Posts arquivados em Tag: Lendo de Cabeça para Baixo

02 jul, 2019

3 motivos para ler Lendo de Cabeça para Baixo

O livro da Jo Platt caiu nas minhas mãos por causa da parceria do blog com a editora Rocco e eu não poderia ter escolhido uma leitura tão perfeita quanto Lendo de Cabeça para Baixo para esse blog, de verdade. Todo mundo que passou por uma decepção amorosa, ou mesmo sentiu que a vida estava fora do seu controle vai conseguir se identificar com essa protagonista, eu juro.

Lendo de Cabeça para Baixo conta da história da Rosalind Shaw, uma jovem que achou que estava vivendo o momento mais lindo da vida dela até descobrir que o seu noivo a havia abandonado no dia do seu casamento sem nenhuma explicação. Rosalind mergulha em uma depressão profunda depois desse acontecimento, passando dias a fio sem sair de casa e mal conseguindo levantar-se do sofá.

Com a ajuda do seu amigo Tom, ela acaba se tornando coproprietária de uma livraria de livros antigos e se mudando para uma cidade no interior. Isso faz com que Ros conheça novas pessoas, e comece de novo, mas é quando o seu vizinho acidente mente mata o seu porquinho da índia é que Ros começa a ver uma verdadeira mudança. Continue lendo

07 abr, 2019

Lendo de Cabeça para Baixo, por Jo Platt

Uma das coisas que eu mais gosto quando se trata de leitura é terminar um livro com a sensação de ter escolhido a leitura certa, na hora certa e, Lendo de Cabeça para Baixo foi exatamente isso. Jo Platt entrega um enredo bastante reflexivo, que faz com que o leitor mergulhe no sofrimento da protagonista e, junto com ela, se reconstrua um pouco a cada capítulo. Inspirador, divertido e emocionante, Lendo de Cabeça para Baixo não poderia ter sido uma leitura melhor!

Eu preciso começar falando sobre a escrita da Jo Platt, que foi uma experiencia completamente nova para mim. Quando eu comecei esse livro eu, honestamente, pensei que cairia direto em mais um romance, mas Platt tinha uma história para contar e logo nos primeiros capítulos ela me envolveu na bagunça que era a vida de Ros Shaw e, por algum motivo, eu consegui me identificar com essa protagonista. Continue lendo