Morte se apresentou para ela e como ela trabalhou alguns elementos ao longo do livro. Leia mais

1 2 3 6
Siga o @laoliphantblogInstagram